terça-feira, 11 de junho de 2013

ANESTESIA MORAL


A sociedade e a Igreja Cristã têm sofrido com um problema chamado Anestesia Moral, que é a banalização da vida humana, ou seja, a omissão e o conformismo diante do mal. Quando os nazistas estupravam, torturavam, e assassinavam as suas vítimas, eles sofreram com a Anestesia Moral, porque eles eram indiferentes ao sofrimento de suas vítimas. Quando os bandidos violentam, torturam, e matam as suas vítimas, eles são indiferentes ao seu sofrimento. A sociedade está conformada com a corrupção do governo, com a promiscuidade, sensacionalismo, e manipulação da mídia, e com a criminalidade que aumenta assustadoramente a cada dia. Neste texto, quero contar a minha opinião sobre a Anestesia Moral.

Os jovens da atualidade não são mais idealistas como os jovens de antigamente. Não sou marxista, mas admiro muito a coragem e a força de vontade dos comunistas na época da Ditadura Militar que desejavam na sua concepção tornar o Brasil num país melhor. Hoje, vejo que o Brasil estava numa situação melhor naquela época. Não sou a favor de perseguição política, e nem de torturas, estupros, e assassinatos, mas sou obrigado a admitir que a Ditadura Militar era melhor do que a democracia de hoje. Atualmente, os jovens não têm limites, e fazem o que bem entendem. Os jovens se embriagam, se drogam, e se prostituem com todo mundo, porque eles são fúteis e mesquinhos (principalmente, as garotas). Se o Brasil ainda estivesse sob o governo do regime militar, hoje, não haveria Marcha da Maconha ou Marcha das Vadias, e nem a Parada Gay, ou seja, o Brasil seria um país melhor. Como já cansei de falar, eu sou totalmente contra perseguir e matar gays, porque eu acredito que os gays devem ser respeitados, mas considero a Parada Gay uma palhaçada, assim, como a marcha dos drogados e a marcha das prostitutas (para não dizer coisa pior). Não concordo com as ditaduras (nem de esquerda e nem de direita), mas reconheço que a Ditadura Militar do Brasil (apesar dos estupros, torturas, e assassinatos) foi melhor do que as ditaduras comunistas, e com certeza também melhor do que a democracia atual.

O povo brasileiro é muito omisso e conformado, assim, como a Igreja Evangélica também. Tanto cristãos quanto incrédulos são apáticos perante as coisas erradas no mundo, e, principalmente, no Brasil. Todos falam para si mesmos que os problemas não são deles e que eles não têm nada a ver com isso. É tanta omissão e tanta hipocrisia que quando me deparo com esse conformismo sinto vontade de me suicidar. Os políticos roubam na cara-de-pau e o povo finge que a corrupção não é problema seu. Os bandidos estupram, torturam, matam, queimam pessoas inocentes vivas, e a sociedade finge que isso não é seu problema. As pessoas são escravizadas pelo pecado e oprimidas pelo Diabo, e os cristãos fingem que isso não é problema deles. De fato, a sociedade e a Igreja de Cristo sofrem de Anestesia Moral.

Tenho orado por muitas pessoas, e estou desanimado de continuar intercedendo por algumas dessas pessoas, porque eu pensei que essas pessoas realmente fossem cristãs, mas pelas coisas que vejo que elas publicam na Internet, eu pude ver que o problema delas não é carência, mas é safadeza mesmo. A minha esperança é que da mesma forma que Deus abençoou a casa de Potifar por amor a José, Ele salve e abençoe por amor a mim essas pessoas que estão cegas e mortas espiritualmente vagando como zumbis, escravizadas pelo pecado. Decidi me abster do pecado o máximo que eu puder para poder fazer a vontade de Deus, porque eu enxergo e ainda estou vivo. Posso ser pecador, mas ainda enxergo que Jesus Cristo é a Salvação; e desejo ardentemente ser mais parecido com Jesus, porque eu quero ser a imagem e a semelhança de Cristo. Posso não ter poder para fazer muito, mas o que eu puder farei. Quero fazer a diferença. Não sou um político influente, e nem um comandante militar, mas darei o melhor de mim para tornar esse mundo num lugar um pouquinho melhor para se viver. Pretendo obedecer todos os mandamentos de Deus, para que com a minha obediência, Deus possa abençoar e salvar as pessoas ao meu redor. A minha esperança é que da mesma forma que Deus salva um filho bandido ou drogado por amor a mãe que intercede por sua vida, o Altíssimo converta as pessoas por quem eu tenho orado tanto. Não acredito que Deus dependa do livre-arbítrio do ser humano para fazer a sua vontade (isso se o homem realmente tiver essa liberdade, que eu duvido muito), mas creio que do mesmo jeito que Deus endureceu o coração de Faraó, Ele pode amolecer os corações das pessoas, porque Ele é Soberano e nada pode frustrar os seus planos.

Nenhum comentário: