domingo, 22 de janeiro de 2012

A GRANDE BATALHA

(Esta história é a continuação de "Será Esse o Fim"? Esta história é a última cronologicamente desta saga. Espero que esta história tenha ficado boa).
Satanás, o Diabo, estava preste a invadir o Céu e tentar tomar o poder celestial novamente. O arcanjo Miguel e seus anjos estavam preparados para a grande batalha que ocorreria entre o bem e o mal até um deles ganhar. Deus, o Todo-Poderoso, observava tudo o que acontecia na Terra e no mundo espiritual; e torcia pelos seus guerreiros e sempre os auxiliava para que a justiça triunfasse sobre a injustiça.
Leviathan, Asmodeus, Astaroth, Belphegor, Belial e Azazel reuniram os demônios do Inferno e se prepararam para a grande invasão que ocorreria no Céu. Os príncipes do Inferno estavam ansiosos por essa guerra que sucederia, porque eles odiavam o Altíssimo e seus anjos celestiais.
Davi e seus amigos sabiam dos planos de Lúcifer e torciam pelos anjos da luz para que o bem triunfasse novamente. O Herói sempre orava a Deus pedindo para que a justiça triunfasse e os inocentes fossem vingados. Davi era um homem que vivia para a justiça e não para si mesmo. O Herói estava disposto a dar a sua vida pelos outros. Isso era bonito, porém, triste. O jovem lutador foi um perdedor no passado, mas com a ajuda do Deus Vivo ele se tornou num grande guerreiro.
Abadom, o Destruidor, soube que Satanás enviou alguns demônios poderosos para libertar William, o Shimera, e seus mutantes. Abadom foi até a prisão onde essas criaturas demoníacas estavam encarceradas, mas já era tarde demais. William, Apophis, Dagom, Moloque, Nosferatu, Lilith e Vlad Tepes já haviam escapado.
Wistley, o Rei dos Vampiros, estava aprisionado no mesmo local e também foi libertado. Drácula, Nosferatu e Wistley disputavam pelo título de Rei dos Vampiros, pois ambos queriam ser o rei supremo dos chupadores de sangue.
Ciro, o Caçador, foi ao encalço das aberrações foragidas e soube que esses monstros sanguinários tinham seqüestrado inúmeras pessoas inocentes e as levado para uma ilha deserta, conhecida como a “Ilha da Morte”. O Mestiço avisou os seus companheiros e os heróis se reuniram para se prepararem para invadir essa ilha, que era uma verdadeira fortaleza, para assim vencer Shimera e suas anomalias.
O Diabo e os príncipes do Inferno pretendiam usar os Illuminati para colocarem o Anti-Cristo no poder e assim começar a Grande Tribulação. Drakon, o Terrível, foi libertado de sua prisão pelos Illuminati e voltou a liderar essa organização secreta com força total. Drakon queria se vingar de Davi, mas ele tinha outros problemas para resolver primeiro, como, por exemplo, apresentar o Anti-Cristo ao mundo. Todas as nações clamavam por um líder mundial que acabasse com a crise global que ameaçava o mundo. Essa era a oportunidade perfeita para o Anti-Cristo se revelar e alcançar o poder.
Jesus Cristo, o Messias, observava tudo ao lado de Deus aguardando ansiosamente pelo arrebatamento de sua noiva (a Igreja Cristã). O Espírito Santo sempre acompanhava os cristãos e lhes revelava a verdadeira vontade de Deus, que era socorrer os oprimidos. A obrigação da Igreja de Cristo era amparar os órfãos e as viúvas, mas, infelizmente, a Igreja Cristã nesse caso deixava muito a desejar. Muitos cristãos preferiam ficar discutindo sobre as coisas que eles achavam que era do Diabo do que em viver realmente o Evangelho. O que muitos cristãos não sabiam é que Satanás não era dono de nada, porque nem a chave de sua própria casa ele tinha. Jesus tinha as chaves da morte e do Inferno, porque Ele era o Soberano Rei. O Messias era o Senhor de todo o poder; e Ele dominava sobre todos os reinos do mundo. Jesus Cristo era o Rei dos reis e o Senhor dos senhores.
Os Guerreiros de Cristo foram até a Ilha da Morte e se separaram para poderem encontrar o local onde os reféns estavam encarcerados. Davi e Jeú estavam armados com fuzis calibre 7.62 e carregavam as suas pistolas em suas cinturas. Shiro empunhava a sua Katana como sempre; e Ciro estava revestido por sua armadura de titânio extremamente resistente. Os demais heróis estavam desarmados, mas mesmo assim estavam preparados para o combate decididos a sacrificarem as suas vidas se fosse necessário.
Davi e Jeú caminhavam por uma floresta e se depararam com Moloque, mas outro mutante que eles não esperavam encontrar ali também apareceu.
Sobek, o homem-crocodilo, estava ao lado de Moloque e ambos avançaram nos heróis. Jeú efetuou uma rajada de tiros contra Sobek, mas o mutante lhe desferiu uma rabada o lançando longe. O militar foi arremessado contra uma árvore e ficou zonzo.
__Eu irei mandá-lo para o Inferno. Hahahahahahahahahaha.
__Eu pensei que você tivesse sido derrotado para sempre na entrada das escadarias que levam até os templos dos príncipes do Inferno.
__Eu sobrevivi e estou aqui para acabar com você. Terei muito prazer em te despachar para o outro mundo. Prepare-se para morrer.
Moloque, empunhando o seu machado de combate, tentou degolar Davi, mas o Herói se esquivou das machadadas e segurou o cabo de seu machado.
__Acha que pode comigo, garoto? Você é um verme perto de mim.
__Não me subestime, Moloque.
Davi desferiu um chute frontal no estômago do homem com cabeça de touro e, em seguida, saltou lhe desferindo um chute lateral e uma giratória no rosto o derrubando.
__Não tenho tempo para perder com um lixo como você.
O mutante se levantou e avançou desferindo vários tipos de socos em seu abdômen e rosto e lhe agarrou na traquéia o suspendendo no ar.
__Quem você pensa que é? Eu sou um deus comparado a um inseto como você. Coloque-se no seu lugar, Davi. Você não é páreo para mim.
__Já falei para não me subestimar.
O Herói chutou o tórax de Moloque com os seus dois pés juntos se libertando e lhe desferiu um potente soco gancho no queixo o derrubando novamente.
Jeú pelejou bravamente contra Sobek lhe desferindo vários socos e chutes em todo o seu corpo, mas o homem-crocodilo permanecia combatendo e o espancou com ferocidade.
Alexandre, Apolo e Shiro se aproximavam da região onde as pessoas seqüestradas se encontravam e foram cercados por Dagom e Apophis. O ex-satanista lutou contra Dagom e Shiro batalhou contra Apophis. Apolo ia ajudar os seus companheiros e foi barrado por Lilith e Nosferatu. Vlad, o Empalador, observava a peleja dos heróis contra os mutantes. Drácula queria lutar contra Davi ou contra Ciro, os heróis que o derrotaram no passado.
Ciro, o Caçador, apareceu, e quando ia auxiliar Apolo, Vlad Tepes saltou na sua frente. O Mestiço exibiu as suas lâminas de prata e quando ia tentar golpear Drácula, o Empalador lhe desferiu um chute faca na cara que o deixou atordoado.
Abadom, o Destruidor, chegou para ajudar os heróis, mas foi impedido por Wistley, o Rei dos Vampiros. O vampiro gigante alado avançou em Abadom lhe desferindo vários golpes no estômago e no rosto.
__Curve-se diante de mim e me adore. Assim, talvez, eu poupe a sua vida.
__Você somente conseguiu me golpear, porque me pegou desprevenido.
O Destruidor se movimentou na velocidade da luz e revidou em dobro todos os golpes que recebeu e arremessou Wistley contra uma grande rocha a despedaçando.
Alexandre se esquivou das bolhas de ácido de Dagom, mas acabou sendo atingido de raspão por uma delas em seu braço direito.
__Eu vou acabar com você, seu traidor!
__Você me atingiu por causa de um descuido meu, mas isso não irá se repetir.
O ex-satanista avançou desferindo um soco uke em seu estômago e três socos cruzados em sua cara. O homem-peixe o agarrou pela garganta e começou a esbofeteá-lo.
Shiro se esquivou das cuspidas de ácido de Apophis e o golpeou diversas vezes com a sua espada, mas o homem-serpente se regenerou dos ferimentos.
__Eu posso me regenerar. A sua espada não representa nenhuma ameaça para mim.
__Então, eu vou ter que resolver na base da porrada mesmo.
O guerreiro oriental embainhou a sua Katana e avançou desferindo um potente soco direto no rosto de Apophis. O homem-serpente se irritou e o golpeou várias vezes com socos e chutes o ferindo gravemente.
Apolo gingava e lutava contra Nosferatu e Lilith e conseguiu golpeá-los algumas vezes, mas ele acabou sendo massacrado de tantos golpes que recebeu. O capoeirista ficou estirado no chão e Nosferatu o levantou o segurando pelo colarinho.
__Você é muito tolo de pensar que você sozinho teria alguma chance de nos vencer.
__Mate-o, Nosferatu.
__Calma, Lily. Antes, eu quero me divertir com ele.
Davi pegou o seu FAL (Fuzil Automático Leve) e apontou para Moloque. O homem com cabeça de touro cortou o fuzil do Herói ao meio com o seu machado de combate, e quando ia decapitá-lo, Davi segurou o cabo de seu machado de novo e se deitou no chão encostando um de seus pés no estômago de Moloque e o jogou para trás o fazendo cair em um precipício.
Jeú segurou a cauda de Sobek e o rodopiou o jogando longe fazendo ele cair no abismo também. O militar e o agente federal foram auxiliar os seus outros amigos e viram Apolo sendo subjugado pelo casal de vampiros. Quando Nosferatu e Lilith iam matar o capoeirista, Davi correu na direção dos vampiros e saltou desferindo uma voadora nas costas de Nosferatu o derrubando e libertou Apolo. Jeú avançou em Lilith e lutou contra ela a golpeando diversas vezes. Davi e Nosferatu pelejaram espancando um ao outro e o Herói conseguiu derrotá-lo. Lilith bateu muito em Jeú, mas o militar conseguiu derrotá-la.
Ciro, o Mestiço, pelejou ferozmente contra Drácula e ambos ficaram muito feridos na batalha, mas logo se regeneraram de seus ferimentos. O Caçador já havia derrotado Vlad Tepes outras vezes, mas nunca o havia vencido de uma forma definitiva. Se o Empalador não desaparecesse para sempre, ele poderia continuar ameaçando a sociedade. Então, Ciro decidiu morrer junto com o seu inimigo, o destruindo de uma vez por todas. Quando Drácula o atacava, Ciro soltava várias descargas elétricas nele, mas o vampiro parecia imbatível e continuava atacando.
__Não importa o que você faça, Mestiço, eu nunca serei derrotado definitivamente. Como você matará alguém que não pode ser morto? Hahahahahahahahahaha.
__Há uma maneira de te matar.
O Caçador se esquivou dos ataques do vampiro e o segurou por trás concentrando o seu poder aumentando muito a intensidade de sua eletricidade.
__O que você pretende fazer, Ciro?
__Eu matarei você com toda a intensidade do meu poder.
__Você é louco? Não sabe que vai morrer também?
__Eu não tenho medo de morrer.
__De que adiante você vencer, se você também morrerá?
O Mestiço elevou o seu poder ao máximo eletrocutando Drácula de tal forma que o fez ficar tomado pelas chamas e houve uma grande explosão.
Abadom e Wistley lutavam com bravura e William entrou na batalha para auxiliar o Rei dos Vampiros. Os vilões espancaram o Destruidor o deixando seriamente ferido.
__Esse será o seu fim, Destruidor.
__Não conte com isso, Shimera.
O herói pelejou se movimentando na velocidade da luz e lançou vários raios de luz e várias cápsulas de energia nas aberrações as derrotando.
Alexandre se livrou das garras de Dagom e venceu o homem-peixe o golpeando diversas vezes no abdômen e no rosto.
Shiro se defendeu dos ataques de Apophis e desferiu vários tipos de socos e chutes em todo o corpo do homem-serpente o vencendo.
William, o Shimera, tinha acionado uma arma nuclear e a escondido na Ilha da Morte, como prevenção se ele e seus mutantes fossem derrotados. Os Guerreiros de Cristo conseguiram localizar os reféns e os salvaram fugindo da ilha. Ciro, o Caçador, conseguiu vencer Vlad Tepes o desintegrando com o seu poder, mas a sua armadura também foi desintegrada, e ele acabou ficando muito ferido. O Mestiço se regenerou das feridas e também saiu da ilha. A bomba atômica explodiu destruindo a Ilha da Morte e matando todos os mutantes. Assim, foi o fim de Shimera e suas aberrações.
O Diabo e seus demônios infernais invadiram o Céu e o arcanjo Miguel e seus anjos pelejaram ferozmente contra os invasores.
Os príncipes do Inferno enfrentaram os anjos celestiais mais poderosos e houve uma grande guerra no Céu.
Miguel e Lúcifer lutaram usando todos os seus poderes e todas as suas técnicas de luta. O arcanjo e o ex-querubim guardião pelejaram com todas as suas forças espancando um ao outro com muita eficiência.
__Saia do meu caminho, Miguel!
__Se quiser entrar na presença do Altíssimo terá que me derrotar primeiro.
__Você sabe que eu sou a criatura mais poderosa do Universo. Você sabe muito bem que você não tem poder o suficiente para me vencer.
Satanás lançou vários raios de luz contra o arcanjo, mas Miguel viu os seus ataques na velocidade da luz e se esquivou de todos eles avançando para tentar golpeá-lo.
__Prepare-se para ser escorraçado novamente do Céu.
__Miguel, não subestime o meu poder.
O Diabo lançou inúmeras magias na direção de Miguel, e o arcanjo se esquivou de todos os raios, rajadas de gelo e bolas de fogo. Quando Miguel se aproximava de Lúcifer, ele foi paralisado pela telecinese de Satã.
__Coloque-se no seu lugar, Miguel. Eu sempre fui superior a você tanto no poder como na classe. Saia da minha frente.
O Senhor das Sombras lançou uma cápsula de energia no tórax de Miguel e o derrubou. O arcanjo se levantou e avançou no ex-querubim da guarda e usando todo o seu poder conseguiu vencê-lo.
Os anjos celestiais venceram Satã e seus demônios os expulsando novamente do Céu e os anjos rebeldes foram arremessados mais uma vez na Terra. Satanás, o Diabo, ficou extremamente furioso devido a sua derrota e resolveu descontar a sua fúria na humanidade fazendo assim começar a Grande Tribulação.

sábado, 21 de janeiro de 2012

O MESTRE DO MAL


[Pobres cavaleiros
Não sabem do que sou capaz.
Eu domino toda maldade do mundo.
HAHAHAHAHA
Eles estão perdidos
HAHAHAHAHA]
Fazendo os cavaleiros lutar entre si
O mestre vai tecendo sua teia mortal
Chamando mil demônios que estão por aí
Vagando pela terra e pelo inferno astral
Maldade e confusão ele pretende espalhar
Terror, escuridão e falsidade no olhar
São marcas da desgraça que ele acha legal
Destrói por onde passa
Ele é o mestre do mal!
Ele é maldoso
Ele é desleal
Ele é perigoso
É o mestre do mal
Ele é maldoso
Ele é desleal
Ele é perigoso
É o mestre do mal
Vencer os cavaleiros defensores do bem
Fingindo ser amigo é seu plano infernal
Na luta ele apela, não respeita ninguém
Sangrento e traiçoeiro ele é o mestre do mal
Guerreiros massacrados não desistem jamais
Renascem pela força do amor dos mortais
A luta continua, qual será o final?
Vencerão os cavaleiros ou o mestre do mal?
Ele é maldoso
Ele é desleal
Ele é perigoso
É o mestre do mal
Ele é maldoso
Ele é desleal
Ele é perigoso
É o mestre do mal
[Eles não perdem por esperar...
A minha vitória está bem próxima
HAHAHAHAHA
Com mil demônios e a força das trevas eu vencerei
Ou não me chamo Ares: O mestre do mal!
HAHAHAHAHAHAHA HAHAHAHA HAHAHAHAHA HAHAHAHAHA]

domingo, 15 de janeiro de 2012

SERÁ ESSE O FIM?

(Esta história é a continuação de "A Guerra Santa". Eu espero que vocês gostem).
Os príncipes do Inferno foram derrotados pelos heróis e voltaram para o Reino das Trevas depois de sua derrota humilhante. Davi estava com a sua perna direita quebrada; Alexandre estava com o seu braço esquerdo congelado; e Apolo estava com o seu corpo parcialmente queimado. Abadom, o Destruidor, revelou para os seus amigos que ele tinha também o poder de curar, e Abadom usou o seu dom para curar os seus companheiros.
Satanás, o Diabo, estava enfurecido por ter sido derrotado mais uma vez pelos Guerreiros de Cristo e usou todo o seu conhecimento maldito para arquitetar um plano maléfico para exterminar os heróis definitivamente. O Rei do Mal pretendia invadir o Céu e se assentar no trono de Deus, mas ele tinha que esperar o momento oportuno para tentar fazer isso.
Leviathan, Asmodeus, Astaroth, Belphegor, Belial e Azazel, desejavam avidamente destruir os guerreiros responsáveis por sua derrota. Os príncipes do Inferno tramavam antecipar o fim do mundo para assim conseguirem destruir o Messias e os seus seguidores.
Deus amava muito a humanidade (especialmente o seu povo escolhido antes da fundação do mundo). O Altíssimo amou os seus escolhidos de tal maneira que Ele ofereceu o seu único filho para se sacrificar para salvar o seu povo. Os cristãos eram o sal da Terra e a luz do mundo, por isso, Lúcifer e seus súditos os odiavam tanto. Jesus Cristo era o Único Caminho para se chegar até Deus; e Satanás sempre quis cegar os homens para que eles não enxergassem isso. O Messias era a ponte entre Deus e os homens e todas as pessoas que o aceitavam como o seu único e suficiente Salvador eram salvas. O Espírito Santo fazia morada nos homens que aceitavam Jesus em seus corações, porque todas as pessoas purificadas pelo sangue do Cordeiro de Deus se tornavam templos do Espírito Santo.
A Igreja de Cristo era odiada e perseguida por todas as nações, e o fim do mundo estava próximo de acontecer. Reino se levantava contra reino; e nação se levantava contra nação. Os homens se odiavam e se matavam por motivos fúteis. Os amigos e os parentes se traíam e se matavam por causa da ganância. A honra e a dignidade foram esquecidas por quase todos os homens, mas existiam poucos seres humanos que ainda faziam a diferença na sociedade.
Davi e seus amigos sonhavam com um mundo melhor e com uma sociedade mais justa. Esses guerreiros que lutavam pela justiça almejavam a volta de Jesus Cristo, mas eles também acreditavam que se os homens buscassem a Deus e renunciassem o mal as coisas poderiam melhorar.
O Anti-Cristo se preparava para alcançar o poder e instalar um governo mundial para perseguir, torturar e matar todos os seguidores de Jesus que ousassem se opor ao seu domínio. A Besta e o falso profeta se revelariam para o mundo e perseguiriam todos os escolhidos de Deus.
Baal-Zebube, o Senhor das Moscas, convocou novamente os seus oficiais mais poderosos e voltou para a Terra para poder aniquilar os Guerreiros de Cristo e depois tentar tomar o poder no Céu.
O arcanjo Miguel e seus anjos sabiam do intento de Satanás e pretendiam auxiliar os heróis na grande batalha que logo aconteceria. O general do exército de anjos celestiais queria acertar as suas contas com Lúcifer, o seu rival desde os tempos primitivos. O Altíssimo estava com os Guerreiros de Cristo e iria com esses grandes heróis por onde quer que eles fossem.
O Herói costumava ir a noite na Represa Guarapiranga, na Zona Sul de São Paulo, para orar. Davi orava sempre em favor das pessoas que ele amava, e até por pessoas que ele não conhecia. O jovem lutador pelejava tanto fisicamente quanto espiritualmente. O agente federal era um intercessor e sempre intercedia a favor dos governantes e das pessoas que estavam ao seu redor. Deus se agradava do coração puro e sincero de Davi e sempre escutava as suas orações. O Herói orava por pessoas que ele nunca mais viu e nem sabia se elas ainda estavam vivas. O jovem lutador realmente se importava com as pessoas que ele pedia para Deus salvá-las, abençoá-las e protegê-las. O agente federal era um guerreiro bélico e também um guerreiro da oração.
Não muito longe dali, dois assaltantes seqüestraram uma mulher que havia acabado de sair de um banco e a levaram para a represa onde Davi se encontrava. Os meliantes pretendiam estuprá-la e depois assassiná-la somente por diversão. Um dos bandidos portava um revólver Rossi calibre 38, e o seu comparsa empunhava uma pistola Taurus calibre 765. O marginal armado com a pistola quis violentar a mulher primeiro e o seu cúmplice ficou dando cobertura.
__Me dê cobertura.
__Pode deixar.
O assaltante armado com o revólver ficou vigiando enquanto o seu comparsa se divertia com o desespero da vítima. O violentador de mulheres indefesas armado com a pistola agarrou a mulher pelos cabelos e disse:
__Eu vou te traçar todinha, sua gostosa!
__Não, por favor!
__Tira a roupa!
__Não!
__Então, eu vou tirar a sua roupa a força.
Davi ouviu os gritos da vítima enquanto o delinqüente arrancava as suas roupas e foi até onde os bandidos e a vítima estavam.
O marginal armado com o revólver foi surpreendido pelo Herói que o atacou por trás lhe quebrando o pescoço.
__Um vagabundo a menos.
Quando o outro delinqüente ia começar a estuprar a vítima, o agente federal armado com o revólver do bandido morto gritou:
__Deixe ela em paz!
__Droga! Não me deixam nem dar uma trepadinha.
O facínora se virou para atirar no Herói, mas Davi foi mais rápido e efetuou um disparo que atingiu o braço direito do malfeitor o fazendo largar a arma.
__Se entregue, e eu pouparei a sua vida.
__Eu vou acabar com a sua raça!
O estuprador assassino avançou no agente federal e foi atingido por dois disparos. Um tiro no coração e outro disparo na fronte. O bandido caiu morto e duro no chão.
Davi se aproximou da mulher e a acalmou a ajudando a vestir as suas vestimentas. A vítima foi levada para uma delegacia pelo Herói e depois foi levada para a sua casa.
__Fique com Deus, moça. Que o Altíssimo te proteja de todo mal.
__Muito obrigado por me salvar!
__Eu não fiz mais do que a minha obrigação. Eu sempre quis ser policial para isso mesmo. Eu sempre quis proteger os indefesos.
O Herói voltou para a sua residência e foi avisado por seus companheiros de que Lúcifer e seus súditos tramavam atacar a Terra novamente. Davi e os demais Guerreiros de Cristo se prepararam para a grande batalha que ocorreria. O arcanjo Miguel e seus anjos observavam os heróis e aguardavam à hora certa de ajudá-los.
Satanás e os príncipes do Inferno atacaram todos os cantos do mundo. Astaroth usou o seu poder maldito para causar desastres naturais e os demais demônios aterrorizavam a raça humana com todas as pestes e desgraças que se podia imaginar.
Os Guerreiros de Cristo invadiram o palácio de Baal-Zebube, o Senhor das Moscas, para detê-lo. Quando os heróis entraram no castelo resolveram se separar e eles iriam enfrentar o maior desafio de suas vidas.
Davi prosseguiu caminhando na direção da sala real e foi surpreendido por Asmodeus.
__Se quiser entrar na sala real terá que passar por mim primeiro. Saiba que lutar contra mim é suicídio, porque você não tem nenhuma chance de me vencer.
__Eu te enfrentarei com a ajuda de Deus. O Todo-Poderoso te entregará em minhas mãos. Eu te vencerei em Nome do Senhor dos Exércitos.
Asmodeus soltou várias descargas elétricas em Davi o deixando estirado no chão. O Herói se levantou e ficou em posição de combate. O demônio desferiu um potente soco direto em seu estômago o derrubando, mas Davi se levantou novamente.
__Como você consegue se levantar depois de receber o meu poderoso golpe? Saiba que eu sou a arma secreta de Lúcifer contra o Messias. Não há nenhuma possibilidade de você me derrotar. Hahahahahahahahahaha.
Jeú entrou em uma sala onde muitas pessoas foram sacrificadas em adoração aos demônios e se deparou com Belphegor, o Senhor do Fogo.
__Prepare-se para morrer, porque esse lugar será a sua sepultura.
__Eu posso até morrer, mas não me renderei. Eu usarei toda a minha força e a minha fé para te vencer.
Belphegor usou as suas chamas infernais para tentar carbonizar o militar, mas Jeú se esquivou de suas magias e avançou com ímpeto e fúria desferindo um soco gancho em seu queixo que o deixou atordoado.
__Como você me irritou, eu te mostrarei a minha verdadeira aparência.
Os olhos de Belphegor se tornaram fantasmagóricos e ele se transformou num lobisomem enorme que rugiu de tal maneira que fez o palácio estremecer. O militar se esquivava de suas garras afiadas, mas acabou sendo cortado algumas vezes.
Shiro foi até uma sala onde havia muitos quadros e estátuas e Belial surgiu na sua frente o desafiando para o combate.
__Eu soube que você nunca se deu muito bem com os religiosos hipócritas. Saiba que eu sou o pai de todos os fariseus que mancham o Evangelho com a sua hipocrisia religiosa. Se você deseja realmente uma Igreja Cristã autêntica terá que me derrotar.
__Eu estou disposto a morrer para que a Igreja de Cristo se torne numa instituição decente. Eu te vencerei por todos os cristãos sinceros.
O guerreiro oriental desembainhou a sua Katana e avançou em Belial tentando decapitá-lo. O demônio manipulou os ventos em seu favor e arremessou Shiro longe o fazendo quebrar vários pilares.
Apolo se aproximava da sala onde estava Satanás e foi barrado por uma barreira de gelo. Astaroth caminhou lentamente até o capoeirista e falou:
__Pensa que será tão fácil assim chegar até Lúcifer? Antes, você terá que ganhar de mim. Prepare-se, porque eu congelarei todos os ossos do seu corpo.
__Não tenho medo de você. Com o poder de minha fé eu te destruirei.
Astaroth lançou várias rajadas de gelo e Apolo fez várias acrobacias se esquivando de todas as magias e avançou desferindo um chute lateral na cara do demônio o derrubando. Astaroth se irou e congelou as pernas de Apolo e começou a espancá-lo.
Alexandre procurava pela sala real e Azazel saltou na sua frente lançando várias bolas de energia contra ele. O ex-satanista se esquivou das magias e disse:
__Você é um covarde mesmo, Azazel.
__Hahahahaha. Eu sou um dos demônios de Satã. O que você esperava?
Azazel continuou lançando as suas magias e conseguiu acertar uma bola de energia no abdômen de Alexandre e o arremessou contra a parede.
Ciro enfrentou Leviathan e lançou várias bolas de energia elétrica contra ele. Leviathan se esquivou de todos os ataques e vomitou uma corrente de água afogando Ciro. O Mestiço exibiu as suas lâminas de prata e pelejou ferozmente contra Leviathan, mas o demônio conseguiu golpeá-lo diversas vezes com socos e chutes.
Davi juntou todas as suas forças e trocou socos e chutes com Asmodeus conseguindo desferir um soco uke em seu estômago e vários socos cruzados em seu rosto e o derrubou. O demônio se levantou furioso e lançou vários raios contra o Herói, que se esquivou das magias e correu na direção de Asmodeus e saltou acertando o tórax do demônio com os seus dois pés juntos e o derrotou.
Jeú se esforçou na batalha e desferiu vários tipos de socos e chutes em todo o corpo de Belphegor o derrotando e prosseguiu até a sala de Lúcifer.
Shiro usou as suas grandes habilidades em combate e conseguiu ferir Belial diversas vezes com a sua espada conseguindo vencê-lo.
Apolo conseguiu se libertar do gelo e chutou várias vezes o abdômen e a cara de Astaroth o vencendo.
Alexandre foi atingido algumas vezes pelas magias de Azazel, mas conseguiu derrotá-lo lhe desferindo vários golpes no estômago e no rosto.
Ciro, o Caçador, concentrou todo o seu poder e soltou uma poderosa descarga elétrica em Leviathan e o venceu.
Os Guerreiros de Cristo chegaram até a sala real e lutaram contra Satanás. Abadom, o Destruidor, chegou logo em seguida. O Diabo, usando a sua velocidade da luz, espancou com extrema brutalidade os heróis os deixando estirados no chão. Davi continuou atacando e o Príncipe das Trevas tirou os seus cinco sentidos. O Herói não tinha mais o paladar, o olfato, o tato, a visão e a audição.
__Eu venci. Eu sempre venço. Hahahahahahahahahaha.
De repente, quando tudo parecia estar perdido, um Espírito Excelente (Espírito Santo) se apoderou de Davi devolvendo os seus sentidos e curando os seus ferimentos.
__Agora, eu irei te fazer pagar por cada família que você destruiu. Você sofrerá por cada casamento destruído. Eu vingarei todos os jovens e todas as crianças que você matou. Chegou a hora de você colher tudo o que você plantou.
Davi e Satanás trocaram socos e chutes espancando um ao outro com eficiência. Ambos ficaram feridos, mas se recuperaram logo das feridas. O Herói lutava bravamente e golpeava o Demônio diversas vezes, mas o Rei do Inferno parecia imbatível e permanecia combatendo. O Diabo desferiu um chute faca em seu abdômen e uma giratória em sua cara.
O arcanjo Miguel entrou na batalha desferindo um chute frontal no rosto de Lúcifer. O Herói e o arcanjo espancaram o ex-querubim da guarda o fazendo ficar de joelhos.
__Miguel, como sempre você continua no meu caminho estragando os meus planos. Saiba que logo eu subirei ao Céu e acertarei as minhas contas com o Altíssimo.
Satanás, o Diabo, foi afugentado na base da porrada, mas ele não desistiria do seu objetivo, que era se vingar de Deus.
Os Guerreiros de Cristo conseguiram mais uma vez derrotar Lúcifer e seus capangas fazendo a justiça triunfar sobre a injustiça.
Baal-Zebube, o Senhor das Moscas, reuniu os seus demônios para poder invadir o Céu. Miguel e seus anjos estavam preparados para a grande guerra que sucederia. Assim, o Senhor da Escuridão provocaria o começo do fim.

CAVALO DE FOGO


No meu sonho eu já vivi
Um lindo conto infantil
Tudo era magia,
Era um mundo fora do meu
E ao chegar desse sono acordei
Foi quando correndo eu vi
Um cavalo de fogo ali
Que tocou meu coração
Quando me disse, então
Que um dia rainha eu seria
Se com a maldade pudesse acabar
No mundo dos sonhos pudesse chegar.

domingo, 8 de janeiro de 2012

A GUERRA SANTA

(Esta história é a continuação de "A Guerra do Bem Contra o Mal". Quero deixar bem claro, que sou leigo no assunto "Satanismo"; e antes que alguém fale alguma coisa, eu plagiei o anime Saint Seiya descaradamente mesmo).
Os Guerreiros de Cristo conseguiram derrotar Satanás, o Mestre do Mal, e voltaram para as suas casas. Mas, eles sabiam que o Príncipe das Trevas não desistiria tão fácil de destruir a Igreja de Cristo, ou seja, os seguidores de Jesus. O Diabo, quando voltou para o Inferno, reuniu os mais poderosos oficiais de seu exército maldito. Leviathan, Asmodeus, Astaroth, Belphegor, Belial e Azazel. Esses eram os seus guerreiros infernais mais poderosos que foram designados para aniquilar os Guerreiros de Cristo.
Leviathan era o mais alto dos demônios e ele era o demônio responsável por desgraçar o Brasil. Davi sempre orava para que Deus salvasse e abençoasse o Brasil e com isso o Herói despertou a fúria de Leviathan. Esse demônio desejava ardentemente matar o agente federal e não via a hora de enfrentá-lo.
Asmodeus era um demônio poderoso e também almejava destruir Davi e seus amigos. Esse demônio da mitologia hebraica era sádico e impiedoso; e estava disposto a tudo para alcançar os seus objetivos.
Astaroth tinha o poder de controlar o clima e ele foi o demônio que escravizou Gabriel, o teólogo amigo de Davi. Gabriel foi bruxo da Goetia, mas graças a Deus ele se converteu aceitando Jesus Cristo como o seu único e suficiente Salvador. Astaroth podia usar tanto a forma de homem como de mulher. Esse demônio era cruel e perverso; e estava decidido a eliminar os Guerreiros de Cristo.
Belphegor era conhecido como o Senhor do Fogo, isto é, ele tinha o poder de produzir e manipular as chamas. Esse demônio era insensível; e se divertia torturando e matando as pessoas. Belphegor era muito poderoso e usaria todo o seu poder para tentar varrer a Igreja de Cristo da Terra.
Belial era um demônio muito citado na Bíblia (a Palavra de Deus). Esse anjo caído usava o santo Nome de Deus para enganar os ignorantes. Os filhos de Belial eram religiosos hipócritas que levavam o santo Nome de Deus para o esgoto. Belial era falso e enganador; e desejava ardentemente destruir o povo de Deus.
Azazel era um dos demônios mais fiéis a Lúcifer e almejava extinguir os cristãos para que a humanidade se perdesse para sempre. Azazel sabia que os cristãos eram o sal da Terra e a luz do mundo, por isso, ele os odiava tanto. Esse demônio era vil; e estava disposto a usar todos os recursos para exterminar os heróis para que Satanás triunfasse na guerra do bem contra o mal.
Davi além de ser um agente do Estado que combatia o crime, ele também era um intercessor; pois ele sempre orava em favor das pessoas. O Herói costumava orar sempre a favor do Brasil e das outras nações. O agente federal sempre intercedia em favor das autoridades legalmente constituídas para que Deus as abençoasse e lhes desse sabedoria para governarem.
O Rei do Inferno e seus subordinados vieram para o planeta Terra e cada demônio se posicionou em seu respectivo templo. Os Guerreiros de Cristo teriam que passar pelos seis templos dessas entidades pagãs para chegarem até Lúcifer e derrotá-lo.
O Deus judaico-cristão sempre protegia os seus servos e estava do lado dos Guerreiros de Cristo. O Altíssimo sempre estava ao lado dos heróis e os ajudava a combaterem o mal. Davi era o que tinha mais intimidade com Deus. O Herói era amigo de Deus e o amava acima de todas as coisas. O agente federal sempre sonhou em ser um herói para poder proteger os indefesos, mas o que ele sempre mais almejou na vida foi se tornar amigo de Deus. Davi adorava o seu Deus e estava disposto a encarar a tortura e até a morte por amor ao seu Deus. O Herói era forte e valente. O agente federal não depositava a sua confiança em seus punhos, mas, sim, no Deus de Israel.
Algumas amigas de Davi eram muito queridas por ele, pois o Herói se importava realmente com elas. Daniela, Marina e Jhully. Essas eram as garotas que o agente federal sempre pedia para Deus abençoá-las. Essas amigas de Davi eram extremamente lindas e chamavam a sua atenção por causa de sua imensa beleza.
Daniela era filha de uma grande amiga da mãe de Davi. Ela foi criada na Igreja e foi regente de um coral infantil, mas acabou se desviando do Caminho de Deus. Daniela ia sempre a baladas e bebia bebidas alcoólicas e fumava. Infelizmente, Daniela fazia algo que muitas garotas faziam, ela tirava fotos sensuais. Ela até já experimentou drogas e quase morreu por causa disso, mas graças ao bom Deus, Daniela se arrependeu de seus pecados e se converteu ao Cristianismo. Deus, até através de sonhos, incentivou Davi a interceder em favor de Daniela.
Marina sempre foi linda desde criança; e o Herói sempre admirou a sua formosura. Marina era filha de um oficial da Corregedoria da Polícia Militar. Davi costumava orar com freqüência a favor de Marina e seu pai, que era um grande guerreiro. Marina se afastou durante algum tempo da Igreja, mas logo voltou para os braços de Deus. Uma vez, Deus enviou a Marina para avisar Davi de que Ele ouvia as suas orações. O Herói acreditava que Marina além de ser linda, também era muito inteligente.
Jhully era uma morena muito formosa que sempre chamou a atenção de Davi. O Herói se apaixonou pela Jhully três vezes (nunca ele havia se apaixonado tanto pela mesma pessoa). Jhully sempre sonhou em se tornar missionária, mas ela acabou se afastando da Igreja e o seu coração se endureceu. Mas, Deus tocou em seu coração e transformou a sua vida. Jhully voltou para a Igreja e se tornou numa grande missionária que era usada grandemente por Deus para ganhar almas para Cristo.
Na cidade de São Paulo, um motoqueiro conhecido como “o maníaco da moto preta” aterrorizava as mulheres. Esse estuprador sádico invadiu uma casa e fez duas adolescentes reféns. Ele prendeu a mãe e o pai de uma delas num quarto e levou as garotas para a sala, para poder estuprá-las.
Davi caminhava por perto e sentiu que algo de muito ruim estava acontecendo naquela casa e foi verificar o que estava havendo.
Quando o estuprador ia começar a violentar as adolescentes, o Herói invadiu a casa e apontou a sua pistola Glock calibre 9mm para o malfeitor dizendo:
__Largue a arma, seu vagabundo!
O facínora se virou para atirar no agente federal, mas Davi foi mais rápido e efetuou um disparo que atingiu a mão direita do estuprador o fazendo soltar a sua pistola Taurus calibre 380.
__Desgraçado! Você acertou a minha mão.
__Eu devia acertar o seu órgão genital masculino, seu animal. Para ver se você aprende a nunca mais estuprar os outros.
__Eu vou te matar!
O bandido avançou no policial e o Herói desferiu uma potente coronhada em seu capacete que o rachou. O marginal entrou em luta corporal com o agente federal para tentar desarmá-lo, mas Davi chutou os seus testículos o fazendo cair de joelhos no chão.
__Agora, você saberá o que é justiça, seu covarde.
O policial tirou o capacete do delinqüente e o jogou longe. O estuprador tentou se levantar para tentar agredir o Herói, mas Davi desferiu vários socos diretos em sua cara deixando o seu rosto inchado e cheio de hematomas. O bandido apanhou tanto que acabou desmaiando por causa dos golpes que recebeu.
As garotas estavam amarradas e choravam gritando desesperadamente. O Herói as acalmou e libertou os adultos que estavam presos no quarto. Assim, Davi conseguiu fazer mais uma vez o que sempre quis, ou seja, proteger os inocentes.
Os Guerreiros de Cristo souberam dos planos de Satanás e foram até próximo aos templos pagãos, pois eles sabiam que tinham que derrotar os seis oficiais do Inferno para poderem chegar até o templo de Baal-Zebube e derrotá-lo. Quando chegaram próximo as escadas que levariam até os seis templos, eles se depararam com Sobek, o homem-crocodilo.
__Vocês terão que passar por mim primeiro se quiserem enfrentar os príncipes do Inferno. Eu terei o maior prazer em mandá-los para o Reino das Trevas. Hahahahaha.
Sobek avançou em Davi e o jovem lutador se esquivou de seus ataques e desferiu um potente soco uke em seu estômago e três socos cruzados em sua cara. O homem-crocodilo sentiu a força dos golpes, mas continuou atacando sem cessar.
Ciro, o Caçador, concentrou o seu poder e soltou uma poderosa descarga elétrica em Sobek e o derrotou.
Os heróis subiram as escadas e chegaram até o templo de Leviathan. O demônio que dominava o Brasil se aproximou dos Guerreiros de Cristo e disse:
__Esse templo será o túmulo de todos vocês. Preparem-se para morrer! Hahahahahahahahahaha.
O Herói entrou na frente de Leviathan quando ele ia atacar os seus companheiros e falou para os demais heróis:
__Vão até o próximo templo. Eu me encarrego de Leviathan.
Os outros Guerreiros de Cristo prosseguiram até o próximo templo e Leviathan se enfureceu dizendo:
__Como ousa achar que você sozinho é páreo para mim? Seu inseto. Você se arrependerá por toda a eternidade por essa afronta.
__Leviathan, eu serei o seu adversário. Eu venho contra você em Nome do Senhor dos Exércitos, o Deus que você e seus comparsas têm afrontado desde o princípio dos tempos. Prepare-se, porque eu irei te vencer na força do braço do Deus Vivo.
__Pagará caro por sua insolência.
Leviathan tinha o poder sobre as águas e tentou afogar o agente federal com o seu poder maldito, vomitando uma corrente de água para afogá-lo.
Quando os heróis chegaram ao segundo templo, se depararam com Asmodeus que caminhou lentamente até eles e lhes disse:
__Daqui vocês não irão passar. Eu sou o demônio mais poderoso abaixo de Lúcifer. Vocês não têm nenhuma chance contra mim.
O Mestiço exibiu as suas lâminas de prata e falou aos seus companheiros:
__Vão! Eu me encarrego de Asmodeus.
Os demais Guerreiros de Cristo prosseguiram subindo as escadas, enquanto Ciro lutava contra Asmodeus.
__Você é muito corajoso, Mestiço. Mas verá que foi uma tolice ficar aqui para me enfrentar sozinho. Você vai morrer! Hahahahahahahahahaha.
Asmodeus estendeu uma de suas mãos lançando um raio e Ciro fez o mesmo. Os dois disputavam para ver quem era o mais poderoso. Mas, o demônio conseguiu atingi-lo com o seu poderoso raio e o derrubou.
Os guerreiros cristãos chegaram ao terceiro templo e foram barrados por Astaroth, que com o seu poder congelante fez uma barreira de gelo os impedindo de prosseguir.
__Não permitirei que vocês prossigam. Eu os congelarei com o meu poder congelante que é capaz de congelar até as chamas do Inferno. Hahahahahahahahahaha.
Alexandre golpeou diversas vezes a barreira de gelo a despedaçando e falou aos seus amigos:
__Continuem! Deixem que eu enfrento Astaroth.
Os heróis continuaram subindo as escadas e o guardião do templo disse:
__Eu posso controlar o clima e te castigarei pessoalmente, seu traidor. Satã deu tudo para você; e você preferiu passar para o lado do Altíssimo. Eu te garanto, que nem Deus poderá livrá-lo de minhas mãos. Prepare-se, porque você irá morrer agora.
__O Deus judaico-cristão é a minha fortaleza. Portanto, não preciso temer você e seus comparsas.
__Eu irei te congelar até os ossos. Hahahahahahahahahaha.
Astaroth lançou várias rajadas de gelo na direção de Alexandre que se esquivou de quase todas as magias, mas acabou sendo atingido por uma rajada de gelo no seu braço esquerdo, que foi congelado.
Belphegor aguardava os servos de Deus em seu templo e Apolo foi o seu oponente. O capoeirista gingava e se esquivava das bolas de fogo e dos furacões flamejantes que Belphegor lançava contra ele. Apolo era habilidoso, mas acabou tendo uma parte de seu corpo levemente queimado por causa de algumas magias que o atingiram de raspão.
__Você é habilidoso, missionário. Mas não é rápido e forte o suficiente para me derrotar. Coloque-se no seu lugar, seu verme. Você não pode me vencer. Hahahahahahahahahaha.
__Eu posso todas as coisas no Deus Altíssimo que me fortalece nas batalhas. Com a ajuda do Senhor dos Exércitos, eu conseguirei te vencer. A batalha pertence ao Senhor; e Ele nunca perde uma peleja.
Belial esperava ansioso pela chegada dos heróis e Jeú foi o seu adversário. O militar e o demônio trocaram socos e chutes espancando um ao outro, mas Belial conseguiu feri-lo gravemente e derrubá-lo. Belial tinha o poder de manipular os ventos e estava decidido a matar Jeú. Quando Jeú se levantou foi atingido por um chute frontal no rosto.
__Ninguém pode comigo. Você acha mesmo que pode me derrotar? Coloque-se no seu lugar, seu fracassado. Hahahahahahahahahaha.
__O Deus de Israel está comigo. Ele me auxiliará nessa batalha. Com o auxílio do Deus Eterno, eu te derrotarei.
Azazel enfrentou Shiro lançando várias bolas de energia contra ele. O guerreiro oriental, com a sua Katana desembainhada, pelejou bravamente contra Azazel conseguindo feri-lo, mas Azazel o espancou brutalmente.
__Você não pode me vencer. Desista, enquanto há tempo!
__Jamais me darei por vencido.
Os Guerreiros de Cristo deram o melhor de si e foram espancados ferozmente por seus adversários, mas com a sua persistência conseguiram derrotá-los e mandá-los de volta para o Inferno. Os heróis chegaram até o templo de Baal-Zebube, o Senhor das Moscas. O Rei do Mal, se movimentando na velocidade da luz, bateu muito nos Guerreiros de Cristo, mas eles ainda permaneceram combatendo. Davi conseguiu ver as suas magias na velocidade da luz e acertou um chute faca na cara de Lúcifer o derrubando com tudo. O Príncipe das Trevas se levantou irado e lançou uma cápsula de energia na perna direita do Herói e a quebrou deixando o jovem lutador em desvantagem. Abadom, o Destruidor, estava junto com os demais heróis e desferiu um chute lateral no abdômen e uma giratória na nuca do Diabo o deixando atordoado.
__Eu sou muito mais poderoso do que todos vocês juntos. Mesmo que vocês juntem as suas forças, não chegarão a um milímetro do meu poder.
Ciro desferiu um soco gancho em seu queixo que o fez ficar cambaleante; e Abadom aproveitou essa oportunidade para golpeá-lo diversas vezes em todo o seu corpo. Satanás sabia que perderia para os heróis e fugiu como um covarde. Os Guerreiros de Cristo venceram o Diabo e seus capangas conseguindo fazer o bem prevalecer sobre o mal. O Senhor da Escuridão não desistiria de voltar para o Céu e ocupar o trono de Deus, mas o Altíssimo e seus servos sempre o derrotariam.