sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

SOBERANO SENHOR


“Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração”. (Jeremias 29:13)


O Deus Altíssimo fala esse versículo para mim desde que eu era uma criança. Eu sempre quis saber o que devo fazer para buscar a Deus e encontrá-lo, e o Todo-Poderoso durante a minha vida inteira sempre me deu esse versículo como resposta. Eu sou apaixonado pelo Deus do Antigo Testamento, aquele que abriu o Mar Vermelho e o Rio Jordão. O Deus de Israel realizou inúmeras proezas no meio de seu povo e sempre me encantei por suas maravilhas. Eu admiro muito o Senhor dos Exércitos que liderava o seu povo nas guerras contra os povos pagãos que tentavam frustrar os planos do Deus Vivo. O meu maior sonho é encontrar esse Deus maravilhoso que tanto me atrai.


“Então, respondeu Jó ao Senhor: Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado. Quem é aquele, como disseste, que sem conhecimento encobre o conselho? Na verdade falei do que não entendia; cousas maravilhosas demais para mim, cousas que eu não conhecia. Escuta-me, pois, havias dito, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás. Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem”. (Jó 42:1-5)


Infelizmente, eu somente conheço a Deus de ouvir falar e nunca tive um relacionamento pessoal com Ele. O meu maior desejo é ser amigo de Deus e compartilhar as coisas que gosto com Ele. Eu quero que Deus faça parte de minha vida, ou melhor, quero que o Todo-Poderoso seja o Senhor da minha vida. Sinto falta de quando eu lia a Bíblia freqüentemente e Deus falava comigo através de sua Palavra. Infelizmente, o pecado me escravizou e acabei me afastando de Deus (apesar de conversar diariamente com o Altíssimo e interceder a favor de várias pessoas). A podridão da Igreja Cristã, isto é, o mau testemunho de inúmeros cristãos me fez ter nojo do Cristianismo, mas nunca culpei a Deus por nada disso. Desde os primórdios da Igreja Cristã, os “seguidores de Jesus” distorcem os seus ensinamentos e isso entristece muito o meu coração. Eu gosto muito de Deus e o considero tanto que ofereceria a minha vida por Ele, porque sei que o Senhor dos Exércitos representa o que é certo e correto. Todas as referências paternas que tenho me lembram o Diabo, por isso, tenho dificuldade de enxergar a Deus como meu pai (para mim, pai, é sinônimo de coisa ruim).


“Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que se acham longe de meu salvamento as palavras de meu bramido? Deus meu, clamo de dia e não me respondes, também de noite, porém, não tenho sossego. Contudo tu és santo, entronizado entre os louvores de Israel. Nossos pais confiaram em ti; confiaram e os livraste. A ti clamaram, e se livraram; confiaram em ti e não foram confundidos. Mas eu sou verme, e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo”. (Salmo 22:1-6)


Em muitos momentos de minha vida, fiquei desesperado e agonizante, e clamei por socorro a Deus. Lembrei-me das proezas e maravilhas que Deus havia realizado e Ele sempre me socorreu. Apesar de muitas vezes eu ter pensado que Deus havia me desamparado, Ele sempre foi fiel mesmo quando eu fui infiel. Deus é um ser maravilhoso e gostaria muito de conhecê-lo pessoalmente, ou seja, quero ter comunhão com Ele.


Deus estabelece reis e depõe reis; o Altíssimo domina sobre os reinos dos homens e coloca no poder a quem Ele quer. Deus está em todo lugar e ninguém pode fugir de sua presença. O Altíssimo é o Deus do Impossível e nada foge do controle de suas mãos. Deus é infinitamente mais poderoso do que Satanás e o Inferno treme diante de seu poder. Que o Deus Todo-Poderoso seja glorificado hoje e sempre.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

GAME NOSTALGIA


Realmente, o videogame foi uma das maiores criações da humanidade, pois muitos jogos tornam uma vida amarga numa vida doce e aperfeiçoam o intelecto humano. Eu já passei horas por dia jogando videogame e fui muito feliz nesses preciosos momentos. Eu desenvolvi o meu raciocínio jogando jogos de RPG em que eu tinha que desvendar inúmeros segredos. Durante a minha infância, eu tive momentos muito tristes, mas os videogames que eu jogava alegravam o meu coração me tornando numa criança feliz. Agora, contarei sobre alguns jogos clássicos que me deram momentos maravilhosos que jamais irei esquecer.


Sinto falta da época em que eu jogava videogame, porque nessa época, eu era verdadeiramente feliz. Eu jogava muito os jogos do “Super Mario Bros” e delirava a cada fase que passava até chegar às últimas fases e acabar com esses jogos. No Super Mario Bros eu cheguei à última fase, entretanto, nunca consegui acabar com o jogo. No Super Mario Bros 2 eu consegui encerrar o jogo e gostava muito de jogar com a princesa Peach. O Super Mario Bros 3 era o jogo que eu mais gostava de jogar. Eu enfrentei todos os filhos de Bowser (Rei Koopa), mas gostava de usar a flauta para poder conhecer todas as fases. Eu já acabei com esse jogo jogando fase por fase também. O “Super Mario World" também me distraía nos dias que eu não tinha nada para fazer. Eu cheguei a abrir 93 fases desse jogo e passei por todos os castelos até chegar ao palácio de Bowser, no entanto, nunca cheguei a conhecer todas as fases.


O jogo “Super Metroid” da saga “Metroid” também marcou profundamente a minha infância, pois eu já passei madrugadas jogando esse maravilhoso jogo. O primeiro jogo dessa excelente saga tem uma história emocionante. A lendária "caçadora de recompensas" da Nintendo, Samus, tem uma triste história. Ela morava em uma colônia de terráqueos que foi praticamente destruída num ataque dos Piratas Espaciais, e a pequena órfã e única sobrevivente foi acolhida pelos Chozo, evoluída raça de alienígenas que a treinaram na arte da guerra, deram a ela o seu sangue e a sua conhecida armadura. O seu primeiro jogo leva o nome que até hoje é usado, Metroid, do NES. Hoje em dia, Samus, é conhecida por ser uma das poucas mulheres a estrelarem jogos. Metroid é até hoje um dos jogos que reúne fãs em todo mundo.


Já passei madrugadas jogando o magnífico jogo “The Legend of Zelda a Link To The Past”. Esse jogo foi um dos jogos mais emocionantes que já joguei em toda a minha vida. Eu me divertia combatendo os capangas de Ganondorf, o Rei do Mal, e a cada segredo que descobria ficava feliz da vida. Esse jogo me ajudou a ficar mais inteligente, porque eu quebrava a minha cabeça para desvendar os segredos desse excelente jogo.


“Street Fighter” foi um jogo que me marcou muito também. Eu adorava jogar com os lutadores Ryu, Ken, Dhalsim e Guile, para combater os chefões, Balrog, Vega, Sagat e Mister Bison. Street Fighter é um jogo realmente incrível.


Os jogos “Mega Man 7” e “Mega Man X” também alegraram as minhas tardes e noites. Eu até cheguei a criar histórias em quadrinhos do Mega Man de tanto que eu gostava desses jogos. Eu adorava combater os robôs do Doutor Willy e os Mavericks de Sigma. Os jogos do Mega Man marcaram profundamente a minha infância, portanto, nunca me esquecerei desses esplêndidos jogos.


Os jogos do computador MSX também alegravam os meus dias, pois eu me divertia jogando “The Goonies” e outros jogos magníficos (que, infelizmente, não me lembro de todos os nomes, porque eu era muito pequeno quando os joguei).


Apesar de todas as dificuldades que passei, eu tive uma infância feliz. Sinto falta de quando eu jogava videogame, porque essa foi à época mais feliz de minha vida.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

HÁ ESPERANÇA PARA A TV ABERTA?


Fico muito triste quando ligo a minha televisão e não vejo muitas coisas interessantes para assistir. Há alguns programas que se salvam, mas a maioria das programações da TV aberta está em decadência. A baixaria e a imoralidade são os alicerces da televisão brasileira e o “povão” se diverte com as porcarias que a mídia nos oferece todos os dias. Realmente, é lamentável a situação atual da TV aberta, pois a geração de hoje não tem quase nada de útil para assistir. Lembro-me que na minha época a qualidade da TV aberta era muito melhor. Emissoras de televisão como a TV Tupi, TV Excelsior e Rede Manchete se perderam na História e o que nos resta são emissoras decadentes que não têm quase nada de útil para nos oferecer. Contarei a minha opinião sobre as emissoras da TV aberta que têm sido usadas muitas vezes para a manipulação e alienação do povo brasileiro.


A TV Cultura é a única emissora de televisão que presta da TV aberta, pois a sua programação é excelente, ou seja, é de ótima qualidade. A TV Cultura marcou profundamente a minha infância com os desenhos “Doug” e “A Pedra dos Sonhos” e com os programas educativos que esse canal passava e que para a minha alegria ainda passa até hoje. A TV Cultura é a emissora de televisão que me dá esperança de assistir a TV aberta. Graças a Deus que existe a TV Cultura!


O SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) também alegrou a minha infância com programas de ótima qualidade, como, por exemplo, Chaves e Chapolin. Passavam desenhos muito legais no “Bom Dia e Cia”, mas, infelizmente, o SBT se tornou repetitivo e sem criatividade. Hoje, passam programas de auditório sem graça nenhuma somente para tapar buraco mesmo. Sinto falta do SBT de minha época.


A Rede Globo foi à emissora de televisão que apoiou a Ditadura Militar e colocou Fernando Collor no poder. A Rede Globo sempre foi maquiavélica e manipuladora, pois essa emissora sempre distorceu a verdade e tratou os cidadãos brasileiros como um bando de idiotas. As histórias de suas novelas são sempre as mesmas (apenas mudam os personagens) e o seu jornalismo é extremamente tendencioso.


A Rede Record melhorou bastante nos últimos anos, mas, infelizmente, essa emissora costuma copiar a Rede Globo. As novelas “Caminhos do Coração”, “Os Mutantes” e “Promessas de Amor” foram às piores novelas que assisti em toda a minha vida. A Rede Record tem um excelente jornalismo e as mini-séries “A História de Ester” e “Sansão e Dalila” foram ótimas e bem produzidas. A Rede Record tem muito que melhorar, pois ela muda os horários de sua programação sem avisar ninguém, mas ainda é melhor que outras emissoras.


A Rede TV (Errei de TV) é a mais imoral e decadente emissora da televisão brasileira, porque a sua programação é baseada na baixaria e na imoralidade. Os seus programas são de péssima qualidade, mas o seu jornalismo até que não é tão ruim. Nem dá para acreditar que a Rede TV é a sucessora da Rede Manchete.


A TV Gazeta é uma emissora tão insignificante que eu nem assisto, mas pelo que fiquei sabendo a sua programação também é péssima.


A Rede Bandeirantes é uma emissora que não respeita o telespectador, pois ela também constantemente muda os horários de sua programação sem avisar ninguém. O CQC (Custe o Que Custar) é um dos poucos programas decentes dessa emissora decadente. Os animes que passam na Band são mais retalhados que as vítimas de Battousai, o Retalhador, (Battousai é o personagem principal do desenho Samurai X). O anime “Os Cavaleiros do Zodíaco” mudava de horário toda semana até que ficou passando somente de manhã (eu me recuso a acordar cedo para assistir desenho). O jornalismo da Band é excelente, mas essa emissora precisa aprender a respeitar mais os seus telespectadores.


O Canal 21 (que já foi Play TV e hoje é Rede 21) foi dominado pelo herege Waldemiro Santiago (o fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus). Esse cara não se contentou em ocupar horários em outras emissoras e se apoderou do Canal 21 também. Antes, o Canal 21 passava desenhos muito legais, mas, hoje, somente passa os cultos dessa igreja herética.


Será que existe esperança para a TV aberta? Ou será que todos nós teremos apenas que assistir a TV a Cabo? A minha esperança é que um dia a TV aberta melhore.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

APOLOGIA CONTRA OS PAIS DA IGREJA


(Em meu artigo "Os Heróis da Fé" eu contei o testemunho de Justino Mártir como se ele fosse um exemplo de cristão, mas na época eu não sabia que Justino também era anti-semita como outros Pais da Igreja. Então, eu não podia deixar de expor os podres dele nesse meu novo artigo).


A Igreja Primitiva não era perfeita como a maioria dos cristãos da atualidade pensa, pois os cristãos primitivos cometeram erros também. Alguns Pais da Igreja pregavam a anarquia e o anti-semitismo e inúmeros cristãos os seguiam cegamente. Na verdade, os primeiros cristãos e os judeus se odiavam e pregavam um contra o outro. Apesar de terem existido militares cristãos na Igreja Primitiva, o anti-militarismo era pregado pela maioria dos cristãos. Os apóstolos, Pedro e Paulo, disseram que os cristãos devem se sujeitar as autoridades constituídas e que a função das autoridades é castigar os malfeitores e enaltecer os que praticam o bem. Tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento a Palavra de Deus fala que as autoridades governamentais foram estabelecidas por Deus, ou seja, o Todo-Poderoso domina sobre os reinos dos homens e coloca no poder a quem Ele quer. Jesus Cristo em nenhum momento condenou o serviço militar e nem a raça judaica (até porque Ele também era judeu). A Bíblia é a Palavra de Deus, mas por incrível que pareça, existem “cristãos” que chegam ao ponto de demonizar a Bíblia. Eu nem perco mais o meu tempo discutindo com religiosos alienados que somente enxergam na Palavra de Deus o que lhes convêm e apenas acreditam no que lhes interessa.


Os Pais da Igreja tinham a mania de escrever apologias contra os seus desafetos, então, eu decidi escrever uma apologia contra alguns deles também. Quero deixar bem claro que nem todos os Pais da Igreja pregavam heresias e falavam besteiras, porque tiveram entre eles cristãos sérios compromissados com Deus. Agora, eu contarei os podres de alguns “santos” Pais da Igreja que eram “cheios da unção” e que viviam a plenitude de falar mal dos outros.


Justino Mártir era anti-semita, pois ele disse que os judeus são filhos de meretrizes. Justino também criticou o militarismo, apesar de ter ensinado que os cristãos devem pagar os seus impostos e orar em favor das autoridades instituídas pelo próprio Deus.


Tertuliano de Cartago era um advogado que no começo de sua caminhada cristã defendia os cristãos com unhas e dentes. Tertuliano até escreveu um excelente livro chamado “APOLOGETICUM” em que ele defende os cristãos alegando que os seguidores de Jesus eram bons cidadãos que pagavam os seus impostos e que até combatiam no Exército. Infelizmente, Tertuliano aderiu uma seita chamada “Montanismo” e passou a pregar heresias e a endiabrar o serviço militar compulsivamente. Tertuliano até escreveu um livro chamado “A COROA DOS MILITARES” em que o Exército é demonizado. O Tertuliano era tão bom, mas tão bom, que rompeu com o Montanismo e fundou a sua própria seita, o “Tertulianismo”. Tertuliano era também anti-semita, pois ele escreveu uma apologia contra os judeus.


Hipólito de Roma falava mal de todo mundo e até criou uma lista de profissões proibidas em que ele demoniza os magistrados e soldados (o interessante é que na Bíblia está escrito que os magistrados e soldados são ministros de Deus para o nosso bem). Realmente, essa lista de profissões proibidas é herética.


Orígenes de Alexandria acreditava na reencarnação e no universalismo e também foi outro que criticou o militarismo. Orígenes também acreditava que as estrelas têm almas e cria em muitos outros absurdos. Entre os Pais da Igreja, Orígenes foi o que mais pregou heresias e falou besteiras.


Cipriano de Cartago era extremamente racista, pois ele pregava contra a raça judaica e até afirmou que o Diabo é o pai dos judeus. Cipriano também demonizou o serviço militar e era outro que adorava caluniar os outros.


Lactâncio era apologista do imperador Constantino, mas apesar disso, ele foi outro que endiabrou o serviço militar, mesmo com o culto imperial e os sacrifícios aos deuses terem sido abolidos pelo imperador que supostamente havia se convertido. Muitos cristãos primitivos não se alistavam no Exército por causa dos rituais idolátricos e não porque tinham algo contra o militarismo. Realmente, Lactâncio não tinha o que fazer da vida e resolveu pregar besteiras.


Não é novidade para ninguém que eu admiro os militares e os judeus, portanto, usarei sempre o meu talento de escrever para defender as coisas e pessoas que gosto. A mesma liberdade de expressão que os religiosos alienados têm de expressar as suas heresias, eu também tenho para poder escrever algo útil. Já estou farto de ver a Internet sendo usada para propagar o fanatismo religioso, então, decidi fazer algo a respeito.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

A SAUDOSA REDE MANCHETE


Com o fim da TV Tupi, em 1980, surgiriam duas emissoras que marcariam profundamente a minha infância, o SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) e a Rede Manchete. Tanto o SBT quanto a Rede Manchete me fizeram feliz.

Em 5 de junho de 1983 surgiu a melhor emissora de televisão que já existiu no Brasil, a saudosa Rede Manchete. Essa emissora revolucionou a televisão brasileira de sua época, mas, infelizmente, com a morte de seu fundador, Adolpho Bloch, o espírito da emissora se foi com ele, e a Rede Manchete teve uma grande crise e acabou sendo extinta em 10 de maio de 1999. Hoje, a sua sucessora é a maldita Rede TV, a pior e mais imoral emissora de televisão que já existiu no Brasil. A sua programação é baseada na baixaria e na imoralidade, e quem ficou com a concessão da Rede Manchete não pagou as dívidas trabalhistas dos ex-funcionários da saudosa emissora de televisão que alegrou a minha infância.

Eu sofri muito quando era criança, pois eu era constantemente espancado e não cheguei a ter os brinquedos que desejava ter. Apesar do carinho de alguns familiares que realmente me amavam, eu fiquei com sérios traumas em minha alma. A minha família era muito pobre, por isso, eu não pude ter os brinquedos caros que sonhava ter. Pelo menos, eu consegui ter um Super Nintendo, que era um dos videogames mais caros da época. Eu tive uma infância muito atribulada, por isso, sou problemático; mas tenho me tratado psicologicamente para me tornar numa pessoa melhor. Apesar de todas as dificuldades que enfrentei, a televisão foi a minha maior diversão e me fez feliz. A Rede Manchete me fazia feliz com as suas séries tokusatsus, como, por exemplo, Kamen Rider Black RX, Winspector, Jaspion, Cybercops e Jiraya. Os heróis que eu mais gostava e admirava quando era criança eram o Jiraya e o Rambo. Na verdade, eu ainda sou fã desses heróis, mas, hoje, tenho admirado mais o Roberto Nascimento, o capitão do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais) do filme “Tropa de Elite”. Os animes, “Os Cavaleiros do Zodíaco” e “Yu Yu Hakusho”, também me fizeram feliz.

As novelas da Rede Manchete foram às melhores que já assisti em toda a minha vida. Dona Beija, Pantanal e Mandacaru foram novelas maravilhosas (muito melhores que aquelas porcarias que a maldita Rede Globo passava, e, que, infelizmente, ainda passa até hoje). Eu vi a reprise de Mandacaru na Band, e Pantanal voltei a assistir no SBT. Quando passou a novela Dona Beija na Rede Manchete, eu era muito criança na época, então, eu somente a conheci quando foi reprisada no SBT.

O SBT e a TV Cultura também alegraram o meu coração, pois eu adorava assistir Chaves e Chapolin no SBT, e também amava os programas educativos da TV Cultura. O Chaves e o Chapolin ainda passam no SBT e no Cartoon Network (para a minha alegria), e alguns programas educativos que eu assistia quando era criança ainda passam na TV Cultura.

Desde 2007 havia boatos na Internet de que a Rede Manchete voltaria, em 2009, mas, infelizmente, ela não voltou. Nas comunidades da Rede Manchete do Orkut, um bando de imbecis fica perseguindo as pessoas, que como eu, sonham com o retorno da Rede Manchete, e até parece que esses caras não querem que essa saudosa emissora de televisão retorne. Realmente, eu não sei se há a possibilidade da Rede Manchete retornar (acho isso pouco provável), mas ainda tenho esperança de que algum dia surja uma emissora de televisão de qualidade semelhante à da Rede Manchete. Infelizmente, o público de hoje é medíocre e tolo, ou seja, apenas gosta de assistir baixaria e imoralidade. Mas, ainda existem os fãs da Rede Manchete, que dariam ibope a um canal que fosse igual a essa inesquecível emissora de televisão.