terça-feira, 17 de abril de 2012

A ESSÊNCIA DE DEUS



“E eu passo a mostrar-vos ainda um caminho sobremodo excelente. Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine. Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé ao ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres, e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará. O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozijasse com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará; porque em parte conhecemos, e em parte profetizamos. Quando, porém, vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado. Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das cousas próprias de menino. Porque agora vemos como em espelho, obscuramente, então veremos face a face; agora conheço em parte, então conhecerei como também sou conhecido. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três: porém o maior destes é o amor”. (1 Coríntios 13:1-13)

Nos últimos meses, eu tenho aprendido mais sobre o amor. Deus tem me mostrado o seu amor por mim; e tem me ensinado a amar os meus semelhantes. Eu sempre tive um coração duro e frio, mas Deus tem amolecido o meu coração e me ensinado a amar.

Existem vários tipos de amor, como, por exemplo, o amor dos pais pelos seus filhos; e dos filhos pelos seus pais. O amor das pessoas pelos seus irmãos. O amor por uma causa ou por uma ideologia. E o amor que eu mais valorizo (depois do amor de Deus) que é o amor de um homem por uma mulher; e o amor de uma mulher por um homem.

Eu já me apaixonei por inúmeras mulheres e pensava nelas a todo instante. Eu desejo ardentemente encontrar a pessoa certa para mim, ou seja, a mulher que Deus separou para se casar comigo. Eu quero ser amoroso e carinhoso com a minha esposa. Eu quero ser fiel e sincero com a minha amada. Eu quero que a minha mulher seja a minha melhor amiga; e que eu seja o melhor amigo dela. Eu estou me guardando para a mulher certa para mim há quase trinta anos, isto é, tenho me guardado a minha vida toda para a mulher que será a minha companheira pelo resto dos meus dias. Eu desejo fazer a minha mulher feliz, ou seja, quero dedicar a minha vida em prol de sua felicidade.

Eu descobri com o meu relacionamento com Deus, que a essência do Todo-Poderoso é o amor. A essência de Deus é o amor ardente que Ele sente pela humanidade (principalmente, pelo seu povo); e o seu princípio é a justiça. Deus é amor, mas também é justiça. Deus é justo, mas o seu amor é imensurável. Deus amou o mundo de tal maneira, que Ele deu o seu único filho para morrer pelos homens. O Altíssimo é misericordioso com os seres humanos, isto é, Ele perdoa e entende as pessoas que se humilham diante da sua presença. Deus ama imensamente as pessoas sinceras que abrem os seus corações para Ele. Deus tem paixão pela sua mais importante criação, o homem. Deus ama e perdoa todos os homens que o buscam de verdade. O Altíssimo olha para as pessoas com amor, e não com desprezo. Deus ama o ser humano apesar de seus pecados, porque a sua essência é o amor.

Decidi escrever este artigo, porque o meu coração está cheio de amor. Eu aprendi a amar o ser humano, porque Deus me ensinou o que é o amor.

Nenhum comentário: