segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

DE VOLTA AO PASSADO


Eu nasci no dia 11 de maio de 1984, quando o Brasil estava quase se tornando num país livre depois de décadas de ditadura. Eu era ainda um bebê na época da redemocratização do Brasil, portanto, eu não vi o primeiro presidente civil ser eleito, em 1985, depois de vários presidentes militares. A minha mãe me disse que me consagrou a Deus no hospital depois que eu nasci, e depois fui consagrado pelo pastor Alfredo na Igreja Batista do Rio Bonito, uma excelente igreja onde eu aprendi os preceitos bíblicos. O meu pai biológico nunca me assumiu; e o meu pai de criação me espancava constantemente e também me abandonou. Graças a Deus, o Altíssimo tocou no meu coração e me ajudou a perdoá-los. Tenho orado pela salvação de muitas pessoas que me fizeram mal no passado. Eu decidi escrever este artigo para contar sobre os momentos mais marcantes da minha vida.

Quando era adolescente, eu morei num bairro chamado Vila Rubi, que fica próximo ao Jardim Cliper. Neste lugar, eu conheci inúmeras pessoas que marcaram a minha vida. Eu fui criado pela minha avó durante grande parte de minha vida, e sou muito grato a ela por tudo. Eu arranjei muitos amigos nessa região, como, por exemplo, o Oséias, o William, o Maciel, o Fabinho e o Diego. Esses são os meus melhores amigos dessa região periférica. Eu estudei na Escola Parque das Árvores, e conheci pessoas maravilhosas nesse lugar. O meu melhor professor foi o Mauro, que era o meu professor de Geografia. Ele foi o melhor professor que tive até hoje. Eu fiz um curso de Informática e um curso de Inglês na Cidade Dutra onde eu tive um professor americano muçulmano muito bom chamado Kevin, que foi um grande amigo meu. Eu fiz um cursinho pré-vestibular no mesmo bairro onde eu conheci um policial militar chamado Rogério, que, infelizmente, morreu num acidente de trânsito. Infelizmente, eu havia brigado com o Rogério e não tive tempo de me reconciliar com ele.

Eu morei durante algum tempo na cidade litorânea de Itanhaém onde conheci um velhinho muito gente boa chamado Seu Dito. Esse “veinho” foi como um avô para mim; e sinto muito a falta dele. O meu melhor amigo nessa região se chamava Júlio, e por incrível que pareça, ele era Testemunha de Jeová. Podem acreditar, o Júlio foi o meu melhor amigo de Itanhaém.

A Igreja Pedra Viva (a igreja que eu freqüentei durante grande parte da minha vida) me marcou muito também. Eu conheci um senhor chamado Seu Jivaldo lá, que foi um grande amigo. Infelizmente, ele era muito velhinho e acabou falecendo. Os meus melhores amigos eram dessa igreja e agora freqüentam a Igreja Templo Cades junto comigo. O Natan, o Phill, o Arthur, o Klayton, o Guilherme, o Alexandre, e outros amigos são muito especiais para mim.

Eu morei durante muitos anos no Condomínio Ilhas do Mediterrâneo na Rua Sócrates, próximo a Avenida Sabará. Neste lugar, arranjei muitos amigos que tenho contato até hoje. Neste condomínio, eu joguei muito videogame, assisti muitos desenhos, e fui muito feliz. O Rafael, o Leonardo, o Diogo, o Fabrício, o Tiago, o Thomas, o Robson, o Daniel, e alguns outros amigos fizeram a minha infância feliz. Quando morei nesse condomínio, eu estudei na Escola Laerte Ramos de Carvalho, e conheci grandes amigos nesse colégio. O Rodrigo, o Marcelo e o Diogo (outro com o mesmo nome) foram os meus melhores amigos nessa escola.

A Rede Manchete também me marcou muito. A TV Manchete me fez imensamente feliz com os seus animes e séries tokusatsus. As suas novelas também me alegraram demais. Eu nunca te esquecerei, Rede Manchete.

Durante a minha vida, eu me apaixonei por inúmeras garotas, como, por exemplo, algumas Julianas, a Dayany, a Cristina, a Viviane, a Gabriela, a Débora, a Lilian, a Thatila, e várias outras garotas que machucaram muito o meu pobre e tosco coração. Eu nunca tive sorte com as mulheres; e nem sei se algum dia terei.

Com tudo o que passei na minha existência, posso afirmar com certeza que Deus sempre foi fiel na minha vida. O Todo-Poderoso na maioria das vezes realizou os meus sonhos. O Altíssimo é o pai que eu nunca tive. Sou muito grato ao Deus judaico-cristão por tudo o que Ele fez por mim. Eu ainda aguardo a realização de outros sonhos, e estou confiante de que Deus realizará todos os meus sonhos.

Eu passei por inúmeros momentos marcantes na minha vida, e se fosse escrever sobre tudo, eu acabaria escrevendo um livro. Esta é a minha história.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

O INÍCIO

(Esta história é a última da saga "Guerreiros de Cristo"; e o seu contexto se baseia antes da primeira história).
O mundo passava por uma situação muito difícil, pois os homens se esqueceram de Deus e de seus sagrados mandamentos se desviando do caminho certo e se corrompendo com a maldade. A Terra era assolada pelo terror do pecado, e, assim, Satanás conseguiu escravizar a humanidade.
Deus amava os homens de tal maneira que Ele ofereceu Jesus Cristo, o Messias, para sofrer e morrer para resgatar o seu povo das trevas. Jesus venceu a morte e o pecado através de seu sangue santo. Cristo tinha as chaves da morte e do Inferno, ou seja, Ele era o dono de todo o poder.
As forças do mal se levantavam para oprimir e escravizar, mas os heróis sempre surgiam para combater os malfeitores fazendo assim o bem triunfar sobre o mal. Os seguidores de Cristo eram o sal da Terra e a luz do mundo; e faziam a diferença na sociedade. Os cristãos verdadeiros amavam os seus semelhantes como a si mesmos; e amavam a Deus acima de todas as coisas. Os servos de Deus amavam tanto o Altíssimo que eles encaravam até a tortura e a morte por amor e devoção ao Deus Eterno.
Havia um jovem muito corajoso e devoto a Deus chamado Davi. Esse garoto se importava realmente com os fracos e oprimidos e sempre sonhou em se tornar num herói. Davi praticava artes marciais e fez um curso de vigilante e depois fez um curso de escolta armada e assim ele aprendeu a manusear armas de fogo. Esse jovem sonhava em poder proteger os indefesos para assim fazer a justiça prevalecer. Davi nunca teve um pai de verdade e sofreu muito na sua infância, mas ele buscou o seu Deus de todo o seu coração e o Deus Vivo transformou a sua vida. Adonai sempre auxiliava Davi e na maioria das vezes realizava os seus sonhos.Yavé tornou Davi num grande guerreiro e o ajudou a superar todos os seus traumas. Davi tinha grandes amigos que sempre o ajudavam a combater os malfeitores que surgiam para ameaçar a sociedade.
Apolo era mestre de Capoeira e também missionário da JOCUM (Jovens Com Uma Missão). Esse capoeirista era negro e foi um babalorixá no passado, mas se converteu aceitando Jesus Cristo em seu coração como o seu único e suficiente Salvador. Apolo era muito amigo de Davi e juntos eles eram imbatíveis tanto na guerra física como na guerra espiritual.
Jeú era um capitão do Exército Brasileiro altamente disciplinado e treinado, isto é, ele era um dos melhores oficiais do país. Jeú era um judeu com cidadania brasileira que sempre acompanhava Davi em suas aventuras.
Shiro era um guerreiro oriental mestre na arte da espada que foi budista no passado, mas ele decidiu deixar Buda de lado para poder seguir Jesus Cristo. Shiro era um mestre de artes marciais muito famoso e sempre participava de torneios e treinava constantemente sem cessar. Esse guerreiro oriental ensinou a Davi algumas de suas melhores técnicas e assim eles se tornaram grandes amigos.
Um traficante famoso chamado Miller dominava várias favelas da Capital de São Paulo. O CV (Comando Vermelho) e o PCC (Primeiro Comando da Capital) disputavam territórios com esse poderoso bandido. Os assassinos mais cruéis trabalhavam para Miller e estavam dispostos a praticarem as maiores atrocidades a mando desse marginal. Miller, apesar de comandar várias favelas, ele sempre se vestia com terno e gravata, pois ele pertencia à elite. Esse poderoso traficante de drogas e de armas destruía inúmeras famílias através de seus entorpecentes ilícitos e de suas armas ilegais.
Quatro guerreiros eram os seguranças pessoais de Miller. Esses matadores sempre estavam com Miller e acatavam todas as suas ordens.
Rafael era um jovem lutador muito habilidoso que trabalhava para Miller. Esse guerreiro das trevas costumava executar os desafetos de Miller com requintes de crueldade. Rafael era extremamente sádico, ou seja, ele não tinha nem um pouco de piedade das suas vítimas. Miller confiava em Rafael e o colocou como o segundo no comando de sua organização criminosa o auxiliando em tudo que fosse necessário.
Alex também era lutador e sempre apelava nas lutas não respeitando ninguém. Ele era cruel e traiçoeiro; e seguia Miller cegamente. Alex era um dos melhores matadores de Miller e se divertia torturando e matando as suas vítimas.
Guilherme era frio e calculista; e não tinha sentimentos. Esse assassino era um dos mais cruéis seguranças pessoais de Miller e estava disposto a morrer para poder proteger o seu chefe. Guilherme era um exímio atirador e também lutava muito bem.
Kenzo era um excelente espadachim e era rival de Shiro. Esse guerreiro vil era oriental e desejava ardentemente matar Shiro para assim provar a sua superioridade. Kenzo tinha um coração tomado pela maldade e ele não sentia pena e nem remorso quando matava alguém.
Davi costumava ter paixões platônicas pelas mulheres; e a mulher que mais mexeu com o seu coração foi Anny. Essa garota era extremamente linda; e era muito extrovertida e engraçada. Davi se encantou por Anny, mas nunca teve coragem de pedi-la em namoro. O jovem lutador era loucamente apaixonado por Anny e desejava muito se casar com ela. Davi era muito valente para combater bandidos, mas era um covarde para se relacionar com as mulheres.
Miller expandia o seu reinado de terror por São Paulo e a cada dia que passava ele aumentava o seu poder. A polícia tentava combatê-lo, mas Miller sempre escapava da justiça e permanecia impune de seus crimes. Esse traficante era temido pelas autoridades e até pelos outros marginais que disputavam com ele pelos pontos de drogas. Miller era muito rico e também muito inteligente, mas, infelizmente, ele usava o seu dinheiro e a sua inteligência para o mal.
Rafael soube que Davi e seus amigos costumavam combater os malfeitores (muitos eram capangas de Miller), e resolveu conhecer Davi pessoalmente e lutar contra ele. O capanga mais fiel a Miller soube da paixão de Davi por Anny e decidiu seqüestrá-la para assim atrair o jovem lutador e seus amigos para uma emboscada.
O Herói ficou desesperado quando soube que Anny havia desaparecido e foi ao encalço de sua amada.
Apolo, Jeú e Shiro foram juntos com Davi e eles souberam que Anny estava aprisionada na mansão de Miller. A mansão de Miller era uma verdadeira fortaleza vigiada por homens armados com fuzis e submetralhadoras. O Herói empunhava uma pistola Taurus calibre 380 e Jeú carregava em sua cintura duas pistolas Colt calibre 45. Apolo estava desarmado, mas o seu corpo era uma verdadeira arma. Shiro empunhava uma Katana e estava ansioso pelo seu combate contra Kenzo.
Rafael segurava uma pistola Beretta calibre 9mm e aguardava ansiosamente Davi aparecer para eles se enfrentarem num combate mortal. Rafael queria muito enfrentar o Herói e matá-lo pessoalmente.
Alex empunhava um revólver Magnum calibre 357 e estava preparado para matar todos os invasores que ousassem desafiar Miller e seus capangas.
Guilherme carregava em suas mãos duas submetralhadoras MAC-10 e tinha muita munição para descarregar em cima dos heróis.
Kenzo carregava uma Katana na cintura e aguardava a chegada de Shiro para poder mostrar para todos que ele era melhor do que o guerreiro cristão. Esse espadachim do crime almejava matar Shiro e pegar a sua cabeça como troféu.
Davi e seus amigos invadiram a mansão e conseguiram despistar quase todos os seguranças e caminharam até próximo a sala onde se encontrava Miller.
Rafael surgiu diante deles e efetuou vários disparos contra os heróis. Davi trocou tiros com o delinqüente.
Apolo ia ajudar Davi e foi barrado por Alex que mirava o seu revólver para o capoeirista e o bandido disse:
__Daqui você não passa.
__Saia da minha frente, seu vagabundo!
__Terá que passar por mim primeiro se quiser prosseguir.
Jeú, empunhando as suas pistolas, correu na direção do Herói para auxiliá-lo e foi surpreendido por Guilherme que efetuou várias rajadas de tiros contra ele. O militar se refugiou atrás de uma parede e trocou tiros com o marginal.
Shiro viu Kenzo se aproximando e se preparou para o confronto inevitável. Kenzo caminhou lentamente até Shiro e falou:
__Há quanto tempo, Shiro!
__Realmente, faz muito tempo que não nos vemos. Acho que desde a nossa mocidade se não me engano.
__Tenho contas a acertar contigo, nobre espadachim.
__Vamos acabar logo com isso.
__Prepare-se, porque esse será o seu fim. Eu mesmo irei mandá-lo para o Inferno.
Kenzo avançou em Shiro e ambos duelaram bravamente usando todas as suas técnicas de combate. Essa peleja era entre os melhores mestres na arte da espada.
Davi e Rafael descarregaram as suas armas usando todas as suas munições e partiram para a luta.
__Você gosta tanto assim da garota Anny?
__Eu a amo mais do que a minha própria vida.
__Então, saiba, que se você for derrotado ela morrerá.
__Eu não serei derrotado, porque luto pelo que acredito.
__No que você acredita?
__Eu acredito que o bem sempre triunfará sobre o mal.
O Herói correu na direção do delinqüente e saltou desferindo um chute frontal em sua cara e o derrubou.
Rafael se levantou com um salto e revidou desferindo vários tipos de socos em seu abdômen e rosto.
__Você pode saber lutar e ter treinamento, mas nunca poderá me vencer.
__Eu tenho o Deus judaico-cristão do meu lado.
__Nenhum deus poderá livrá-lo das minhas mãos.
__Eu te vencerei na força do braço do Deus Vivo.
O malfeitor avançou furiosamente em Davi, e o Herói se esquivou de sua trajetória lhe desferindo um potente soco uke em seu estômago o fazendo vomitar sangue e ficar de joelhos no chão.
__Não me menospreze, Rafael. Eu sou muito mais forte do que você pensa.
__Davi, você deve morrer.
__Deus me livrou várias vezes da morte e não será agora que eu irei morrer.
O facínora se levantou avançando no Herói e Davi se defendeu de todos os seus ataques e desferiu vários socos cruzados em sua cara. Quando Rafael ia tentar revidar foi atingido por um potente soco gancho no queixo e caiu desfalecido.
Apolo correu e se jogou atrás de uma mureta escapando dos disparos de Alex. Quando o bandido foi recarregar a sua arma, o capoeirista avançou no malfeitor e ambos pelejaram ferindo um ao outro. Apolo gingava e desferia diversos tipos de chutes em todo o corpo de Alex e o derrotou.
Jeú se jogou no chão e efetuou vários disparos nas pernas de Guilherme o fazendo cair e sair rolando pelas escadas. O marginal tentou efetuar outra rajada de tiros contra Jeú, mas o militar atirou em seus braços o desarmando.
__Mate-me!
__Eu sou um soldado; e não um assassino.Você já está dominado, portanto, não há necessidade de derramar o seu sangue.
Kenzo duelava com Shiro e conseguiu feri-lo e quando ia cortá-lo ao meio, o guerreiro cristão saltou por cima de sua espada lhe desferindo um chute faca no rosto. Kenzo ficou irritado e desferiu um chute lateral e uma giratória na cara de Shiro.
__Shiro, você vai morrer.
__Renda-se, e eu pouparei a sua vida.
Shiro pelejou ferozmente contra Kenzo e acabou sendo ferido gravemente na batalha, mas conseguiu derrotar o seu maior rival o desarmando e o ferindo seriamente também.
__Vai poupar a minha vida mesmo, Shiro?
__Não tenho interesse em te matar.
O herói virou as costas para o espadachim moribundo e correu até os seus amigos que o aguardavam para poderem juntos invadir a sala de Miller.
Miller empunhava uma pistola Glock calibre ponto 40 e quando os heróis arrombaram a porta de sua sala e entraram, o traficante atirou contra os heróis.
__Vocês todos vão morrer! Hahahahahahahahahaha.
Davi avançou em Miller e segurou os seus braços entrando em luta corporal. Miller estava sedento por sangue e desejava assassinar o Herói.
__Saiba que a sua namoradinha vai morrer. Eu irei estuprá-la cinqüenta vezes antes de matá-la. Hahahahaha.
O Herói se enfureceu e desferiu um potente soco direto no rosto de Miller lhe quebrando o nariz e o derrubando. Davi chutou a pistola e a jogou longe.
__Ficou nervosinho, guerreiro de Cristo? Eu pensei que os cristãos fossem pacíficos?
__Eu sou pacifico, mas não sou idiota.
__Você é um jovem valente, mas a sua valentia não poderá te livrar dessa vez.
__Eu não tenho medo de você, seu safado.
__Terei muito prazer em te despachar para o outro mundo.
Miller puxou um canivete do bolso e tentou cortar Davi, mas o jovem lutador se esquivou de seus ataques e o desarmou o espancando brutalmente.
Davi e seus amigos foram até o quarto onde Anny estava encarcerada e a resgataram. Os demais capangas de Miller foram rendidos pela polícia e todos foram presos. Miller foi condenado à prisão perpétua e passou o fim de seus dias na cadeia pagando por todos os seus crimes.
Os heróis conseguiram salvar Anny das mãos de Miller e seus capangas e assim venceram os bandidos mais perigosos da Capital de São Paulo. Davi e seus amigos se uniram definitivamente. Assim, surgiram os Guerreiros de Cristo.

O QUE ME FAZ VIVER


Q que me faz viver
É tão intenso
Que até me perco
Se explicar
O que me faz viver
É tão profundo
Mais me vê no mundo
No singular
O que me faz viver
Vai além da lógica
É maior do que
A amplitude cósmica
Do que o meu pensar
O que me faz viver
Eu sei,
É isto
De Jesus o Cristo,
O amar

Autor: Sérgio Pimenta