segunda-feira, 23 de julho de 2012

A CAVERNA DA SOLIDÃO



“E Deus lhe disse: Sai para fora, e põe-te neste monte perante o Senhor. E eis que passava o Senhor, como também um grande e forte vento que fendia os montes e quebrava as penhas diante do Senhor; porém, o Senhor não estava no vento; e depois do vento um terremoto; também o Senhor não estava no terremoto; e depois do terremoto um fogo; porém, também o Senhor não estava no fogo; e depois do fogo uma voz mansa e delicada. E sucedeu que, ouvindo-a Elias, envolveu o seu rosto na sua capa, e saiu para fora, e pôs-se à entrada da caverna; e eis que veio a ele uma voz, que dizia: Que fazes aqui, Elias”? (1 Reis 19:11-13)

O profeta Elias estava muito deprimido, e se escondeu numa caverna do monte Horebe, e decidiu não sair mais de lá. Deus usou um grande e forte vento, um terremoto, e um fogo para tirar Elias de dentro da caverna, mas somente uma voz mansa e delicada tirou o profeta de lá de dentro. No meu caso, essa voz mansa e delicada seria o amor de uma mulher.

Elias estava extremamente deprimido, assim, como eu estou deprimido desde que me conheço por gente. Eu estou dentro de uma caverna, e somente a voz mansa e delicada de uma mulher me tirará daqui de dentro. A brisa suave que preciso sentir e a voz mansa e delicada que preciso ouvir é o amor de uma mulher. Durante a minha vida inteira me guardei para a mulher certa para mim, porque desejo ser um homem de uma só mulher. Mas, estou muito decepcionado com as mulheres. Eu sempre respeitei as mulheres; e nunca fui valorizado por elas por causa disso. Apaixonei-me por inúmeras mulheres durante a minha existência, e garanto que nenhuma delas valeu à pena.

A cada dia que passa, estou me tornando cada vez mais machista. Eu sou sincero quando afirmo que me dói muito dizer que as mulheres não merecem o meu respeito. Muitas mulheres gostam de serem tratadas como mercadorias, ou seja, elas gostam de serem usadas como se fossem objetos sexuais. Quase todas as mulheres que conheci durante a minha vida, são mesquinhas e fúteis, além de serem grossas e estúpidas. Muitas mulheres são masoquistas, isto é, elas gostam de apanhar, de serem xingadas, e de serem traídas. Sinto muita dor no meu coração ao dizer essas coisas, mas estou sendo extremamente sincero. Estou muito decepcionado com as mulheres.

Eu conheci inúmeras mulheres que somente se interessam pelos homens quando eles usam roupas de marca e têm carro ou moto. Geralmente, esses homens são muito feios e idiotas, mas mesmo assim, essas mulheres fúteis e interesseiras vão atrás deles. Conheci mulheres que gostam de serem maltratadas pelos seus cônjuges, ou seja, elas apanham, são xingadas, são traídas, e se regozijam com isso. Conheci mulheres que quando os homens correm atrás delas, elas os tratam como lixos, mas os homens que as maltratam ou as desprezam, elas valorizam.

Geralmente, as pessoas acham a Bíblia machista, e estou começando a ver a Palavra de Deus desse jeito também. Agora, eu entendo o porquê de Deus querer que os homens governem, e que as mulheres sejam submissas a eles. A conclusão que cheguei com a minha experiência de vida, é que a mulher foi criada para ser dominada, e não para dominar. Eu sempre defendi as mulheres, mas elas sempre me desprezaram. Os homens que as dominam e as oprimem são valorizados por elas. Homens certinhos e corretos como eu, são desprezados e humilhados pelas mulheres.

A minha intenção em escrever este texto, não é ofender o sexo feminino, mas, sim, mostrar como muitas mulheres não se dão ao respeito. Eu ainda aguardo uma mulher que me valorize. Apesar de minha decepção com o sexo oposto, eu ainda tenho esperança de que em algum lugar, exista uma mulher que vale à pena. 

2 comentários:

Ms.Ortpirse Muggle disse...

Ah, Filipe, me identifiquei bastante com esse texto. Sabe, ultimamente ando também deprimida, na minha caverna, esperando uma voz amiga. Só que no caso, não a de um homem, especificamente. De um sujeito amigo, quem quer que seja ele. Escrevi um texto parecido sobre isso. Eu até te mandaria, mas ele está em Inglês.. (você lê Inglês? esqueci..) Mas enfim.. indago-me sobre as pessoas.. e sobre o ato de se apegar a elas. Afinal, fomos feitos para viver juntos? Se cada ser humano um dia seguirá o seu caminho? É, não é fácil. Agora, sobre a questão das mulheres, concordo com você que muitas não se dão o respeito, porém devo dizer que esta sua generalização não é justa. Você teve a infelicidade de só conhecer mulheres desse calão, mas afirmo e reafirmo: mulheres diferentes a este padrão que você cita EXISTEM SIM. Quer um exemplo? Sua mãe! Não? Eu, sua irmã? rsrs. Não que eu queira me vangloriar, mas preciso dizer que sou uma exceção à sua regra. Meu irmão querido, partir para o mundo com esse seu ponto de vista negativista só irá piorar as coisas. Eu falei que elas existem. E peço para que, por favor, você acredite em mim. Não generalize. Não é assim que as coisas funcionam... Dê mais uma chance a si mesmo!! Tayane.

Reflexões de Filipe Levi disse...

Eu não referi a todas as mulheres, mas, sim, a maioria delas. Eu sei que você é uma mulher diferente. Obrigado pela compreensão e por ter comentado no meu blog sem me xingar (geralmente, as pessoas comentam no meu blog me xingando)rsrsrs.