segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

HÁ DIFERENÇA ENTRE VINGANÇA E JUSTIÇA


Há diferença entre vingança e justiça. A vingança é baseada no ódio e no rancor, ou seja, é uma resposta emocional. A justiça nunca é por motivos pessoais ou egoístas, mas, sim, baseada na honra. O próprio Deus estabeleceu as autoridades governamentais (magistrados, soldados, policiais e governantes) para castigar os malfeitores e para enaltecer os cidadãos de bem. Paulo em (Romanos 13:1-7) e Pedro em (1 Pedro 2:13-17) reconheceram que os agentes do Estado (oficiais do rei) são ministros de Deus para punir os maus e louvar os bons. A obrigação daqueles que tem poder é salvar aqueles que não tem poder. O dever dos fortes é defender os fracos. O propósito dos heróis é proteger os indefesos. Nós, homens de Deus, temos que ser a voz daqueles que não podem falar. Nós devemos ajudar aqueles que ninguém ajuda. Nós devemos lutar por aqueles que não podem lutar por si mesmos. O Pacifismo é demoníaco, ou seja, é de procedência maligna mesmo. O Pacifismo é totalmente contrário aos ensinamentos das Escrituras. O Deus do Antigo Testamento é o mesmo Deus do Novo Testamento (Deus não é bipolar). Jesus nunca foi "Hippie" e nem "um grande pacifista". Isso é uma construção ideológica diabólica para pregar a omissão e o conformismo diante do mal. Satanás, o Diabo, é o Pai da Mentira, ou seja, ele é um mestre na arte da calúnia e da enganação. Quando uma mentira é dita mil vezes, ela se torna numa "verdade". Assim, se constrói uma construção ideológica. A Bíblia, a Palavra de Deus, sempre defendeu os oprimidos e desamparados. As Escrituras sempre ensinaram que devemos proteger os inocentes e lutar pelo que é justo. Há diferença entre vingança e justiça. Ter senso de justiça e criticar as coisas erradas não é pecado. Pecado é acobertar os erros dos malfeitores em nome de um falso amor e de uma paz falsificada. A omissão diante da maldade é pecado. Quando você se omite diante da opressão, você escolhe o lado do opressor. Quando nos calamos, nos silenciamos e nos omitimos diante do mal, nós somos cúmplices. (Filipe Levi)

Nenhum comentário: