domingo, 15 de abril de 2012

CONFIANÇA EM DEUS



“E saberá toda esta congregação que o Senhor salva, não com espada, nem com lança; porque do Senhor é a guerra, e ele vos entregará na nossa mão”. (Samuel 17:47)

Nesses últimos dias, eu aprendi a confiar cegamente em Deus. O Altíssimo me mostrou que mesmo quando eu peco, ou seja, quando piso na bola com Ele, o Todo-Poderoso permanece fiel na minha vida. Deus realizou um dos maiores sonhos da minha vida. Eu fiz um curso de vigilante e aprendi a lutar e a atirar. Eu tirei notas altas nas aulas de defesa pessoal e de tiro. Eu não tinha condições de fazer esse curso, mas Deus, o Altíssimo, me capacitou. Todas as pessoas que me conhecem sabem que eu não sabia lutar e nem tinha perfil para ser segurança, mas Deus realizou um grande milagre na minha vida. Antes eu era inseguro e não confiava em Deus, mas, agora, eu deposito a minha confiança somente no Altíssimo. Eu aprendi com o rei Davi (que era um grande guerreiro) que Deus não salva com lutas e nem com armas (apesar dessas coisas serem necessárias), porque do Senhor é a guerra. Antes de eu fazer esse curso de vigilante, eu já tinha aprendido que Deus é o meu refúgio e a minha segurança. Agora, eu posso até saber lutar e manusear armas de fogo, entretanto, não deposito a minha confiança em meus punhos e nem nas armas, mas, sim, no Senhor dos Exércitos. Deus é o meu guarda-costas; e sempre que eu precisar combater, Ele estará ao meu lado para me auxiliar na batalha.

Eu fiz dezesseis dias de curso; e aprendi muitas coisas. Eu aprendi a desarmar pessoas armadas com facas e com armas de fogo. Também aprendi os primeiros socorros, a sobreviver em meio a um incêndio, a me comunicar através do rádio comunicador com o Alfabeto Fonético e com o Código Internacional “Q”, e o mais importante, eu aprendi a manusear o revólver calibre 38. Eu também peguei nas pistolas calibres 380 e ponto 40.

“Mas, quando o seu coração se exalçou e o seu espírito se endureceu em soberba, foi derribado do seu trono real, e passou dele a sua glória. E foi tirado dentre os filhos dos homens, e o seu coração foi feito semelhante ao dos animais, e a sua morada foi com os jumentos monteses; fizeram-no comer erva como os bois, e pelo orvalho do céu foi molhado o seu corpo, até que conheceu que Deus, o Altíssimo, tem domínio sobre os reinos dos homens e a quem quer constitui sobre eles”. (Daniel 5:20-21)

Eu aprendi na Bíblia que Deus estabelece as autoridades governamentais (inclusive, as forças de repressão ao crime). Todos os meus instrutores são pessoas investidas de autoridade (quase todos são militares e policiais). O que eu achei mais legal nos meus instrutores, é que eles falavam muito em Deus e ensinavam princípios e valores. Eu admiro todos os meus instrutores e quero ser igual a eles. Os meus instrutores que me treinaram no curso de vigilante, reconhecem que Deus, o Altíssimo, domina sobre o mundo e dá o poder a quem Ele quer. Os cristãos anarquistas e pacifistas querendo ou não, são incapazes de mudar essa verdade bíblica, isto é, de que Deus estabelece as autoridades da Terra.

Conheci pessoas maravilhosas nesse curso de vigilante e espero um dia poder trabalhar, pelo menos, com algumas delas. Esses dezesseis dias foram os melhores momentos da minha vida. Eu acho que atirar com uma arma de fogo pela primeira vez deve ser muito melhor do que a primeira transa (eu ainda sou virgem e pretendo me guardar até o casamento).

Se for da vontade de Deus, eu farei também o curso de manutenção de armas (nesse curso eu aprenderei a montar e desmontar as armas) e farei o curso de escolta armada. Que à vontade de Deus prevaleça na minha vida. 

Nenhum comentário: