quinta-feira, 26 de abril de 2012

EM BUSCA DE UM MILAGRE



“Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que se acham longe de meu salvamento as palavras de meu bramido? Deus meu, clamo de dia e não me respondes, também de noite, porém, não tenho sossego. Contudo tu és santo, entronizado entre os louvores de Israel. Nossos pais confiaram em ti; confiaram e os livraste. A ti clamaram, e se livraram; confiaram em ti e não foram confundidos. Mas eu sou verme, e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo”. (Salmo 22:1-6)

Ó Altíssimo, eu estou sofrendo! Por favor, atenda o meu clamor! Eu sei que o Senhor pode me ouvir, apesar de aparentemente me deixar no vácuo. De uma maneira linda, o Senhor me revelou que me ouve. Então, por favor, escute as minhas orações. Eu estou vagando pelo Vale da Sombra da Morte e não vejo nenhuma luz no final. Eu estou na mesma situação que o profeta Elias quando ele se escondeu dentro de uma caverna no monte Horebe. Eu estou dentro de uma caverna fria e sombria. O Senhor tenta me tirar de dentro desta caverna com um grande e forte vento, com o terremoto e com o fogo; mas apenas uma voz mansa e delicada poderá me tirar de dentro desta caverna onde só os solitários e os desamparados habitam.

As chamas ardentes carbonizam o meu pobre coração, que não agüenta mais sofrer. Eu estou sozinho e desamparado. Por que o Senhor não vem me socorrer como me socorreu das outras vezes? Eu quero te servir, Deus, e seguir ao seu único filho, Jesus Cristo. Desejo ser morada do Espírito Santo e viver o Evangelho. Tenha piedade de mim, Todo-Poderoso! Eu não sei mais o que fazer.

Os meus sentimentos me despedaçam de tal forma que não sei como juntarei os pedaços depois. Mesmo, que o meu corpo seja despedaçado em mil pedaços, cada pedacinho meu ainda continuará te amando.

Eu preciso de ti, Adonai! Por favor, Deus Vivo, me ouça e me atenda! Não vire as costas para mim! Eu lhe imploro, Deus, não me ignore!

Eu nunca tive um pai, mas quero que o Senhor seja a minha referência paterna. Por favor, Deus, me dê conselhos. Mostre-me o que devo fazer. Eu tenho muito medo de enfrentar o meu problema. O que devo fazer? Eu não tenho experiência com essas coisas, e fico sem saber o que fazer. Eu tento ser legal e compreensivo, mas acho que mesmo assim estou falhando. Por favor, Yavé, me mostre o que eu tenho que fazer para superar este problema e me livrar desta grande aflição.

Eu acho que sempre tive isso dentro do meu coração, mas foi há pouco tempo que me dei conta de que isso está dentro de mim. Eu já passei por situações parecidas, mas nenhuma delas se comparam a esta. Eu estou sem saber o que fazer, pois eu fiz a minha parte. Eu me aproximei e enfrentei o meu problema, mas vi que não deu certo. Como sempre, eu nunca tive sorte com essas coisas. Eu não quero fazer nada errado, ou seja, não quero trair a sua confiança. Pode confiar em mim, Deus, eu não pisarei na bola. O Senhor confiou em mim para colocar uma arma de fogo em minhas mãos e me ensinou a lutar, e o Senhor viu que não usei para o mal o que aprendi. Deus, eu tenho um espírito reto e um coração puro. Pode confiar em mim, eu não trairei a sua confiança.

O meu maior sonho é resolver este problema e acabar com esta agonia, mas somente o Senhor pode me ajudar a vencer este desafio. O Senhor tem misericórdia de quem o Senhor quer ter misericórdia. O Senhor, Deus, se compadece de quem o Senhor quiser. Eu lhe suplico para que o Senhor não me desampare. Eu quero o meu milagre; e apenas irei parar de buscá-lo quando o meu corpo estiver sem vida na cova. Eu serei teimoso contigo, até o Senhor me escutar e me atender. Eu espero um dia poder rir desta situação tão agonizante que estou passando. Que a sua vontade prevaleça na minha vida.

Nenhum comentário: