segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

DE VOLTA AO PASSADO


Eu nasci no dia 11 de maio de 1984, quando o Brasil estava quase se tornando num país livre depois de décadas de ditadura. Eu era ainda um bebê na época da redemocratização do Brasil, portanto, eu não vi o primeiro presidente civil ser eleito, em 1985, depois de vários presidentes militares. A minha mãe me disse que me consagrou a Deus no hospital depois que eu nasci, e depois fui consagrado pelo pastor Alfredo na Igreja Batista do Rio Bonito, uma excelente igreja onde eu aprendi os preceitos bíblicos. O meu pai biológico nunca me assumiu; e o meu pai de criação me espancava constantemente e também me abandonou. Graças a Deus, o Altíssimo tocou no meu coração e me ajudou a perdoá-los. Tenho orado pela salvação de muitas pessoas que me fizeram mal no passado. Eu decidi escrever este artigo para contar sobre os momentos mais marcantes da minha vida.

Quando era adolescente, eu morei num bairro chamado Vila Rubi, que fica próximo ao Jardim Cliper. Neste lugar, eu conheci inúmeras pessoas que marcaram a minha vida. Eu fui criado pela minha avó durante grande parte de minha vida, e sou muito grato a ela por tudo. Eu arranjei muitos amigos nessa região, como, por exemplo, o Oséias, o William, o Maciel, o Fabinho e o Diego. Esses são os meus melhores amigos dessa região periférica. Eu estudei na Escola Parque das Árvores, e conheci pessoas maravilhosas nesse lugar. O meu melhor professor foi o Mauro, que era o meu professor de Geografia. Ele foi o melhor professor que tive até hoje. Eu fiz um curso de Informática e um curso de Inglês na Cidade Dutra onde eu tive um professor americano muçulmano muito bom chamado Kevin, que foi um grande amigo meu. Eu fiz um cursinho pré-vestibular no mesmo bairro onde eu conheci um policial militar chamado Rogério, que, infelizmente, morreu num acidente de trânsito. Infelizmente, eu havia brigado com o Rogério e não tive tempo de me reconciliar com ele.

Eu morei durante algum tempo na cidade litorânea de Itanhaém onde conheci um velhinho muito gente boa chamado Seu Dito. Esse “veinho” foi como um avô para mim; e sinto muito a falta dele. O meu melhor amigo nessa região se chamava Júlio, e por incrível que pareça, ele era Testemunha de Jeová. Podem acreditar, o Júlio foi o meu melhor amigo de Itanhaém.

A Igreja Pedra Viva (a igreja que eu freqüentei durante grande parte da minha vida) me marcou muito também. Eu conheci um senhor chamado Seu Jivaldo lá, que foi um grande amigo. Infelizmente, ele era muito velhinho e acabou falecendo. Os meus melhores amigos eram dessa igreja e agora freqüentam a Igreja Templo Cades junto comigo. O Natan, o Phill, o Arthur, o Klayton, o Guilherme, o Alexandre, e outros amigos são muito especiais para mim.

Eu morei durante muitos anos no Condomínio Ilhas do Mediterrâneo na Rua Sócrates, próximo a Avenida Sabará. Neste lugar, arranjei muitos amigos que tenho contato até hoje. Neste condomínio, eu joguei muito videogame, assisti muitos desenhos, e fui muito feliz. O Rafael, o Leonardo, o Diogo, o Fabrício, o Tiago, o Thomas, o Robson, o Daniel, e alguns outros amigos fizeram a minha infância feliz. Quando morei nesse condomínio, eu estudei na Escola Laerte Ramos de Carvalho, e conheci grandes amigos nesse colégio. O Rodrigo, o Marcelo e o Diogo (outro com o mesmo nome) foram os meus melhores amigos nessa escola.

A Rede Manchete também me marcou muito. A TV Manchete me fez imensamente feliz com os seus animes e séries tokusatsus. As suas novelas também me alegraram demais. Eu nunca te esquecerei, Rede Manchete.

Durante a minha vida, eu me apaixonei por inúmeras garotas, como, por exemplo, algumas Julianas, a Dayany, a Cristina, a Viviane, a Gabriela, a Débora, a Lilian, a Thatila, e várias outras garotas que machucaram muito o meu pobre e tosco coração. Eu nunca tive sorte com as mulheres; e nem sei se algum dia terei.

Com tudo o que passei na minha existência, posso afirmar com certeza que Deus sempre foi fiel na minha vida. O Todo-Poderoso na maioria das vezes realizou os meus sonhos. O Altíssimo é o pai que eu nunca tive. Sou muito grato ao Deus judaico-cristão por tudo o que Ele fez por mim. Eu ainda aguardo a realização de outros sonhos, e estou confiante de que Deus realizará todos os meus sonhos.

Eu passei por inúmeros momentos marcantes na minha vida, e se fosse escrever sobre tudo, eu acabaria escrevendo um livro. Esta é a minha história.

2 comentários:

Pedro Quina disse...

Gostei deste eseu resumo de vida, agradeço a Deus por ter vc como servo, pois você é um grande amigo e uma inspiração, seja ciente que Deus vai realizar os sonhos dele na sua vida, e ore pra que os seus sonhos sejam sonhos de acordo com a vontade dele, e seja feliz, pois Deus te chamou e você é um eleito dele, um abraço meu amigo

Reflexões de Filipe Levi disse...

Muito obrigado pela sua consideração, Ero Senin! Eu louvo a Deus por ter te conhecido. Você é uma benção na minha vida. Que Deus te abençoe grandemente, meu querido amigo.