segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

A VIRTUDE DE ASSIMILAR COISAS BOAS



“Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem, mal; que fazem da escuridade luz, e da luz escuridade; põem o amargo por doce, e o doce por amargo”! (Isaías 5:20)

Infelizmente, inúmeros cristãos confundem o bem com o mal, e o mal com o bem; e confundem o errado com o certo, e o certo com o errado. Esses religiosos alienados somente sabem enxergar o Capeta em todo lugar, porque eles são incapazes de enxergarem alguma virtude nas coisas seculares. No meio desses fanáticos, as coisas ruins da Igreja são exaltadas, e as coisas boas do mundo são demonizadas. Neste texto, pretendo mostrar as virtudes das obras seculares, que os religiosos tapados tanto se divertem demonizando, porque a alegria das suas vidas é demonizar tudo o que eles encontram pelo caminho.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas”. (1 Coríntios 6:12)

O apóstolo Paulo foi bem claro quando afirmou que ele podia todas as coisas, mas nem tudo era conveniente ele fazer. Todas as coisas são lícitas para o cristão, mas nem tudo convém a ele fazer. Eu posso assistir desenhos e jogar videogame o quanto eu quiser, mas nem todos os desenhos e jogos me convêm me envolver. O que quero dizer é que não devo satisfações para os religiosos hipócritas, mas, sim, devo satisfação somente a Deus, e a minha própria consciência. Existem muitos desenhos e muitos jogos que ensinam coisas boas, e devo reter somente as coisas boas de tudo.

“Eu sei, e disso estou persuadido no Senhor Jesus, que nenhuma coisa é de si mesma impura, salvo para aquele que a considera, para esse é impura”. (Romanos 14:14)

Paulo nos ensinou, com muita sabedoria, que nenhuma coisa é de si mesma impura, a não ser para aquele que a considera impura, ou seja, as coisas não são do Diabo, a não ser para as pessoas que acreditam nessa besteira. Tudo pode ser usado tanto para o bem quanto para o mal, isto é, existem coisas boas no mundo, mas inúmeros religiosos ignorantes não têm a capacidade de assimilarem isso.

Agora, contarei alguns exemplos de coisas seculares boas que Deus usou para abençoar a minha vida. Deus não é formatado como os fariseus pregam, mas Ele usa coisas que as pessoas menos esperam para falar com elas. Deus é grandioso e magnífico, pois Ele já usou muitas vezes desenhos, seriados, e filmes, para falar comigo. Senti o desejo no meu coração de compartilhar isso com os meus leitores.

Há algum tempo, um ladrão (que ninguém sabe quem é) tem roubado as coisas na minha igreja. Eu fiquei com muita raiva desse ladrão, e invoquei a justiça divina. Deus, em sua infinita misericórdia, usou o “Chaves” para me mostrar, que eu deveria orar por esse ladrão. O personagem “Seu Furtado” roubou várias pessoas da vila, e todos acusaram o Chaves de ser o ladrão. Mais tarde, o Chaves conversando com a Chiquinha, contou que rezou para que o ladrão se arrependesse e ficasse bonzinho. O Seu Furtado ouviu o Chaves dizer isso e se arrependeu de seus crimes, devolvendo tudo o que roubou, e ainda comprou um sanduíche de presunto para o Chaves. Deus usou esse seriado infantil para me mostrar que eu deveria orar por esse ladrão para que ele se arrependesse e se convertesse de seus maus caminhos.

Outro exemplo que Deus usou para falar comigo foi o desenho “Samurai X”, porque o personagem principal, Kenshin Himura, era conhecido como Battousai, o Retalhador. Kenshin Himura era um matador, mas por causa do amor, ele se arrependeu de seus crimes, e prometeu para si mesmo que nunca mais mataria ninguém. No passado, eu desejava ser um justiceiro, mas através desse anime, Deus me mostrou que os bandidos podem se arrepender e se redimir.

O desenho “O Rei Leão” também foi usado por Deus para me abençoar. Antes, eu achava que precisava provar para os outros que sou valente, mas através do personagem, Mufasa, eu aprendi que devo apenas ser valente quando é realmente preciso ser valente. Não preciso provar a minha coragem para ninguém, porque eu devo ser corajoso somente quando é necessário.

Deus usou também o anime “Saint Seiya” para me ensinar inúmeros princípios e valores. Aprendi a valorizar a amizade e a honra, porque os cavaleiros de bronze são honrados e valorizam a amizade como o maior tesouro. Tornei-me numa pessoa melhor, graças às virtudes que Deus me ensinou através desse anime. É possível assimilar coisas boas. Basta querer.    

2 comentários:

Adriano Couto disse...

Maravilhoso o teu blog! "cai" aqui procurando pela Shunrei e acabo encontrando uma postagem mais bacana do que a outra! Tu és alguém que consegue enxergar o ensinamento cristão nas entrelinhas das coisas do cotidiano

Reflexões de Filipe Levi disse...

A Bíblia nos ensina que devemos reter de tudo o que é bom. Infelizmente, os fariseus não compreendem isso. Fico feliz que pessoas como você gostem de meu blog. Geralmente, eu sou odiado pelas coisas que escrevo.