sábado, 22 de dezembro de 2012

A DEMONIZAÇÃO DAS ARMAS



“Se um ladrão for achado arrombando uma casa, e, sendo ferido, morrer, quem o feriu não será culpado do sangue”.  (Êxodo 22:2)

No passado, a mídia e o Governo Federal faziam manipulação psicológica para desarmar a população. A Rede Globo era a emissora de televisão que mais fazia lavagem cerebral para desarmar os cidadãos de bem. Houve um referendo, em 2005, para tentar proibir a venda de armas e munições para impedir os cidadãos de portarem armas, mas o povo votou contra o Desarmamento. O Governo Federal simplesmente desprezou a vontade do povo e não aboliu o Estatuto do Desarmamento, que dificulta os cidadãos de bem portarem armas de fogo. Agora, a Campanha do Desarmamento voltou a usar a mídia para manipular o povo, o induzindo a entregar as suas armas legalizadas.

Com os massacres ocorridos em outros países (principalmente, nos Estados Unidos), o mundo, baseado em sua hipocrisia e falso moralismo, fica demonizando as armas de fogo compulsivamente. Realmente, em países como os Estados Unidos, é preciso ter um controle sobre as armas de fogo, porque lá qualquer idiota pode comprar várias armas. Eu sou totalmente favorável ao porte de arma para o cidadão, mas eu também apóio que é necessário que o cidadão de bem que deseja portar uma arma tenha condições para portá-la. Eu sou a favor de que haja testes psicológicos para que os cidadãos possam portar armas. Também acredito que o cidadão que almeja portar uma arma tem que ter estabilidade financeira e ter bons antecedentes.

Um argumento da mídia e do Governo Federal é que os bandidos compram armas nas lojas, mas qualquer pessoa inteligente sabe que os bandidos compram armas contrabandeadas que entram pelas fronteiras do Brasil (que não são vigiadas como deveriam), ou seja, os marginais não compram armas legalmente.

Outro argumento usado pela mídia e pelo Governo Federal é que muitas das armas que os delinqüentes usam foram roubadas de cidadãos de bem. O interessante é que quase todas as armas legalizadas roubadas pelos bandidos pertenciam a militares, policiais, e seguranças. Então, será que teremos que desarmar os militares, os policiais, e os vigilantes? Alegar que podem acontecer acidentes domésticos com armas de fogo não é desculpa para os cidadãos entregarem as suas armas. Acontecem acidentes domésticos com armas de fogo entre militares, policiais, e seguranças, também. Então, será que os militares, policiais, e seguranças, devem entregar as suas armas para evitarem acidentes domésticos? Tudo isso é falácia de gente que não entende nada de segurança. Os militares, policiais, e vigilantes, não são semideuses, isto é, os cidadãos de bem são tão humanos e capazes para manusearem armas tanto quanto eles.

Para quem não sabe, eu sou vigilante, ou seja, eu sou um profissional da área de segurança. Eu fiz durante dezesseis dias o curso para me formar como vigilante patrimonial. Nesse curso, eu aprendi a manusear o revólver calibre 38, e também aprendi várias técnicas de defesa pessoal. Eu também fiz o curso de manutenção de armas, onde eu aprendi a desmontar e montar o revólver calibre 38, e a pistola calibre 380. Eu pretendo fazer o curso de escolta armada futuramente, se for da vontade de Deus. Eu sou cristão, mas nem por causa disso eu sou tapado e alienado. Eu não sou indiferente ao sofrimento dos inocentes e a criminalidade. Não finjo que os problemas do mundo, principalmente, do meu país, não são problemas meus. Eu realmente me importo com as pessoas inocentes que são roubadas, estupradas, torturadas, e assassinadas, todos os dias. Eu sempre oro em favor das autoridades governamentais para que as coisas melhorem no Brasil.

Na minha humilde opinião, o ideal seria que somente os militares, policiais, e vigilantes, portassem armas, mas o Estado não garante a segurança do cidadão. No capítulo 13 da Carta aos Romanos, o apóstolo Paulo é bem claro quando afirma que é o dever do Estado proteger os cidadãos de bem e castigar os malfeitores. Infelizmente, aqui no Brasil, o governo pouco se importa com o povo, que está à mercê dos criminosos. A polícia até que se esforça bastante para tentar proteger os cidadãos, mas os bandidos têm todo o poder neste país. Os cidadãos têm que lutarem pelo seu direito de legítima defesa (já que o governo não garante a segurança do cidadão). Se não fossem essas ONGs pacifistas e o Órgão de Direitos Humanos, o Brasil seria um país muito melhor para se viver. Que Deus tenha piedade do povo brasileiro.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

A VIRTUDE DE ASSIMILAR COISAS BOAS



“Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem, mal; que fazem da escuridade luz, e da luz escuridade; põem o amargo por doce, e o doce por amargo”! (Isaías 5:20)

Infelizmente, inúmeros cristãos confundem o bem com o mal, e o mal com o bem; e confundem o errado com o certo, e o certo com o errado. Esses religiosos alienados somente sabem enxergar o Capeta em todo lugar, porque eles são incapazes de enxergarem alguma virtude nas coisas seculares. No meio desses fanáticos, as coisas ruins da Igreja são exaltadas, e as coisas boas do mundo são demonizadas. Neste texto, pretendo mostrar as virtudes das obras seculares, que os religiosos tapados tanto se divertem demonizando, porque a alegria das suas vidas é demonizar tudo o que eles encontram pelo caminho.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas”. (1 Coríntios 6:12)

O apóstolo Paulo foi bem claro quando afirmou que ele podia todas as coisas, mas nem tudo era conveniente ele fazer. Todas as coisas são lícitas para o cristão, mas nem tudo convém a ele fazer. Eu posso assistir desenhos e jogar videogame o quanto eu quiser, mas nem todos os desenhos e jogos me convêm me envolver. O que quero dizer é que não devo satisfações para os religiosos hipócritas, mas, sim, devo satisfação somente a Deus, e a minha própria consciência. Existem muitos desenhos e muitos jogos que ensinam coisas boas, e devo reter somente as coisas boas de tudo.

“Eu sei, e disso estou persuadido no Senhor Jesus, que nenhuma coisa é de si mesma impura, salvo para aquele que a considera, para esse é impura”. (Romanos 14:14)

Paulo nos ensinou, com muita sabedoria, que nenhuma coisa é de si mesma impura, a não ser para aquele que a considera impura, ou seja, as coisas não são do Diabo, a não ser para as pessoas que acreditam nessa besteira. Tudo pode ser usado tanto para o bem quanto para o mal, isto é, existem coisas boas no mundo, mas inúmeros religiosos ignorantes não têm a capacidade de assimilarem isso.

Agora, contarei alguns exemplos de coisas seculares boas que Deus usou para abençoar a minha vida. Deus não é formatado como os fariseus pregam, mas Ele usa coisas que as pessoas menos esperam para falar com elas. Deus é grandioso e magnífico, pois Ele já usou muitas vezes desenhos, seriados, e filmes, para falar comigo. Senti o desejo no meu coração de compartilhar isso com os meus leitores.

Há algum tempo, um ladrão (que ninguém sabe quem é) tem roubado as coisas na minha igreja. Eu fiquei com muita raiva desse ladrão, e invoquei a justiça divina. Deus, em sua infinita misericórdia, usou o “Chaves” para me mostrar, que eu deveria orar por esse ladrão. O personagem “Seu Furtado” roubou várias pessoas da vila, e todos acusaram o Chaves de ser o ladrão. Mais tarde, o Chaves conversando com a Chiquinha, contou que rezou para que o ladrão se arrependesse e ficasse bonzinho. O Seu Furtado ouviu o Chaves dizer isso e se arrependeu de seus crimes, devolvendo tudo o que roubou, e ainda comprou um sanduíche de presunto para o Chaves. Deus usou esse seriado infantil para me mostrar que eu deveria orar por esse ladrão para que ele se arrependesse e se convertesse de seus maus caminhos.

Outro exemplo que Deus usou para falar comigo foi o desenho “Samurai X”, porque o personagem principal, Kenshin Himura, era conhecido como Battousai, o Retalhador. Kenshin Himura era um matador, mas por causa do amor, ele se arrependeu de seus crimes, e prometeu para si mesmo que nunca mais mataria ninguém. No passado, eu desejava ser um justiceiro, mas através desse anime, Deus me mostrou que os bandidos podem se arrepender e se redimir.

O desenho “O Rei Leão” também foi usado por Deus para me abençoar. Antes, eu achava que precisava provar para os outros que sou valente, mas através do personagem, Mufasa, eu aprendi que devo apenas ser valente quando é realmente preciso ser valente. Não preciso provar a minha coragem para ninguém, porque eu devo ser corajoso somente quando é necessário.

Deus usou também o anime “Saint Seiya” para me ensinar inúmeros princípios e valores. Aprendi a valorizar a amizade e a honra, porque os cavaleiros de bronze são honrados e valorizam a amizade como o maior tesouro. Tornei-me numa pessoa melhor, graças às virtudes que Deus me ensinou através desse anime. É possível assimilar coisas boas. Basta querer.    

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

ABAIXO AO FANATISMO RELIGIOSO



“Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem sobre os ombros dos homens; eles, porém, nem com o dedo querem movê-los”. (Mateus 23:4)

Infelizmente, o fanatismo religioso sempre fez parte da História do Cristianismo. Existem cristãos que vivem em função do Diabo, ou seja, eles não conseguem viver sem o Capeta. Geralmente, esses religiosos tapados e alienados costumam impor um padrão de falsa santidade para os outros que nem eles mesmos conseguem viver. Esses hipócritas colocam fardos pesados em cima dos outros, mas eles, porém, nem com o dedo querem ajudar.

“Hipócritas, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo honra-me com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim. Mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens”. (Mateus 15:7-9)

Sempre existiram os cristãos “doutrinários”, isto é, aqueles cristãos que vivem em função das doutrinas que são preceitos dos homens. Esses religiosos fanáticos não se importam com os mandamentos de Deus, porque eles dão mais valor as doutrinas que são preceitos dos homens do que aos mandamentos do Altíssimo. Ficar demonizando vestimentas e a aparência das pessoas é coisa de gente idiota, ou seja, o que as pessoas vestem ou deixam de vestir, ou se usam brincos, piercings, e tatuagens, não faz diferença nenhuma para se alcançar a Salvação, até porque a Salvação depende exclusivamente do sacrifício de Jesus; e não do que as pessoas fazem ou deixam de fazer. A Salvação não é pelas obras, mas, sim, pela Graça.

“Eu sei e estou certo, no Senhor Jesus, que nenhuma coisa é de si mesma imunda, a não ser para aquele que a tem por imunda; para esse é imunda”. (Romanos 14:14)

O apóstolo Paulo foi bem claro quando afirmou que as coisas não são do Diabo, a não ser para as pessoas que acreditam nessa asneira. A Bíblia, a Palavra de Deus, é muito clara quando diz o que é pecado, e o que não é pecado. Os pecados inventados pelos religiosos fanáticos são baseados apenas em seu preconceito religioso ridículo. Portanto, não devemos dar ouvidos a esses imbecis.

“Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes. O que come não despreze o que não come; e o que não come não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu”. (Romanos 14:2-3)

Eu realmente acredito que existem religiosos radicais sinceros em seu radicalismo, mas o que me dá muita raiva é ver religiosos sem nenhum compromisso com Deus ficar atacando pedras nos outros, apenas, porque os outros não acreditam nas suas doutrinas que são preceitos dos homens. Todos os cristãos têm a liberdade para acreditarem no que quiserem, mas o que eles não podem fazer é impor a sua intolerância religiosa para os outros, porque isso é fanatismo religioso. Quem somente come legumes, fique na sua, e não perturbe ninguém.

“Tens tu fé? Tem-na em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova”. (Romanos 14:22)

Se eu peco ou não, ninguém tem nada a ver com isso, porque eu prestarei contas a Deus pelos meus atos. Eu tenho a minha consciência tranqüila em relação às coisas que gosto, porque tenho certeza que Deus não condena as coisas que gosto.

Têm algumas coisas que preciso registrar neste artigo (não posso deixar passar essa oportunidade). Muitos cristãos demonizam filmes, seriados, e desenhos, pelo simples fato de Satanás ser o vilão dessas obras. Esses alienados queriam o quê? Eles queriam que o Diabo fosse o herói dessas obras? Para esses alienados e tapados, se o filme, seriado, ou desenho, for bíblico não tem problema, mas se for secular é do Demônio. Esse argumento furado é coisa de religioso tapado e desocupado.

Outro argumento furado usado por muitos evangélicos é que se o vilão de algum desenho, seriado, ou filme, é homossexual, então, essa obra não presta. O imperador Nero que perseguiu os cristãos no passado era gay. Então, será que o filme Quo Vadis é do Capeta? Jesus Cristo nos ensinou que devemos amar as pessoas, inclusive, os gays. Essa intolerância é pura homofobia.

Decidi escrever este texto para poder mostrar o quanto o fanatismo religioso é nocivo para a Igreja de Cristo. Nós, cristãos, devemos ser coerentes e usar a inteligência que Deus nos deu. A religião aliena e vicia como o ópio, mas a Graça de Jesus nos liberta de toda a alienação.

sábado, 1 de dezembro de 2012

A MINHA VIAGEM PARA SÃO CARLOS



Em novembro de 2012, eu viajei para São Carlos, e fui para um acampamento cristão junto com os meus grandes amigos Klayton e Phill. O Klayton além de ser um grande amigo meu, também é meu primo. O Phill é um dos meus melhores amigos. Eu viajei na companhia desses dois camaradas, e foi muito divertida a viagem. Antes de viajar, eu comi no Mcdonalds, e senti muito prazer em comer aqueles lanches maravilhosos (eu quase tive um orgasmo de tanto prazer). Durante a viagem, nós três ouvimos várias músicas e ficamos conversando. Foi muito agradável a minha viagem com esses dois grandes amigos.

Quando chegamos ao acampamento, fomos recebidos por verdadeiras princesas. Antes, eu enxergava essas garotas como deusas intocáveis, mas descobri que elas são apenas humanas, assim, como eu. Ana Terra, Ana Júlia, e Carla, nos receberam com muito carinho. O que eu mais admiro nessas garotas (que são irmãs em Cristo) é que elas apesar de serem belíssimas, elas são muito humildes. Eu adorei conhecê-las melhor. Eu sou muito tímido para conversar com garotas (na verdade, eu morro de medo de mulher; ainda mais se a mulher for linda, aí que eu tenho medo mesmo). Graças a Deus, eu não tenho mais medo dessas garotas, porque elas são muito legais e compreensivas comigo. As meninas de São Carlos são uns doces de pessoas. O povo do interior é muito mais agradável e humilde do que o povo da cidade grande.

Conheci homens legais também no acampamento, como, por exemplo, o Felipe (que é um ateu muito gente boa), e o Fabiano, que foi o monitor do meu quarto. Eu me diverti muito com os meus amigos, Phill, Klayton, e Hiago (que é irmão da Nayra, que é esposa do Klayton). A Nayra e o Hiago são muito legais; e gostei imensamente da companhia deles. Um missionário chamado Nesio, que é angolano, ministrou os cultos, e ele prega muito bem. Eu adorei as suas pregações. Esse acampamento foi uma benção.

Quando fomos embora, eu curti a paisagem, e nos hospedamos na casa dos pais da Nayra e do Hiago. O Manuel e a Damares são pessoas muito agradáveis, pois para mim foi um grande prazer conviver com eles nos dias que passei em sua humilde morada. A cachorrinha deles é uma gracinha de bichinho. Eu, o Klayton, e a Nayra, saímos muitas vezes com as nossas amigas de São Carlos. Nós vimos o filme “Amanhecer Parte 2” da Saga Crepúsculo, e eu adorei o filme. No dia seguinte, o Phill voltou para São Paulo, porque ele tinha que trabalhar. À noite nós fomos no “Trem Bão”, que é um lugar onde vende lanches deliciosos. O Klayton me mostrou num celular o jogo do “Ultra Dario”, que é um plágio do Super Mario. Eu conversei bastante com a Ana Terra, e vi que ela é uma pessoa admirável, assim, como a Carla, e a Ana Júlia, que também são pessoas encantadoras. Não me lembro exatamente o dia, mas nós fomos para a casa da Gabriela (outra bela serva de Deus). Lá eu conheci pessoalmente a Bíblia de Estudo de Genebra, uma excelente Bíblia. Nessa mesma noite, se não me engano, o Klayton deu carona para um policial militar chamado Vitor. Graças a Deus, nós somos pessoas de bem, pois devido aos ataques do PCC (Primeiro Comando da Capital), esse policial poderia estar correndo risco de vida, portanto, não foi prudente a sua atitude. Talvez, a presença desse policial coibisse a ação de assaltantes, ou a nossa carona o tenha livrado de algum perigo. Somente Deus sabe o porquê de o Klayton ter dado carona para o policial Vitor nesse dia.

Em uma tarde que fiquei sozinho na casa do Manuel e da Damares, eu aproveitei para ler a Bíblia, e li capítulos interessantes. Eu li o capítulo 13 da Carta aos Romanos como sempre, e li alguns capítulos da Carta aos Efésios. Aprendi muito lendo a Palavra de Deus nesse dia. Eu tenho o hábito feio de falar palavrões, mas lendo a Bíblia, decidi parar com isso.

No último dia que estive em São Carlos, eu, o Klayton, o Hiago, e a Nayra, fomos num shopping, e eu comi no Mcdonalds de novo (dessa vez, eu não senti tanto prazer). Depois, eu, o Klayton, a Nayra, o Hiago, e a Ana Terra, fomos numa sorveteria chamada “Chiquinho” (se não me engano, esse é o nome do lugar mesmo). Eu tomei um milk-shake de Kinder Ovo (uma verdadeira delícia). Conheci pessoas legais nesse encontro. Foi muito divertido.

Quando fomos embora, fomos eu, o Felipe (o ateu), a Ana Júlia, a Nayra, e o Klayton. Foi muito boa a viagem de volta. Graças a Deus, a minha viagem para São Carlos foi proveitosa, pois conheci pessoas maravilhosas naquele lugar. A minha volta para São Paulo foi muito agradável; e pretendo voltar para São Carlos no Ano-Novo.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

GUERRA ESPIRITUAL



“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do Diabo; porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes”. (Efésios 6:10-13)

Inúmeros cristãos interpretam mal o capítulo 6 da Carta aos Efésios, porque eles confundem guerra espiritual com pacifismo. O autor da Carta aos Efésios é também o autor da Carta aos Romanos. O apóstolo Paulo, o autor de ambas as Cartas, não era pacifista, pois se percebe claramente a sua posição em relação ao Estado no capítulo 13 da Carta aos Romanos. No capítulo 6 da Carta aos Efésios, o apóstolo Paulo usa puro simbolismo militar para se referir à armadura de Deus. O apóstolo Paulo constantemente usava o serviço militar como bom exemplo para a vida cristã. O fato de Paulo ter dito que a nossa luta não é contra carne e sangue (muito deturpado pelos pacifistas hipócritas), não significa que ele fez apologia ao pacifismo. O capítulo 6 da Carta aos Efésios não invalida o capítulo 13 da Carta aos Romanos, portanto, o apóstolo Paulo não pregou o pacifismo.

“Quando o espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos procurando repouso, porém, não encontra. Por isso diz: Voltarei para minha casa donde saí. E, tendo voltado, a encontra vazia, varrida e ornamentada. Então, vai, e leva consigo outros sete espíritos, piores do que ele, e, entrando, habitam ali; e o último estado daquele homem torna-se pior do que o primeiro. Assim, também acontecerá a esta geração perversa”. (Mateus 12:43-45)

A obrigação de todos os cristãos é se engajarem na guerra espiritual, porque Satanás e seus capangas são os principais inimigos da Igreja de Cristo. Infelizmente, hereges, como a Neuza Itioka, a Rebecca Brown, e o Daniel Mastral, divulgam uma imagem distorcida da guerra espiritual. A guerra espiritual é uma coisa muito legal, ao contrário, do que esses hereges pregam. Ficar demonizando tudo o que se encontra pelo caminho não é combater o Diabo, pelo contrário, é dar munição para ele. Lúcifer não tem nem a chave de sua própria casa (Jesus Cristo tem as chaves da morte e do Inferno), portanto, o Demônio não é dono de nada. Não estou menosprezando o poder do Diabo, mas estou apenas alertando os cristãos de que essa mania de ficar endiabrando as coisas não é de Deus. Satanás usa até a Bíblia para destruir as vidas das pessoas; e pelo que eu saiba, a Bíblia é a Palavra de Deus, ou seja, não pertence ao Diabo. Guerra espiritual é coisa séria, porque Lúcifer não brinca em serviço, isto é, o Diabo não brinca de ser Diabo. Satanás não sente pena e nem remorso.

“Porque, andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas;”. (2 Coríntios 10:3-4)

Incontáveis cristãos também costumam distorcer esse trecho da Bíblia para poderem pregar o pacifismo. Tanto o capítulo 6 da Carta aos Efésios, como esse trecho bíblico se referem à guerra espiritual, portanto, Paulo, não está demonizando o Estado (até porque o contexto não fala sobre isso), mas ele está simplesmente ensinando os cristãos a guerrearem espiritualmente. As principais armas dos cristãos são a Bíblia, a oração, e a fé. Com essas poderosas armas, os cristãos conseguem vencer os demônios. A guerra espiritual influencia tudo no mundo, por isso, os cristãos têm que pelejar para valer. 

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

A MATANÇA DOS HERÓIS




“Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas. Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos. Pois os governantes não devem ser temidos, a não ser pelos que praticam o mal. Você quer viver livre do medo da autoridade? Pratique o bem, e ela o enaltecerá. Pois é serva de Deus para o seu bem. Mas se você praticar o mal, tenha medo, pois ela não porta a espada sem motivo. É serva de Deus, agente da justiça para punir quem pratica o mal. Portanto, é necessário que sejamos submissos às autoridades, não apenas por causa da possibilidade de uma punição, mas também por questão de consciência. É por isso também que vocês pagam imposto, pois as autoridades estão a serviço de Deus, sempre dedicadas a esse trabalho. Dêem a cada um o que lhe é devido: se imposto, imposto; se tributo, tributo; se temor, temor; se honra, honra”. (Romanos 13:1-7)

Infelizmente, existem cristãos alienados e obcecados pelo Diabo que somente sabem enxergar o Capeta em todo lugar. Inúmeros cristãos fingem que os problemas que assolam o mundo não têm nada a ver com eles. A Bíblia, a Palavra de Deus, é bem clara quando afirma que os cristãos além de serem cidadãos celestiais, também são cidadãos terrestres. Os cristãos têm direitos, mas também têm deveres. Os cristãos têm o direito e a obrigação de exercerem a sua cidadania. O apóstolo Paulo foi bem claro na Carta aos Romanos quando afirmou que as autoridades governamentais são estabelecidas por Deus, ou seja, os magistrados, os militares, os policiais, e os políticos, estão a serviço de Deus para o bem-estar da sociedade. Todos os cristãos devem pagar os seus impostos, porque o dinheiro dos impostos é necessário para a manutenção do Estado. As autoridades são agentes da justiça divina que têm a autorização de Deus para castigar os malfeitores, e enaltecer os cidadãos de bem. Por isso, nós devemos nos sujeitar a elas.

“Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graça, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranqüila e mansa, com toda piedade e respeito. Isto é bom e aceitável diante de Deus nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade”. (1 Timóteo 2:1-4)

O apóstolo Paulo também nos ensina que todos os cristãos têm o dever espiritual e moral de orar em favor dos homens investidos de autoridade. É obrigação da Igreja de Cristo interceder em favor das autoridades constituídas. Nos últimos meses, dezenas de policiais em várias regiões do Estado de São Paulo foram assassinados pelos bandidos do PCC (Primeiro Comando da Capital). A maioria desses policiais foi assassinada quando estava de folga. Parentes de policiais também foram mortos. Até ex-policiais foram executados pelos facínoras do PCC. São Paulo se encontra em um estado caótico. Há toques de recolher em várias regiões paulistas, e todos os cidadãos de bem estão sendo ameaçados por esses criminosos. A polícia, por desespero, está fazendo justiça com as próprias mãos. Há uma guerra declarada entre policiais e marginais. Nós estamos em uma época de escuridão e trevas.

“Então, alguns soldados lhe perguntaram: E nós, o que devemos fazer? Ele respondeu: Não pratiquem extorsão, nem acusem ninguém falsamente, e contentem-se com o seu salário”. (Lucas 3:14)

Muitas pessoas podem duvidar, mas existem policiais que não praticam extorsão, e que nem acusam ninguém falsamente, e que não aceitam propinas, isto é, existem policiais honestos. Muitos desses policiais são pais de família. Esses heróis têm mulheres e filhos. Os policiais arriscam as suas vidas por uma mixaria de salário para nos proteger. A maioria dos homens que entra na polícia, entra por amor a profissão, e não por dinheiro. Os militares, os policiais, e os bombeiros, são os heróis da realidade. Esses homens são heróis que pelejam como podem em prol da justiça. Para mim, os militares, os policiais, e os bombeiros, são verdadeiros heróis. Geralmente, as pessoas apenas se lembram de Deus e da polícia quando estão em perigo.

Eu convoco todos os cristãos verdadeiros para intercederem em favor das polícias do Brasil, especialmente, pela polícia paulista. Deus instituiu a polícia para combater o crime. O meu desejo é pegar uma arma e ir ajudar a polícia, mas a única coisa que posso fazer é orar. 

sábado, 3 de novembro de 2012

AS MINHAS METAS



Ultimamente, tenho pensado muito em alcançar muitas metas na minha vida, pois percebo que estou ficando velho, e o tempo está passando. Eu sempre fui deprimido e pessimista em alguns sentidos, mas, agora, tenho tido mais esperança. Neste texto, quero contar sobre as minhas principais metas.

Há vários meses atrás, eu fiz um curso de vigilante, onde eu aprendi a manusear o revólver calibre 38, e também aprendi várias técnicas de defesa pessoal. Alguns meses depois, eu fiz um curso de manutenção de armas, onde eu aprendi a manutenção do revólver calibre 38, e da pistola calibre 380, ou seja, eu sei montar e desmontar essas armas de fogo. Quando eu comecei a fazer os cursos de segurança privada, eu já pretendia fazer esses dois cursos, e também o curso de escolta armada. Desejo muito fazer um curso de escolta armada, para que eu possa aprender a manusear a pistola calibre 380, e a espingarda calibre 12. Eu sempre fui apaixonado por armas de fogo, portanto, pretendo me especializar nessa área. Por enquanto, me dedicarei somente à faculdade, mas quando eu me formar, pretendo fazer o curso de escolta armada.

Atualmente, estou cursando História na Universidade Nove de Julho (UNINOVE), e falta pouco tempo para eu me formar nesse curso. Pretendo ser pesquisador e professor, porque vejo que tenho jeito para isso. Eu sempre quis ser policial, mas decidi me tornar professor mesmo. Acredito que como professor, eu posso fazer mais a diferença no meu país. A polícia sempre estará no meu coração, porque eu amo a polícia de verdade. Para mim, os policiais são verdadeiros heróis. Mas, creio que como professor, eu serei mais útil para a sociedade. O trabalho de professor é tranqüilo; e também tem um horário de trabalho flexível, isto é, eu não preciso ficar me matando de trabalhar. Como professor de História, eu posso conscientizar politicamente os meus alunos (pretendo conscientizá-los, e não doutriná-los). Assim, eu poderei fazer a diferença, formando bons cidadãos.

Cogito a possibilidade de fazer um curso de Restauração também, porque acho legal restaurar quadros, estátuas, e monumentos. Além de ser muito legal restaurar coisas históricas, também dá bastante dinheiro. Por enquanto, eu apenas estou pensando nisso, mas se for da vontade de Deus, eu farei o curso de Restauração.   

Pretendo também voltar a praticar artes marciais, especialmente o Kung Fu, que é a arte marcial que eu mais admiro. Eu amo as lutas esportivas como a minha própria alma, pois desde criança sou apaixonado pelas artes marciais. Com o conhecimento bíblico e histórico que adquiri nos últimos anos, e com o meu relacionamento com Deus, a minha consciência ficou tranqüila em relação à prática das lutas esportivas. Eu vejo tanto as armas de fogo quanto as artes marciais com bons olhos. O Espírito Santo me orienta o que eu devo ou não fazer na minha vida. Eu não tenho que dar satisfação para os religiosos hipócritas que são apaixonados pelo Diabo, mas eu somente devo satisfação para Deus. Deus é o meu Juiz; e não os fariseus.

Quando eu estiver trabalhando, pretendo juntar dinheiro para pagar o curso de escolta armada; e também pretendo comprar outro videogame (eu amo o meu videogame atual, mas preciso me atualizar no mundo dos games). Tenho a intenção de comprar uma casa ou um apartamento futuramente (para isso terei que juntar bastante dinheiro). Como eu não tenho esperança de encontrar uma mulher para me casar, pretendo chamar a minha avó para morar comigo (eu não gosto de morar sozinho).   

Essas são as minhas principais metas, e sinceramente espero conseguir realizá-las. Eu entreguei todos os meus sonhos nas mãos de Deus. O Altíssimo tem a minha vida em suas mãos; e Ele sabe o que é melhor para mim.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

A RELAÇÃO DO CRISTÃO COM O ESTADO



“Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas. De modo que aquele que se opõe à autoridade, resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação. Porque os magistrados não são para temor quando se faz o bem, e, sim, quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem, e terás louvor dela; visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal. É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência. Por esse motivo também pagais tributos: porque são ministros de Deus, atendendo constantemente a este serviço. Pagai a todos o que lhes é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra”. (Romanos 13:1-7)

O apóstolo Paulo foi um grande servo de Deus que se preocupava com a evangelização dos gentios. Se não fosse por Paulo, o Evangelho não teria chegado até nós, porque ele se empenhou em propagar o Evangelho sobre várias regiões da Terra. Por incrível que pareça, existem “cristãos” que pregam que o apóstolo Paulo era um servo do Demônio, e que apenas pregou asneiras. Eu não perco mais o meu precioso tempo debatendo e discutindo com religiosos imbecis que pensam dessa forma. Não dou mais as coisas santas aos cães; e não jogo mais pérolas aos porcos.

O apóstolo Paulo foi o autor da Carta aos Romanos (eu sei que quem escreveu essa Carta foi Tércio a mando de Paulo). Nesta Carta, Paulo ensina aos cristãos qual deve ser a sua relação com o Estado. Paulo afirmou que as autoridades são instituídas por Deus (há diferença entre instituir e apenas permitir). Segundo o apóstolo Paulo, o Estado é estabelecido por Deus, ou seja, o governo não foi criado pelo Diabo, mas, sim, por Deus. Paulo disse que todas as autoridades governamentais procedem de Deus, isto é, Deus estabelece os governantes da Terra. Paulo também ensinou que os cristãos devem pagar todos os seus impostos, porque o dinheiro dos impostos é necessário para a manutenção do Estado. Para Paulo, o Estado é ministro de Deus; e tem a autorização do Altíssimo para castigar os malfeitores, e enaltecer os homens que praticam o bem. Por isso, os homens devem ser submissos as autoridades.

“Sujeitai-vos a toda instituição humana por causa do Senhor; quer seja ao rei, como soberano; quer às autoridades como enviadas por ele, tanto para castigo dos malfeitores, como para louvor dos que praticam o bem. Porque assim é a vontade de Deus, que, pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos; como livres que sois, não usando, todavia, a liberdade por pretexto da malícia, mas vivendo como servos de Deus. Tratai a todos com honra, amai aos irmãos, temei a Deus, honrai ao rei”. (1 Pedro 2:13-17)

O apóstolo Pedro também ensinou que os cristãos devem se sujeitar as autoridades; e que a função do Estado é punir os malfeitores, e enaltecer os cidadãos de bem. Quando Pedro evangelizou o centurião Cornélio, em nenhum momento ele recriminou Cornélio por ser militar, pelo contrário, Pedro reconheceu a sua bondade e honestidade, e ainda ordenou que Cornélio fosse batizado (ainda sendo um oficial romano).

“Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graça, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranqüila e mansa, com toda piedade e respeito. Isto é bom e aceitável diante de Deus nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade”. (1 Timóteo 2:1-4)

O apóstolo Paulo também ensinou que todos os cristãos têm o dever de intercederem em favor das autoridades governamentais, ou seja, os cristãos devem orar pelos homens investidos de autoridade. Tanto Pedro quanto Paulo, não endiabravam as autoridades constituídas, pelo contrário, eles reconheciam a sua legitimidade. Essa “historinha” de que os cristãos primitivos demonizavam o Estado é mentira do Diabo, porque Jesus Cristo, os apóstolos, e os Pais Apostólicos, não demonizavam as autoridades governamentais. Hoje, não existem mais práticas idolátricas no Estado, portanto, nada impede os cristãos de se relacionarem com o governo. 

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

SAUDADES DA TV MANCHETE



A melhor coisa que me aconteceu na minha infância foi ter conhecido a saudosa Rede Manchete. É tão gostoso escrever sobre a TV Manchete. Já escrevi muitos artigos contando sobre o caso de amor que eu tive na minha infância com a Rede Manchete. Eu fui uma criança feliz, porque na minha época de criança, a televisão prestava. Hoje, quando as pessoas (principalmente as crianças) assistem à televisão são contaminadas com a manipulação e a depravação da mídia. Infelizmente, a televisão de hoje não é nem a sombra do que foi um dia. Neste texto, quero contar novamente sobre os tempos bons da televisão brasileira, tempos gloriosos que não sei se algum dia irão voltar.

Hoje, eu costumo assistir desenhos na Internet, porque a mídia é insuportável de assistir. Na minha humilde opinião, eu acredito que o fim da televisão está próximo. Com o advento da Internet, a tendência é a mídia desaparecer. Eu acho isso até bom, pois a mídia não oferece quase nada que presta atualmente. A TV aberta é um lixo; e a TV a cabo é outra porcaria. A TV aberta serve para alienar as massas, ou seja, para distrair o “povão”. Já a TV a cabo tem decaído a cada dia que passa, porque a sua qualidade está ficando tão ruim quanto à qualidade da TV aberta. Lembro-me da época em que a TV aberta e a TV a cabo prestavam. Bons tempos eram aqueles! Infelizmente, as massas (povão) têm tido acesso a TV a cabo, por isso, a qualidade caiu tanto.

Como eu sinto falta da TV Manchete! A Rede Manchete foi à melhor coisa que aconteceu na minha vida. Lembro-me dos animes e séries tokusatsus que alegravam os meus dias. Heróis, como, por exemplo, o Jiraya, o Jaspion, o Kamen Rider Black RX, os protagonistas do anime “Yu Yu Hakusho”, e os Cybercops, eram os meus modelos. Os cavaleiros da esperança, Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão, Hyoga de Cisne, Shun de Andrômeda, e Ikki de Fênix, eram os meus heróis preferidos (apesar de que o Jiraya também foi um grande herói da minha infância). Eu sonhava em ser semelhante a esses heróis japoneses, porque eles eram as minhas referências paternas. A TV Manchete realmente me proporcionou muita alegria, pois eu era feliz na época em que a Rede Manchete ainda estava entre nós.

A TV Manchete foi à única paixão que eu tive na vida que não me decepcionou. As mulheres sempre me decepcionaram, mas a Rede Manchete apenas me proporcionou felicidade. Confesso que sinto muita tristeza quando me lembro da TV Manchete, porque fico triste quando vejo que a Rede Manchete não existe mais. Por que emissoras como a TV Tupi, a TV Excelsior, e a TV Manchete, não existem mais? E por que emissoras malditas e maquiavélicas como a Rede Globo e a Rede TV permanecem no ar? Essas são perguntas que me causam muita angústia. Não é justo que emissoras como a Rede Tupi, a Rede Excelsior, e a Rede Manchete, tenham falido. Essas emissoras proporcionavam cultura e entretenimento sadio para a população, ao contrário, das emissoras atuais. Atualmente, a TV Cultura, e a TV Gazeta, são as únicas emissoras que não passam baixaria. Eu não conhecia a Rede Gazeta, mas comecei a assisti-la há pouco tempo, e passei a admirá-la. Gosto muito do programa “Todo Seu”! Esse é um dos poucos programas que prestam da TV aberta.

As novelas da TV Manchete eram excelentes (apesar da imoralidade comum das novelas). Eu adorava a novela “Mandacaru” (que assisti novamente na Band); e também gostei de assistir no SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) as novelas “Xica da Silva”, “Pantanal” e “Dona Beija”. As novelas da Rede Manchete foram às melhores novelas da história da televisão brasileira. Apesar da promiscuidade dessas novelas, valeu à pena eu tê-las assistido. A TV Manchete foi um lindo sonho que alegrou as crianças da minha geração. Muito obrigado, Rede Manchete! Eu louvo a Deus por você ter existido. 

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

PÃO E CIRCO



O Império Romano costumava usar a “política do pão e circo” para controlar as massas. As lutas de gladiadores e as execuções públicas alegravam o povo. Pães eram distribuídos gratuitamente para acalmar a população. Com a política do pão e circo, Roma, conseguiu manter o controle sobre as pessoas leigas.
     
Hoje, a mídia e o futebol são a política do pão e circo usada pelo Sistema para poder alienar as pessoas. Sempre fiquei receoso em escrever sobre o futebol, porque eu sabia que seria crucificado se fizesse isso. Que ousadia minha falar mal do futebol no país do futebol, não é mesmo? Para mim, o futebol é o ópio do povo. As pessoas se alienam e se matam por causa de seus times. Conheço evangélicos que vivem em função do futebol, ou seja, eles são capazes de negarem a Jesus, mas não negariam o futebol. O futebol, junto com a mídia, são as maiores armas dos poderosos para poderem manipular as massas. Atualmente, está acontecendo um processo de idiotização das massas, pois a mídia e o futebol são armas perigosíssimas nas mãos de governantes inescrupulosos.

Eu sou cristão, e gosto muito de artes marciais. Já sofri muito preconceito no meio evangélico por causa de minha paixão pelas lutas esportivas. Conheço evangélicos que demonizam as artes marciais alegando que as lutas esportivas não prestam por causa da violência e da idolatria. Entretanto, o que vejo no futebol é somente violência, e uma idolatria insana praticada por inúmeros evangélicos. Esses mesmos cristãos que endiabram as artes marciais, cultuam o futebol, porque eles colocam o futebol no lugar de Deus em suas vidas. Eu gosto de lutas esportivas, e nunca me envolvi com a idolatria, e nem saio distribuindo porradas nos outros por aí.

A mídia, o Quarto Poder, é muito usada para alienar a sociedade. As novelas pregam somente depravação e promiscuidade. A mídia fazia manipulação psicológica para desarmar os cidadãos de bem no passado, mas não teve o êxito esperado. Hoje, a mídia quer enfiar goela abaixo o homossexualismo como sendo algo natural para a sociedade. Não tenho nada pessoal contra os gays, pelo contrário, eu acho que os homossexuais devem ser respeitados e valorizados como pessoas e cidadãos. Os gays são seres humanos também, portanto, eles também são alvos do amor de Deus. O que me incomoda, é a apologia ao homossexualismo que a mídia faz. Se uma pessoa escolhe ser homossexual, eu não tenho nada a ver com isso, e tenho que respeitá-la. O que eu acho um absurdo é a mídia e o governo quererem obrigar os religiosos a aceitarem o homossexualismo como sendo algo normal. Como já falei anteriormente, não desejo o mal dos homossexuais (eu abomino os neonazistas que perseguem os gays), mas não sou obrigado a concordar com o homossexualismo, pois esse é um direito meu. 

A fornicação, o adultério, e o homossexualismo, são os alicerces das novelas. Se uma novela não tiver essas coisas, então, ela não é uma novela de verdade. Dói no meu coração dizer isso, mas até as novelas da saudosa Rede Manchete apenas pregavam a depravação e a promiscuidade. Para mim, as novelas não prestam (exceto as novelas infantis, como a novela Carrossel). As pessoas se alienam nas novelas e no futebol para poderem fugir de seus problemas, mas isso não leva a nada. Incontáveis pessoas fumam, bebem bebidas alcoólicas, se drogam, e praticam o sexo ilícito, para poderem esquecer os seus problemas. Essas são as suas válvulas de escape (que as levam a destruição).

Na época da Ditadura Militar, a qualidade da televisão era muito melhor, mas ela também era usada para manipular as massas. A estratégia dos grandes ditadores é sempre proporcionar entretenimento para o povo, para poder distraí-lo. Não estou pregando que as pessoas não podem assistir televisão e gostar de futebol, mas apenas estou alertando as massas sobre a política do pão e circo usada pelo Sistema. 

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

A GRANDEZA DE DEUS



Deus, o Altíssimo, é muito maior e mais poderoso do que as pessoas imaginam. Deus é grande. A grandeza de Deus é muito maior do que a mente humana pode imaginar. Neste texto, quero contar sobre vários milagres que Deus realizou para mostrar o quanto Ele é grande e poderoso. O Deus judaico-cristão é magnífico.

O Todo-Poderoso criou o Universo, ou seja, Ele criou as galáxias, os planetas, os astros, e tudo o que há no Universo. Deus criou a Terra e seus habitantes, pois Ele é o autor da Criação. Adonai tem um poder gigantesco (o seu poder é infinito), porque Ele é o Soberano Senhor.

No Egito, Deus levantou José, filho de Jacó, para ser o governador-geral do Egito. José foi vítima da inveja de seus irmãos, e foi vendido como escravo. Por causa de sua fidelidade, ele foi preso. Deus deu o dom de interpretar sonhos para José, e com isso esse servo de Deus, salvou o Egito e o seu povo da fome. José perdoou os seus irmãos, porque ele sabia que tudo o que aconteceu em sua vida era plano de Deus.

Moisés foi usado grandemente por Deus para libertar os hebreus da escravidão egípcia. Deus lançou pragas contra o Egito para poder mostrar a majestade do seu poder. Yavé abriu o Mar Vermelho para fazer o seu povo passar, e depois fechou o mar, afogando o exército de faraó. Deus poderosamente libertou o seu povo do Egito.

Josué era um grande guerreiro; e foi usado por Deus para derrubar as muralhas de Jericó, e vencer os gigantes que habitavam a Terra Prometida. Esse combatente temente a Deus conquistou a Terra Prometida por Deus derrotando os gigantes que habitavam aquela região.

Gideão era um excelente estrategista; e usou a sua inteligência para derrotar os midianitas (os inimigos que oprimiam o seu povo). Gideão, com apenas trezentos combatentes, venceu milhares de midianitas. Deus estava com Gideão.

Sansão era um homem extremamente forte e corajoso. Esse grande guerreiro matou um leão com as suas próprias mãos, e sozinho venceu mil filisteus. A força de Sansão estava em seus cabelos, que foram cortados a mando de Dalila. Sansão foi capturado pelos seus inimigos, que cegaram os seus olhos. Quando os cabelos de Sansão cresceram novamente, Deus lhe devolveu a força prodigiosa, e esse poderoso guerreiro demoliu o Templo de Dagom, matando os filisteus e a si mesmo. Sansão morreu honradamente.

Davi era um homem que andava segundo o coração de Deus. Esse jovem pastor de ovelhas não tinha treinamento militar, isto é, ainda não havia empunhado uma espada, quando com a ajuda de Deus, ele matou um urso e um leão para poder proteger as suas ovelhas. Davi não tinha experiência militar, mas ele confiava no Deus Vivo. O Senhor dos Exércitos usou Davi para vencer Golias, um gigante filisteu experiente em batalhas. Davi venceu Golias sem ao menos ter uma espada na mão (somente usou a espada do próprio inimigo para lhe cortar a cabeça depois que a luta já havia terminado).

Elias era um profeta de Deus que desafiava o rei Acabe e a rainha Jezabel. Esse profeta temente a Deus desafiou os profetas de Baal. Tanto Elias quanto os profetas de Baal prepararam oferendas para os seus deuses. Os profetas de Baal se mutilavam implorando para o seu deus atendê-los, mas Baal não os atendeu. Elias zombou deles, e orou ao verdadeiro Deus lhe pedindo que lançasse fogo do céu. O holocausto de Elias foi molhado algumas vezes, e fogo do céu desceu e consumiu o holocausto. Elias provou para o seu povo que o Deus de Israel é Deus.

Hananias, Misael, e Azarias, eram políticos de Deus, que se recusaram a adorar a estátua de Nabucodonosor. O rei dos caldeus mandou os seus melhores soldados lançarem Hananias, Misael, e Azarias, na fornalha ardente, e mandou aquecê-la sete vezes mais. Deus livrou os seus servos das chamas ardentes, e Nabucodonosor reconheceu que o Deus de Hananias, Misael, e Azarias, é o verdadeiro Deus.

Daniel era também um político de Deus, que tinha o dom de interpretar sonhos. Daniel foi lançado na cova dos leões por causa de sua devoção a Deus. O Altíssimo livrou a Daniel dos leões para mostrar a sua fidelidade. Daniel era governador-geral da Babilônia; e os reis Nabucodonosor, Belsazar, Dario, e Ciro, reconheceram o seu valor.

Eu contei apenas os milagres que Deus realizou que eu mais admiro. Eu sou fã do Deus de Israel, porque Ele é o meu herói. Que Deus seja glorificado eternamente.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

A CAVERNA DA SOLIDÃO



“E Deus lhe disse: Sai para fora, e põe-te neste monte perante o Senhor. E eis que passava o Senhor, como também um grande e forte vento que fendia os montes e quebrava as penhas diante do Senhor; porém, o Senhor não estava no vento; e depois do vento um terremoto; também o Senhor não estava no terremoto; e depois do terremoto um fogo; porém, também o Senhor não estava no fogo; e depois do fogo uma voz mansa e delicada. E sucedeu que, ouvindo-a Elias, envolveu o seu rosto na sua capa, e saiu para fora, e pôs-se à entrada da caverna; e eis que veio a ele uma voz, que dizia: Que fazes aqui, Elias”? (1 Reis 19:11-13)

O profeta Elias estava muito deprimido, e se escondeu numa caverna do monte Horebe, e decidiu não sair mais de lá. Deus usou um grande e forte vento, um terremoto, e um fogo para tirar Elias de dentro da caverna, mas somente uma voz mansa e delicada tirou o profeta de lá de dentro. No meu caso, essa voz mansa e delicada seria o amor de uma mulher.

Elias estava extremamente deprimido, assim, como eu estou deprimido desde que me conheço por gente. Eu estou dentro de uma caverna, e somente a voz mansa e delicada de uma mulher me tirará daqui de dentro. A brisa suave que preciso sentir e a voz mansa e delicada que preciso ouvir é o amor de uma mulher. Durante a minha vida inteira me guardei para a mulher certa para mim, porque desejo ser um homem de uma só mulher. Mas, estou muito decepcionado com as mulheres. Eu sempre respeitei as mulheres; e nunca fui valorizado por elas por causa disso. Apaixonei-me por inúmeras mulheres durante a minha existência, e garanto que nenhuma delas valeu à pena.

A cada dia que passa, estou me tornando cada vez mais machista. Eu sou sincero quando afirmo que me dói muito dizer que as mulheres não merecem o meu respeito. Muitas mulheres gostam de serem tratadas como mercadorias, ou seja, elas gostam de serem usadas como se fossem objetos sexuais. Quase todas as mulheres que conheci durante a minha vida, são mesquinhas e fúteis, além de serem grossas e estúpidas. Muitas mulheres são masoquistas, isto é, elas gostam de apanhar, de serem xingadas, e de serem traídas. Sinto muita dor no meu coração ao dizer essas coisas, mas estou sendo extremamente sincero. Estou muito decepcionado com as mulheres.

Eu conheci inúmeras mulheres que somente se interessam pelos homens quando eles usam roupas de marca e têm carro ou moto. Geralmente, esses homens são muito feios e idiotas, mas mesmo assim, essas mulheres fúteis e interesseiras vão atrás deles. Conheci mulheres que gostam de serem maltratadas pelos seus cônjuges, ou seja, elas apanham, são xingadas, são traídas, e se regozijam com isso. Conheci mulheres que quando os homens correm atrás delas, elas os tratam como lixos, mas os homens que as maltratam ou as desprezam, elas valorizam.

Geralmente, as pessoas acham a Bíblia machista, e estou começando a ver a Palavra de Deus desse jeito também. Agora, eu entendo o porquê de Deus querer que os homens governem, e que as mulheres sejam submissas a eles. A conclusão que cheguei com a minha experiência de vida, é que a mulher foi criada para ser dominada, e não para dominar. Eu sempre defendi as mulheres, mas elas sempre me desprezaram. Os homens que as dominam e as oprimem são valorizados por elas. Homens certinhos e corretos como eu, são desprezados e humilhados pelas mulheres.

A minha intenção em escrever este texto, não é ofender o sexo feminino, mas, sim, mostrar como muitas mulheres não se dão ao respeito. Eu ainda aguardo uma mulher que me valorize. Apesar de minha decepção com o sexo oposto, eu ainda tenho esperança de que em algum lugar, exista uma mulher que vale à pena. 

sexta-feira, 20 de julho de 2012

O REVOLUCIONÁRIO



“A apatia está por toda parte, ninguém se preocupa em verificar se o que está sendo pregado é verdadeiro ou falso”. (Charles Spurgeon)

A Igreja Cristã atualmente está deixando muito a desejar, porque a maioria dos cristãos dá mau testemunho. Os religiosos hipócritas usam o santo Nome de Deus para explorar os ignorantes. A hipocrisia está por toda parte, pois os fariseus mandam e desmandam nas igrejas evangélicas. Os crentes alienados e tapados costumam ver o Diabo em todo lugar, menos onde ele realmente está. Os religiosos fanáticos pregam que tudo é pecado, menos o pecado. Muitos evangélicos se preocupam mais em obedecer a doutrinas que são preceitos dos homens do que os mandamentos do próprio Deus. A insanidade religiosa e o Terrorismo Gospel alienam através do Evangelho do Medo as pessoas leigas que não conhecem a Palavra de Deus.

Muitas mulheres crentes não se dão o respeito, ou seja, elas não são muito diferentes das mulheres do mundo que se prostituem. Eu sempre defendi as mulheres, mas a cada dia que passa sou tentado a me tornar machista. Muitas mulheres gostam de serem tratadas como mercadorias, isto é, elas gostam de serem usadas como se fossem objetos mesmo. As garotas evangélicas são as que mais me decepcionam, porque eu esperava coisa melhor delas. As garotas crentes conhecem a verdade, mas, infelizmente, muitas delas não têm nenhum respeito por Deus, e nem por elas mesmas. Agora, eu entendo o porquê de Deus querer que os homens governem, e que as mulheres sejam submissas a eles. Desculpem-me pela minha sinceridade, pois eu estou apenas desabafando. Claro, que há mulheres valorosas que são exceções, mas são poucas.

Quase todos os evangélicos são preconceituosos (eu me incluo entre eles). Eu tenho muito que aprender com Jesus Cristo, o Messias. O que eu mais admiro em Jesus Cristo, é que Ele amava as pessoas sem julgá-las (na verdade, somente os religiosos hipócritas eram julgados por Jesus). Cristo sempre andou com as pessoas pobres e simples (algo que eu preciso aprender). Jesus também andava com pessoas nobres e ricas, como o seu amigo, José de Arimatéia, que era membro do Sinédrio e um senador muito rico. Jesus Cristo era um homem que se assentava à mesa com prostitutas e ladrões, ou seja, Ele comia e bebia com os pecadores (algo que a maioria dos cristãos não gosta de divulgar).

Na época em que Tibério César era imperador de Roma, e Herodes Antipas, tetrarca da Galiléia, e Pôncio Pilatos, governador da Judéia, um homem simples que era carpinteiro revolucionaria a história da humanidade.

Jesus Cristo era um homem politicamente incorreto (acreditem, essa é a mais pura verdade). O Messias tratava ricos e pobres como se fossem iguais, porque Ele amava a todos igualmente. Jesus elogiou a fé de um centurião romano, e desprezou a religiosidade dos fariseus, que eram hipócritas. Cristo preferia andar com prostitutas e ladrões do que com os fariseus, que eram falsos. Jesus virou as mesas, chutou tudo o que via pela frente, e desceu a chicotada nos cambistas do Templo de Jerusalém (os religiosos hipócritas podem querer encobrir isso o quanto quiserem, mas isso está registrado na Bíblia). Então, será mesmo que Jesus Cristo era politicamente correto e falso moralista como a maioria dos cristãos prega?

“Porém, o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, porque o rejeitei, porque o Senhor não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém, o Senhor, o coração”. (1 Samuel 16:7)

Deus, Jesus Cristo, e o Espírito Santo, não estão preocupados com a aparência das pessoas, mas, sim, com os seus corações. Portanto, doutrinas que são preceitos dos homens não salvam ninguém. O único que pode salvar é Jesus Cristo, o Messias.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

O VERDADEIRO REI DAS NAÇÕES



“Batei palmas, todos os povos; celebrai a Deus com vozes de júbilo: Pois o Senhor Altíssimo é tremendo, é o grande rei de toda a terra. Ele nos submeteu os povos, e pôs sob os nossos pés as nações. Escolheu-nos a nossa herança, a glória de Jacó, a quem ele ama. Subiu Deus por entre aclamações, o Senhor, ao som de trombeta. Salmodiai a Deus, cantai louvores; salmodiai ao nosso Rei; cantai louvores. Deus é o rei de toda a terra, salmodiai com harmonioso cântico. Deus reina sobre as nações: Deus se assenta no seu santo trono. Os príncipes dos povos se reúnem, o povo do Deus de Abraão, porque a Deus pertencem os escudos da terra: ele se exaltou gloriosamente”. (Salmo 47:1-9)

As Testemunhas de Jeová e muitos evangélicos pregam a mentira satânica de que Satanás é o Rei das Nações. Neste texto, eu pretendo provar que o Deus de Israel é o verdadeiro Rei das Nações. O Altíssimo domina sobre todos os reinos da Terra, pois Ele é o Todo-Poderoso. Adonai criou o mundo e seus habitantes, portanto, Ele é o único Deus digno de reinar sobre as nações.

“Mas, quando o seu coração se exalçou e o seu espírito se endureceu em soberba, foi derribado do seu trono real, e passou dele a sua glória. E foi tirado dentre os filhos dos homens, e o seu coração foi feito semelhante ao dos animais, e a sua morada foi com os jumentos monteses; fizeram-no comer erva como os bois, e pelo orvalho do céu foi molhado o seu corpo, até que conheceu que Deus, o Altíssimo, tem domínio sobre os reinos dos homens e a quem quer constitui sobre eles”. (Daniel 5:20-21)

A Bíblia é bem clara quando nos ensina que Deus estabelece os reis da Terra, ou seja, o Altíssimo domina sobre os reinos dos homens e coloca no poder a quem Ele quer. Deus colocou Nabucodonosor no poder, e o tirou do seu trono real quando quis. Deus levanta uma nação para castigar outra nação, assim, como Ele levantou a Pérsia para derrotar a Babilônia. O Todo-Poderoso levantou Ciro, o Persa, e Dario, o Medo, para derrotarem Belsazar, o rei dos caldeus.

“Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas”. (Romanos 13:1)

O apóstolo Paulo afirmou com convicção que as autoridades governamentais foram estabelecidas por Deus. Portanto, não foi o Diabo quem as estabeleceu. Deus estabelece reis e depõe reis segundo a sua soberana vontade.

As Testemunhas de Jeová costumam pregar que Lúcifer tem o domínio sobre os reinos da Terra (infelizmente, têm evangélicos que pregam a mesma asneira). Mas, segunda a própria Palavra de Deus, Yavé é o verdadeiro Rei das Nações. Não somente o Salmo 47, mas outros Salmos também afirmam que o Senhor dos Exércitos reina sobre todos os povos.

Essa historinha ridícula de ficar usando versículos bíblicos fora de contexto para ficar pregando que o Diabo pode todas as coisas e que ninguém pode contra ele, é coisa de religioso tapado e desocupado. Esse papo furado de que Satanás é o Rei das Nações, isto é, o dono desse mundo, não tem embasamento bíblico. Usar trechos isolados da Bíblia para afirmar tal heresia, é coisa de fariseu. Portanto, os religiosos alienados que fazem isso, precisam se converter.

Deus, o Altíssimo, criou o Universo, os planetas, e as estrelas; portanto, Ele governa sobre todo o Universo. Deus não é somente o Rei da Terra, mas Ele também é o Rei do Universo. O Todo-Poderoso governa sobre todas as nações do mundo, portanto, Ele é o verdadeiro dono do mundo, e não o Diabo. Deus é o verdadeiro Rei das Nações.

domingo, 15 de julho de 2012

PENA CAPITAL



“Certamente requererei o vosso sangue, o sangue da vossa vida; de todo animal o requererei, como também da mão do homem, sim, da mão do próximo de cada um requererei a vida do homem. Se alguém derramar o sangue do homem, pelo homem se derramará o seu; porque Deus fez o homem segundo a sua imagem”.  (Gênesis 9:5-6)

Depois do Dilúvio, Deus instituiu a pena de morte para que os assassinos paguem com as suas próprias vidas por seus assassinatos. O Deus do Antigo Testamento é o mesmo do Novo Testamento, ou seja, Ele tem o mesmo padrão de justiça, e os mesmos princípios. O Altíssimo não mudou de personalidade, e nem mudou a sua ética no Novo Testamento. Adonai continua sendo o mesmo hoje e sempre. Yavé castiga pessoalmente os malfeitores, mas Ele também estabeleceu o Estado para punir os criminosos. Quando as autoridades governamentais não cumprem com o seu dever, Deus se encarrega de castigar os culpados.

O sexto mandamento em muitas traduções da Bíblia é traduzido na forma errada “não matarás”; mas a sua tradução correta é “não assassinarás”. Há diferença entre um homicídio lícito e um assassinato. O verbo hebraico “ratsach” usado para o sexto mandamento no Antigo Testamento, e o verbo grego “foneuo” usado para esse mesmo mandamento no Novo Testamento, são usados para se referir ao assassinato criminoso, e não a legítima defesa e a pena capital. Tanto o verbo hebraico “ratsach” quanto o verbo grego “foneuo” se referem ao homicídio ilícito. Portanto, os cristãos matarem na guerra para se defenderem ou para protegerem alguém, ou o Estado aplicar a pena de morte, não é pecado; porque Deus condena o assassinato criminoso, e não a legítima defesa e a pena capital.

“visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal”. (Romanos 13:4)

O apóstolo Paulo foi muito claro quando afirmou que o Estado é ministro de Deus para o nosso bem; e que Deus lhe autorizou a usar a espada para punir os malfeitores. A palavra grega usada para espada na Bíblia original é “machaira” que é um símbolo da pena de morte. Nos 7 primeiros versículos do capítulo 13 da Carta aos Romanos, Paulo afirma categoricamente que as autoridades governamentais são estabelecidas por Deus, e que os homens investidos de autoridade são ministros de Deus e seus vingadores para castigarem os que praticam o mal. A função do Estado é punir os malfeitores, e enaltecer os cidadãos de bem.

“Não torneis a ninguém mal por mal; esforçai-vos por fazer o bem perante todos os homens; se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens; não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence à vingança; eu retribuirei, diz o Senhor”. (Romanos 12:17-19) 

O capítulo 12 da Carta aos Romanos foi tão inspirado pelo Espírito Santo quanto o capítulo 13 dessa mesma Carta. Muitos cristãos adoram deturpar o contexto do capítulo 12 da Carta aos Romanos, e ignoram o capítulo 13 descaradamente. Há diferença entre a vingança pessoal e a justiça aplicada devidamente pelas autoridades legalmente constituídas. Desde o Antigo Testamento, Deus nos ensina que a vingança pertence a Ele. Nós devemos entregar a nossa vingança nas mãos de Deus. Muitas vezes, Deus usa o Estado para aplicar a sua justiça. Os únicos que têm o direito de fazer justiça são o próprio Deus, e as autoridades governamentais (dentro da lei).

Escrevi este texto para mostrar para os cristãos que a pena de morte tem embasamento bíblico sim. Somente não enxerga isso quem não quer.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

PRINCÍPIOS E VALORES EM SAINT SEIYA



Um desenho que gosto muito é o “Saint Seiya”, porque é um anime magnífico. Quando eu era criança, sofri muito preconceito por parte dos evangélicos por eu gostar do desenho japonês “Os Cavaleiros do Zodíaco”. Pretendo usar o meu talento de escrever mais uma vez para poder defender o anime Saint Seiya, porque já estou farto da hipocrisia e do fanatismo religioso dos fariseus. Chega de falso moralismo.

Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão, Hyoga de Cisne, Shun de Andrômeda, e Ikki de Fênix são os protagonistas desse maravilhoso desenho. Esses jovens cavaleiros de bronze são conhecidos como “Os Cavaleiros da Esperança”. Seiya e seus amigos são homens dispostos a sofrerem e morrerem pelos outros. Eles não usam os seus punhos em causa própria, mas usam os seus poderes para promover a justiça.

Seiya é determinado e perseverante, ou seja, ele não se entrega facilmente. O cavaleiro de Pégaso, mesmo sem os seus cinco sentidos, permanece lutando em prol da justiça. Seiya é um guerreiro admirável. No filme “A Lenda dos Defensores de Atena”, Seiya havia perdido a esperança e queria morrer. Saga de Gêmeos disse para Seiya que para os que perdem a esperança e desistem de lutar só resta morrer mesmo. Saga incentivou Seiya a lutar pela vida. Pégaso derrotou Gêmeos, e conseguiu vencer os demais inimigos, porque ele voltou a ter esperança, e continuou lutando.

Shiryu de Dragão é o cavaleiro que mais valoriza a amizade. Shiryu não vive para si mesmo, mas, sim, para a justiça. Ele é um homem que daria a vida pelos outros. Apesar de eu gostar mais do Ikki de Fênix, Shiryu é o cavaleiro que acho mais íntegro e honrado, isto é, ele é o mais digno do meu respeito. O cavaleiro de Dragão em várias ocasiões se sacrificou pelos seus amigos. Quando Shiryu doou grande parte de seu sangue para concertar as armaduras de Pégaso e de Dragão, ele provou que a sua amizade era verdadeira arriscando a sua própria vida. Em outra ocasião, Shiryu se cegou para poder derrotar Algol de Perseu, um cavaleiro de prata que havia transformado Seiya e Shun em estátuas de pedra. Assim, Dragão salvou Pégaso e Andrômeda. Quando Shiryu enfrentou vários esqueletos de cavaleiros, ele não podia se desviar para a direita, nem para a esquerda, e nem recuar. Assim, nós, cristãos, temos que trilhar o Caminho de Deus.

Hyoga de Cisne é um cavaleiro muito valente e honrado que tem muito carinho pela sua mãe. Hyoga tem princípios cristãos (a sua mãe era cristã), e ele é muito perseverante nas batalhas, assim, como os seus demais companheiros. Na Casa de Escorpião, quando Hyoga enfrentou Milo, o cavaleiro de Escorpião lhe disse que era um sonho os cavaleiros de bronze chegarem até a Sala do Mestre, mas Cisne lhe falou que se as pessoas se esforçarem e lutarem por seus sonhos, os seus sonhos podem ser realizados.

Shun de Andrômeda odeia a violência, ou seja, ele não gosta de lutar. Mas, luta quando é necessário. Shun é muito sensível, e não gosta de machucar as pessoas. Na Casa de Libra, o cavaleiro de Andrômeda elevou o seu cosmo ao máximo (arriscando a sua própria vida) para poder descongelar Hyoga de Cisne, que havia sido congelado por Camus de Aquário. Shun também está disposto a dar a sua própria vida pelos seus amigos.

Ikki de Fênix era maléfico no passado, mas graças à amizade de Seiya e dos outros; e do amor de seu irmão Shun, ele se converteu de seus maus caminhos. Ikki era só ódio por dentro, mas o amor o fez se arrepender de seus pecados e nascer de novo. O cavaleiro de Fênix era perverso, e liderava os terríveis cavaleiros negros, mas quando Ikki se converteu, ele passou a lutar pela justiça.

A parte que mais gosto do anime Saint Seiya, é quando o Mestre Ancião (Dohko de Libra) dá uma lição de moral em Máscara da Morte, o cavaleiro de Câncer. Aprendi com Dohko que a injustiça será para sempre injustiça; e a justiça será eternamente justiça. Não importa o quanto o mal tente mudar isso, a verdade é imutável. A injustiça nunca será justiça. Estes são os princípios e valores do anime Saint Seiya.  

Estou passando por um momento muito difícil; e o meu coração dói tanto, como se Afrodite de Peixes tivesse encravado uma rosa sangrenta no meu coração. Ainda bem que eu tenho o anime Saint Seiya para me alegrar e me ajudar a esquecer a tristeza. 

sábado, 30 de junho de 2012

DEUS DA ESPERANÇA



O meu coração ainda está dolorido, como se alguém o tivesse golpeado diversas vezes. Os meus sentimentos ainda me perturbam, mas eu confio em Deus assim mesmo. Tenho duas opções: eu espero em Deus ou me suicido. Prefiro esperar em Deus. Quero contar um pouco sobre a fidelidade de Deus na minha vida, pois o Altíssimo é muito bom e misericordioso comigo.

O Todo-Poderoso sempre se importou comigo (mesmo sem eu merecer). Adonai já realizou muitos sonhos meus. Yavé sempre se preocupou em me agradar até nas coisas simples e aparentemente bobas. Eu sou muito grato ao Deus de Israel; e quero dedicar a minha vida em penitência por eu ter sido injusto com Ele. O Deus Vivo sempre foi fiel na minha vida; e eu sempre fui murmurador e ingrato. Se arrependimento matasse, eu já estaria morto.

Serei muito sincero, eu não sei se amo a Deus acima de todas as coisas, mas posso garantir que tenho muito carinho e consideração por Ele. Realmente, eu desejo ser amigo de Deus, e fazer a sua vontade. Quero ter um encontro verdadeiro com Deus, porque desejo servi-lo e honrá-lo. 

Identifico-me muito com alguns heróis bíblicos, pois sou parecido com alguns deles. Eu sou tão melancólico e depressivo como Davi e Jeremias; e estou dentro de uma caverna como o Elias. Um grande e forte vento, o terremoto, e o fogo, tentam me tirar de dentro desta caverna. Mas, eu sei que somente uma voz mansa e delicada me tirará daqui de dentro. Eu me identifico muito com o José, filho de Jacó, também, porque José sofreu muito na vida. Tudo o que José sofreu durante a vida foi para no final a glória de Deus se manifestar através dele. Tenho desejo ardente de me tornar igual aos heróis da Bíblia, pois eu admiro demais os heróis bíblicos. Admiro muito a relação que os patriarcas, os juízes, os profetas, e os reis tementes a Deus, tinham com o Altíssimo. Eu conheço a Deus apenas de ouvir falar, mas desejo muito conhecê-lo de andar com Ele.

Todos os dias eu converso com Deus, porque quero ter um relacionamento sério com Ele. Converso diariamente com o Todo-Poderoso, porque sei que Ele pode me ouvir. Eu tenho convicção que Deus escuta as minhas orações. Eu estou começando a acreditar que Deus realmente me ama, mesmo eu não merecendo o seu amor.

Lembro-me de muitos livramentos que Deus me deu, pois o Deus Eterno sempre se importou comigo. Várias vezes, Deus me livrou da morte (mesmo eu desejando morrer), porque Ele me ama, e deseja que eu viva. Sinceramente, eu não sei o porquê de Deus insistir em me manter vivo. Já que Deus quer que eu viva, então, eu viverei. Quero dedicar a minha vida ao Evangelho, e consagrar a minha juventude para Deus. Estou começando a enxergar a beleza da vida.

Eu pisei na bola com muitas pessoas durante a minha existência aqui na Terra; e gostaria muito de ter a chance de me redimir com elas. Magoei muito a Deus também, porque fui muitas vezes ingrato com Ele. Eu tenho esperança de que Deus consegue me compreender mesmo eu falhando tantas vezes com Ele e com as pessoas. Eu quero que Deus saiba que eu desejo muito ser uma pessoa melhor.

Lembro-me das proezas e maravilhas que Deus realizou no passado, porque isso me dá esperança. Adonai é o Soberano Senhor, porque Ele é o Deus do Impossível. Yavé me ajudará a ser uma pessoa melhor, porque Ele já está me moldando. Em muitas coisas eu já melhorei; mas sei que preciso melhorar ainda muito mais.

Quero me relacionar com Deus como os profetas do Antigo Testamento se relacionavam com Ele. O meu maior sonho é ser amigo de Deus. Desejo ardentemente andar segundo o coração de Deus. Deus é a minha esperança; e Ele me ajudará.