terça-feira, 14 de dezembro de 2010

O SEXTO MANDAMENTO


A falta de conhecimento bíblico da maioria dos cristãos chega a me enojar, pois inúmeros religiosos alienados somente sabem demonizar tudo o que encontram pela frente e pregam heresias usando versículos bíblicos fora de contexto. Quase todos os cristãos não entendem o sexto mandamento “não matarás” e usam e abusam da tradução errada desse mandamento para poderem atacar pedras na polícia e nas Forças Armadas alegando que todos os policiais e militares são assassinos impiedosos excluídos da Graça de Deus.

No Antigo Testamento, Deus, mandou os seus servos matarem outras pessoas e até ordenava a pena de morte. Então, será que Deus estava se contradizendo quando disse “não matarás” e depois ordenou que os seus guerreiros matassem? Claro que não. O verbo hebraico usado no sexto mandamento é “ratsach” e o verbo grego usado para o mesmo mandamento no Novo Testamento é “foneuo” e ambos os verbos são usados para se referir ao assassinato criminoso e nunca para a legítima defesa ou para a pena capital. A tradução mais correta do sexto mandamento para o português é “não assassinarás”, ou seja, não assassine ninguém. Há diferença entre matar para se defender e assassinar alguém apenas por maldade. A Palavra de Deus nunca condenou a legítima defesa e a pena de morte, isto é, os soldados matarem na guerra e o Estado executar criminosos perigosos autores de crimes hediondos e bárbaros têm a aprovação divina. O sexto mandamento proíbe o homicídio deliberado, intencional e ilícito. Deus ordena a pena capital para a violação desse mandamento. O Novo Testamento não condena somente o assassinato criminoso, mas também o ódio. Portanto, odiar outras pessoas também é assassinar, ou seja, os pacifistas que odeiam são tão homicidas quanto os supostos “assassinos” que eles tanto adoram acusar e condenar.

O pacifismo é a maior hipocrisia que existe sobre a face da Terra. Os pacifistas não matam com as mãos, mas matam com a língua. Os pacifistas não matam com armas, mas matam com palavras. A língua pode ser mais afiada e mortífera do que uma espada, isto é, ela é capaz de destruir vidas.

“visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal”. (Romanos 13:4)

O apóstolo Paulo foi claro quando disse que o Estado é ministro de Deus para o nosso bem e que Deus lhe autorizou a usar a espada para castigar os malfeitores. A palavra grega usada para espada é “machaira” que é um símbolo da pena de morte.

Antigamente, eu defendia a pena capital com unhas e dentes, mas, hoje, eu não sou tão favorável a ela (apesar da pena de morte ter embasamento bíblico). Durante a minha vida, eu conheci alguns ex-bandidos, que depois que se converteram a Cristo se tornaram novas criaturas. Reconheço que Jesus pode mudar as vidas dos criminosos. A minha intenção, através desse texto, é mostrar que a Palavra de Deus apóia as autoridades constituídas no combate ao crime. Quem não é a favor da pena capital, eu respeito a sua opinião. Mas, o que me dá muita raiva é ver um bando de religiosos idiotas que não sabem nada da Bíblia ficar amaldiçoando a polícia e as Forças Armadas alegando que elas são instituições do Diabo, mesmo com a Palavra de Deus falando que as autoridades foram estabelecidas por Deus.

Eu conheço pessoalmente alguns militares e policiais cristãos que amam a Deus acima de todas as coisas e que se esforçam para viver o Evangelho. A Bíblia conta sobre guerreiros que pelejavam e não se envolviam com a corrupção. Existem autoridades cristãs que são honestas e que fazem a diferença nesse mundo.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

ERAS SOMBRIAS


“Se você crê somente no que gosta do Evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê, mas, sim, em si mesmo”. (Agostinho de Hipona).

Desde os primórdios da Igreja Cristã, muitos cristãos somente enxergam na Bíblia o que lhes convêm e apenas acreditam no que lhes interessa. Os cristãos durante a História sempre inventaram pecados e proibiram coisas que Deus nunca proibiu. Jesus Cristo disse que o seu jugo é suave e o seu fardo é leve, mas muitos cristãos dão mais valor às doutrinas de preceitos de homens do que aos mandamentos de Deus. O Evangelho é liberdade e não prisão, ou seja, seguir a Jesus é algo prazeroso, mas muitos cristãos tornam a vida cristã num verdadeiro Inferno. Hoje, inúmeros cristãos pensam que o Evangelho é somente prosperidade e bênçãos, mas não levam as coisas de Deus a sério. A hipocrisia e o fanatismo religioso sempre foram os alicerces da Igreja Cristã, pois a obsessão de ver o Diabo em todo lugar sempre fez parte da história do Cristianismo. O Evangelho é amar a Deus acima de todas as coisas e amar o próximo com sinceridade, mas, infelizmente, os cristãos sempre entenderam o amor como sendo sinônimo de omissão diante do mal. O Evangelho também é submissão as autoridades constituídas, mas os cristãos não costumam se submeter a elas e sempre foram negligentes no seu dever de interceder a favor das autoridades instituídas pelo próprio Deus.

Com o passar dos séculos, desde que Jesus Cristo e os apóstolos fundaram a Igreja Cristã, os cristãos passaram por várias eras sombrias. Épocas turbulentas assolaram a Igreja de Cristo, mas, infelizmente, a Igreja Cristã sempre foi movida a tribulação, porque quando não há perseguição, os cristãos se acomodam e começam a levar as coisas de Deus na brincadeira.

Durante a Idade Antiga, o Império Romano perseguiu implacavelmente os seguidores de Jesus e inúmeros deles foram degolados, crucificados, e lançados as feras. Apesar da determinação admirável dos cristãos primitivos em persistir com a sua fé, eles cometeram muitos erros, pois os primeiros cristãos demonizavam o Estado (mesmo com a Palavra de Deus falando que o Estado é ministro de Deus para o nosso bem) e odiavam os judeus, que também fazem parte do povo de Deus, porque Deus nunca abandonou Israel; isto é, tanto os cristãos quanto os judeus são o povo de Deus.

Na Idade Média, a Igreja Católica oprimia o povo e mandava para a fogueira todos os que questionavam os seus ensinamentos heréticos. Inúmeras pessoas inocentes foram queimadas vivas acusadas de serem bruxas ou hereges, apenas, porque ousaram questionar as coisas erradas que a Igreja Cristã da época praticava.

Durante a Idade Moderna, o monge agostiniano Martinho Lutero reformou a Igreja Cristã restituindo a identidade da Igreja de Cristo. Os luteranos e calvinistas empunharam armas para combater a Igreja Católica e fazer o Cristianismo voltar as suas raízes (retornar aos ensinamentos bíblicos ensinados por Jesus e pelos apóstolos). Na minha opinião, a melhor época da Igreja de Cristo foi a da Reforma Protestante, pois nessa época, os cristãos realmente viviam o Evangelho puro e simples ensinado por Jesus.

Na Idade Contemporânea, com a ascensão do Comunismo na União Soviética, na China, na Coréia do Norte e em outros países asiáticos, inúmeros seguidores de Jesus foram perseguidos, torturados e exterminados, somente, porque cometeram o “crime” de se converterem a Cristo. Em muitos países islâmicos, os cristãos são perseguidos e mortos impiedosamente por causa do Evangelho também.

Infelizmente, os cristãos geralmente levam Deus a sério somente debaixo de perseguição e isso entristece muito o meu coração. O Evangelho é maravilhoso e ser amigo de Deus é a melhor coisa que existe. Nós, cristãos, devemos reter as coisas boas que os nossos antepassados fizeram, mas não podemos cometer os mesmos erros. Nós temos que aprender com os erros do passado para podermos acertar no futuro.

Em todas as épocas em que a Igreja de Cristo foi perseguida, o Cristianismo se proliferou e o Evangelho alcançou lugares inimagináveis. Eu realmente gostaria que a Igreja Cristã aprendesse a levar as coisas de Deus a sério sem ter que ser perseguida, mas, infelizmente, o Cristianismo sempre foi sustentado pelo sangue dos mártires.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

O CORAÇÃO DO HOMEM


“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto, quem o conhecerá”? (Jeremias 17:9)

Ultimamente tenho estado muito confuso, pois estou sendo tentado a acreditar que o certo é o errado e que o errado é o certo. Será que a verdade é mentira? Ou será que a mentira é verdade?

A hipocrisia se alastra sobre a Igreja Cristã desde a sua origem, porque os cristãos sempre pregaram ensinamentos que Jesus Cristo nunca ensinou. A maioria dos cristãos primitivos pregava a demonização das autoridades constituídas e o anti-semitismo sem nenhum embasamento bíblico. Existiram cristãos que eram exceções, ou seja, que oravam a favor das autoridades e não tinham nada contra os judeus. Mas, infelizmente, quase todos os primeiros cristãos eram anti-militaristas e anti-semitas. Já estou cansado de escrever em meus artigos sempre as mesmas coisas. Para quem já leu as minhas obras, já sabe que eu sou defensor da lei e da ordem e que admiro muito a raça judaica. Na Carta aos Romanos é relatado que as autoridades foram instituídas por Deus, isto é, os militares, policiais, magistrados e políticos são ministros de Deus e vingadores para castigar os malfeitores. Infelizmente, eu já cansei de provar na Bíblia que a obrigação dos cristãos é interceder a favor das autoridades e não ficar praguejando contra elas; mas, os “seguidores de Jesus” não querem me ouvir. Então, resolvi não dar mais as coisas santas aos cães e nem jogar pérolas aos porcos.

“... o Deus Altíssimo domina sobre os reinos dos homens e coloca no poder a quem Ele quer”. (Daniel 5:21)

A Palavra de Deus é clara quando diz que Deus tem domínio sobre os reinos dos homens, ou seja, Ele estabelece os reis da Terra. Os cristãos que não querem acreditar nisso, não acreditam na Bíblia. O interessante é que quando a Dilma Rousseff ganhou a eleição, muitos crentes falaram que foi o Diabo que colocou ela no poder, mas se o José Serra tivesse ganhando aí teria sido Deus que colocou. Apesar de eu ser esquerdista, não tenho nada pessoal contra os políticos de direita (reconheço que existem bons políticos nesse meio) e tenho orado pelo governador Geraldo Alckmin para que ele faça um bom governo, e faria o mesmo pelo José Serra se ele tivesse ganhado a eleição, porque Deus ordena que eu ore a favor das autoridades constituídas, eu gostando delas ou não. Infelizmente, é mais fácil convencer uma mula disso do que certos cristãos.

Durante a minha vida inteira sempre presenciei o mau testemunho de crentes hipócritas que não praticam o que pregam. Os crentes falsos moralistas sempre me atacaram pedras, dizendo que irei para o Inferno quando morrer, apenas, porque ouso questionar as coisas erradas e lutar pelo que é certo. Já estou farto de tanta hipocrisia, pois os religiosos alienados dominam as igrejas evangélicas e os cristãos verdadeiros se omitem diante dessa orgia. Os “ungidos de Deus” (que de ungidos não têm nada) pregam heresias e exploram os ignorantes acreditando que ficarão impunes de seus crimes. A cada dia que passa, tenho sido tentado a acreditar que o pecado compensa, porque é tanta injustiça e impunidade que vejo que não sei mais o que fazer. Na Palavra de Deus está escrito que o que o homem semear, ele também ceifará. Mas vejo as pessoas que conhecem a verdade praticando a maldade contra os seus semelhantes. Muitos desses evangélicos descem a porrada em crianças indefesas alegando que estão “educando”, e outros se dizem pacifistas, mas têm a língua mais afiada e mortífera do que uma espada; e esses religiosos hipócritas fazem tudo isso, porque eles têm a certeza da impunidade. A Bíblia nos ensina que o amor não folga com a injustiça, mas para quase todos os cristãos, amor é sinônimo de omissão.

Durante o tempo que vivi, conheci pessoas ruins de todas as raças e classes sociais, mas também conheci pessoas maravilhosas. Em todas as raças e classes sociais existem pessoas realmente boas. Não é certo generalizar, por isso, não devemos ser preconceituosos. Eu reconheço que existem cristãos sinceros que são verdadeiros seguidores de Jesus, mas, infelizmente, eles são a minoria.

“Mas o que sai da boca, vem do coração, e é isso que contamina o homem. Porque do coração procedem maus desígnios, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias”. (Mateus 15:18-19)

O coração do homem natural é cheio de crueldade e vilania, mas o homem espiritual luta contra a sua natureza maldita para poder praticar o bem, isto é, para fazer o que é certo. Existem muitos “santinhos” por aí que usam máscaras de santos, mas por dentro são podres. A Igreja de Cristo tem apresentado um teatro macabro e eu já cansei de ser a platéia, ou seja, quero fazer a diferença.

Muitas pessoas adoram falar mal da polícia e dos políticos, mas até entre essas autoridades existem pessoas honestas que têm corações bons.

Conheço pessoalmente policiais honestos que fazem a diferença. Um deles é tenente da Corregedoria da Polícia Militar (não citarei o nome dele por medida de segurança). Outro é meu primo, Valdinei, que é soldado da Força Tática. Há alguns anos, conheci um policial militar chamado Rogério, e ele era um soldado que sonhava em entrar na Academia do Barro Branco para poder se tornar tenente. Rogério fazia um cursinho pré-vestibular junto comigo e conversávamos sobre muitas coisas. Infelizmente, esse meu amigo acabou morrendo em um acidente de moto. O meu primeiro amigo no Orkut foi um investigador da Polícia Civil chamado Rodrigo, que hoje é perito criminal. Eu citei alguns policiais honestos, mas com certeza existem outros.

Marina Silva e Magno Malta são políticos honestos, pois nunca se soube que eles se envolveram com a corrupção. Esses políticos são servos de Deus que fazem a sua parte para melhorar o país. No filme “Tropa de Elite 2”, é mostrada toda a corrupção que assola o Brasil, principalmente no Rio de Janeiro. Apesar de toda a corrupção, é revelado também que existem policiais como o Roberto Nascimento, e políticos como o Diogo Fraga, que são honestos e fazem a diferença no país. Esse filme mostra a realidade do Brasil, isto é, que há autoridades corruptas, mas que também existem autoridades honestas.

“Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade”. (Mateus 7:22-23)

Os cristãos têm que tomarem muito cuidado com o que fazem e deixam de fazer, porque um dia eles terão que prestar contas a Deus. As pessoas que conhecem a verdade serão muito mais cobradas do que os incrédulos. Então, é melhor os “seguidores de Jesus” prestarem muita atenção no que fazem, pois mau testemunho também é pecado. Deus não é cego, surdo e nem burro. Portanto, os crentes hipócritas têm ficar espertos se não quiserem sofrer no Inferno.

A conclusão que cheguei é que realmente existem pessoas sádicas e perversas (principalmente dentro da Igreja Cristã), mas também descobri que há pessoas extremamente boas que sabem o que é amar o semelhante. Conheço incrédulos que dão mais testemunho do que certos crentes que conheço. Tenho um amigo que é adepto de uma religião japonesa, mas ele tem atitudes de um verdadeiro servo de Deus; porque esse meu amigo é bom, honesto, e têm princípios (algo raro entre os cristãos da atualidade). Conversei com Deus diversas vezes sobre esses assuntos e decidi fazer a minha parte, ou seja, eu tentarei ser o sal da Terra e a luz do mundo.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

SUJEIÇÃO ÀS AUTORIDADES


I. INTRODUÇÃO.


Abordaremos, neste estudo, um assunto no qual a grande maioria de nós, de uma ou outra forma, não anda em conformidade com a Palavra de Deus: AUTORIDADE. É lógico que para que haja ordem e segurança em um país, um lar, uma escola, uma igreja, uma empresa e, até mesmo, numa disputa esportiva, tem que haver uma autoridade. Sem autoridade o que resta é a anarquia geral.

Numa das fases mais negras da história de Israel, duas vezes a Bíblia registra: "Naqueles dias não havia rei em Israel: cada qual fazia o que achava mais reto" (Jz 17:6; 21:25). Na ausência de autoridade o resultado é a falência da estrutura social. O lema da nossa bandeira é: "Ordem e Progresso". Pois bem, sem autoridade não é possível nenhuma das duas. É preciso autoridade para manter a ordem que é essencial ao progresso.

"Mas nós não somos deste mundo, somos cidadãos do céu", diriam alguns. "Este governo é corrupto e está entregue ao príncipe deste mundo", diriam outros. E se fôssemos desfiar o rosário de "justificações" para não obedecermos às leis do nosso governo gastaríamos boa parte do nosso tempo nisso. Contudo, o que a Bíblia realmente diz a respeito da obediência a autoridade? Como Jesus e os apóstolos se comportaram nesta área? Quais as orientações que eles nos deixaram neste sentido? É isso que passaremos a ver daqui por diante.

________________________________________

II. JESUS E AS AUTORIDADES DO SEU TEMPO.


Jesus, aquele a quem em tudo devemos imitar, veio ao mundo em uma época difícil. O seu país estava sob o domínio do poderoso Império Romano e muitos dos direitos dos cidadãos do seu povo não eram respeitados. César era o soberano senhor de um vasto império e mantinha o poder com mão de ferro. Além disso, as autoridades religiosas do seu país haviam se corrompido a tal ponto que foi preciso Ele fazer uma "limpeza" no Templo expulsando os camelôs e os cambistas de lá.

Contudo, por pelo menos duas vezes, Jesus defrontou-se com momentos decisivos na área de submissão a autoridade. A primeira delas foi quando os cobradores do imposto do Templo confrontaram a Pedro perguntando se Jesus pagava ou não o imposto das duas dracmas (Mt 17:24-27). A segunda foi quando alguns espertalhões, que o queriam pegar em cilada, lhe perguntaram se era certo ou não pagar imposto a César (Mt 22:15-22; Mc 12:13-17; Lc 20:20-25).

Na primeira ocasião, Jesus disse a Pedro, que fosse ao mar e lançasse o anzol, pois no primeiro peixe que ele fisgasse teria uma moeda de valor suficiente para pagar o imposto de Jesus e o dele. Na segunda ocasião, a resposta d’Ele foi: "Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus". Ou seja, ao filho de Deus é certo pagar imposto ao Estado. Mas a autoridade do Estado não é ilimitada, acima dele está Deus. O Deus que a tudo vê e conhece o coração de todos os homens. Até mesmo o de César! A César o imposto; a Deus, e somente a Ele, a adoração.

Atentar para o verbo grego usado por Jesus, nos ajudará a entender a força e o sentido do mandamento do Senhor. Ele usou o verbo apodote (de apodidomi - que significa: dar o que é devido; devolver; pagar de volta; entregar) em lugar de dounai (de didomi - que significa simplesmente dar). Os três evangelistas usaram a mesma palavra, significando assim que temos uma obrigação tributária para com o Estado.

Quando caiu nas mãos das autoridades judaicas que o entregaram para as autoridades romanas, Jesus, não questionou o seu poder, aliás, o seu abuso de poder. Por que Ele não fez isso? Creio que a sua resposta a Pilatos nos ajuda a entender a sua atitude aparentemente apática. Pilatos lhe disse que tinha autoridade para matá-lo ou para livrá-lo da morte. Então, Jesus lhe disse: "Nenhuma autoridade terias sobre mim, se de cima não te fosse dada" (Mt 22:37). Ou seja, Jesus sabia que acima de Pilatos, acima do Império Romano estava aquele que tem o controle total da situação, Deus. Pilatos estava no poder porque Deus, por mais contraditório que pareça, o havia colocado ali.

Assim sendo, podemos notar que até mesmo aquele que tem todo o poder do universo, o Senhor Jesus, quando se fez homem respeitou e obedeceu a lei dos homens. ________________________________________

III. PEDRO E PAULO E A OBEDIÊNCIA AO ESTADO


Leiamos Romanos 13:1-7 e I Pedro 2:13-19.


1"Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não procede de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas. 2De modo que aquele que se opõe à autoridade, resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação. 3Por que os magistrados não são para temor quando se faz o bem, e, sim, quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem, e terás louvor dela; 4visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal. 5É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência. 6Por esse motivo também pagais tributos: porque são ministros de Deus, atendendo constantemente a este serviço. 7Pagai a todos o que lhes é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra".

13"Sujeitai-vos a toda instituição humana por causa do Senhor; quer seja ao rei como soberano; 14quer às autoridades como enviadas por ele, tanto para castigo dos malfeitores, como para louvor dos que praticam o bem. 15Porque assim é a vontade de Deus, que, pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos; 16como livres que sois, não usando, todavia, a liberdade por pretexto da malícia, mas vivendo como servos de Deus. 17Tratai a todos com honra, amai aos irmãos, temei a Deus, honrai ao rei.

18Servos, sede submissos, com todo o temor aos vossos senhores, não somente aos bons e cordatos, mas também aos perversos; 19porque isto é grato, que alguém suporte tristezas, sofrendo injustamente, por motivo de sua consciência para com Deus".

Tanto Pedro, como Paulo, usam o mesmo verbo para transmitir a idéia de sujeição (upotasso: sujeitar-se, estar subordinado ou sujeito a; submeter-se, colocar-se debaixo de). Os dois, assim que iniciam o assunto, usam o mesmo verbo. Este é o verbo principal dos trechos e é com esta idéia em mente que devemos procurar entender o contexto das exortações.

Primeiramente, atentemos para as exortações de Paulo:

• Devemos sujeitar-nos às autoridades (v. 1).

• As autoridades são instituídas por Deus (v. 1).

• Rebelar-se contra o governo é rebelar-se contra Deus e há que se arcar com as conseqüências (v. 2).

• A autoridade é ministro de Deus (vv. 4,6).

• A obediência, antes de ser pelo medo de ser pego e punido, deve ser pela nossa consciência para com Deus (v. 5). Mesmo que o cristão tenha 100% de certeza que não será preso por violar uma lei, é seu dever obedecê-la.

• Com o dinheiro dos nossos impostos, as autoridades mantêm a ordem e o bem-estar (v.6).

• Devemos pagar (quitar) nossos débitos com todos, os quais são: tributo; imposto; respeito; honra (v. 7).

É importante o fato de Paulo também ter usado o mesmo verbo que Jesus usou para expressar o nosso dever. Diz ele: "Pagai a todos..." (apodote - de apodidomi - que significa: dar o que é devido; devolver; pagar de volta; entregar). É como se ele estivesse fazendo eco às palavras do Senhor: "Dai a César o que é de César..." (Mc 2:17).

Em segundo lugar, atentemos para as exortações de Pedro:

• Devemos nos sujeitar às autoridades instituídas (v. 13).

• A nossa sujeição é, primeiramente, pela nossa obediência ao Senhor (v. 13).

• As autoridades são alistadas: o rei e os seus enviados (vv. 13,14).

• A sujeição às autoridades é um excelente meio de testemunhar aos incrédulos. Assim, a boca deles ficará tapada, ficarão emudecidos, isto é, ficam sem argumentos contra o cristão honesto e cumpridor das leis.

• A nossa liberdade em Cristo não deve servir de pretexto para não nos sujeitarmos às autoridades, pois devemos viver como servos de Deus (v. 16).

Há uma série de exortações curtas que resumem o comportamento do cristão em todos os círculos de relacionamentos: o Amar aos irmãos; o Temer a Deus; o Honrar ao rei.

O nosso dever não é só para com a autoridade boazinha, mas também para com as não tão boas assim (v. 18). Quando, por causa da nossa consciência para com Deus, sofremos injustiças, isto agrada a Deus (v. 19). Tendo visto estas verdades, façamos agora uma conclusão e aplicação para a nossa vida diária.

________________________________________

IV. CONCLUSÃO.

Em I Timóteo, Paulo, diz que é nosso dever orar em favor das autoridades (2:1,2). Também em Tito ele diz: "Lembra-lhes que se sujeitem aos que governam, às autoridades; sejam obedientes, estejam prontos para toda boa obra" (Tt 3:1). Vemos então que esta questão é bem discutida pela Palavra de Deus, chegando ao ponto de não deixar sombra de dúvida quanto a nossa atitude para com as autoridades.

É muito importante saber que, na época destas cartas, o imperador era o sanguinário Nero. Um homem que foi extremamente cruel para com os cristãos. E os apóstolos diziam que ele tinha sido instituído, por Deus, como Imperador e que, como tal, devia ser honrado. Qual é o segredo para entender isso? A resposta mais acertada, a meu ver, é que eles criam que por trás dos acontecimentos da história humana havia um Deus que é soberano e que usa até mesmo os tiranos para os seus propósitos gloriosos. Ou seja: Deus controla tudo, nada foge ao seu propósito. Acima de Nero estava o Todo-Poderoso.

Mas qual é o limite da nossa obediência as autoridades? Também na Bíblia aprendemos o seguinte: "Então, Pedro e os demais apóstolos afirmaram: Antes importa obedecer a Deus do que aos homens" (At 5:29).

Tanto Jesus, bem como Pedro e Paulo, não estavam alheios ao comportamento desonroso das autoridades; e mesmo assim eles nos exortam a obedecê-las. Só podemos desobecê-las quando elas exigirem de nós aquilo que é devido a Deus (no caso dos césares a adoração), ou quando quiserem nos impedir de propagar o Evangelho de Jesus Cristo. A nossa "desobediência", então, será somente nestes dois aspectos: Não dividir nossa adoração a Deus com o Estado, e não deixarmos de propagar o Evangelho. No mais devemos continuar cumpridores dos nossos deveres cívicos e obedientes as leis que não vão frontalmente contra a Lei de Deus.

Os direitos de César (do poder) são limitados, na verdade ele tinha uma licença de Deus para atuar no mundo como autoridade. Contudo, a lealdade do cristão é primeiramente para com Deus. Se César (o poder) o quiser levar contra Deus, o cristão está desobrigado da lealdade ao imperador - primeiro Deus, depois César. A César o que é de César (obrigações civis), a Deus o que é de Deus (adoração).

Quanto ao fato do governo ser ou não corrupto, de usar bem ou não o dinheiro dos impostos, devemos entregar a Deus. Assim, como nós prestamos contas dos nossos atos, chegará o dia em que cada presidente, cada vereador, cada governante, cada deputado, cada ministro, prestará contas dos seus atos ao Imperador absoluto do Universo, o Grande Deus Jeová. A nós cabe obedecer a Palavra de Deus e esperar pela sua justiça, pois assim como Ele levanta reis, Ele depõe reis; assim como Ele elege autoridades, Ele muda governos. A Ele, pois, toda glória por toda a eternidade. Autor: Jabesmar A. Guimarães

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

ENERGIA E SABEDORIA


Busque a sua força, num mundo mais bonito,

Busque a energia, na felicidade,

Conquistando dia-a-dia, paz e harmonia,

Na realidade da sabedoria...

Neste amanhã, nós só queremos conseguir,

A condição, de conquistar a nossa força...

Representa o poder, Jiraya!

Luz da força pra amar, Jiraya!

Sempre vai existir Jiraya!

Busque a sua força, num mundo mais bonito,

Busque a energia, na felicidade,

Conquistando dia-a-dia, paz e harmonia,

Na realidade da sabedoria...

Neste amanhã, nós só queremos conseguir,

A condição, de conquistar a nossa força...

Representa o poder, Jiraya!

Luz da força pra amar, Jiraya!

Sempre vai existir Jiraya!

Representa o poder, Jiraya!

Luz da força pra amar, Jiraya!

Sempre vai existir Jiraya!

DEMÔNIOS DA CIÊNCIA

(Resolvi escrever a continuação de "Guerra Sem Limites" esse ano. Na verdade, para vocês entenderem essa história terão que ler "Livres da Escuridão", pois muitos dos personagens dessas histórias são os mesmos. Particularmente, eu acho que não sou muito bom para escrever histórias, pois acho que sou melhor para escrever artigos).
Nas profundezas de um abismo, uma criatura macabra sedenta de sangue despertou de seu sono. Esse monstro sanguinário desejava ardentemente se vingar dos guerreiros que o derrotaram, e decidiu reunir o seu exército para poder alcançar o seu objetivo.
Davi estava triste por causa de sua situação com as mulheres, mas ao mesmo tempo estava feliz, porque realizou o seu sonho. Ele se tornou num policial. O Herói entrou na Polícia Federal e sempre trabalhava em conjunto com o Exército para poderem juntos capturar narcotraficantes, ladrões de cargas e contrabandistas de armas. Davi era um policial exemplar, pois ele dava um tremendo testemunho sendo uma luz nas trevas. Apesar de na Polícia Federal ter menos corrupção que na Polícia Militar e na Polícia Civil, existiam policiais corruptos lá também. Entretanto, o Herói fazia a diferença lá dentro, não se envolvendo com a corrupção, e pregando o Evangelho para os seus colegas de serviço. Ele era um policial honesto e através de seu testemunho de vida vários policiais corruptos se converteram e passaram a ser honestos também.
Jeú era um militar justo e honestíssimo, isto é, ele era outra autoridade cristã, assim, como Davi. Esse capitão do Exército servia a Deus de corpo e alma, e sempre fazia cultos no quartel. Tenente Sérgio e capitão Sebastião também eram cristãos e faziam a diferença mostrando que servos de Deus podiam ingressar nas Forças Armadas e na polícia sem problema nenhum. Jeú desde criança sonhava em se tornar soldado quando crescesse e quando cresceu se tornou num oficial do Exército. Deus sempre auxiliava Jeú e era com ele. Sérgio, Sebastião, e Jeú eram luzes nas trevas e com os testemunhos de suas vidas eles ganharam inúmeras almas para Cristo.
Apolo constantemente estava envolvido com missões missionárias, mas sempre que podia ajudava os seus companheiros a combater o mal. Esse missionário usava a Capoeira como instrumento de evangelismo para ganhar almas para Jesus e pregava o Evangelho para todas as pessoas que podia. Apolo era um cristão exemplar.
Shiro tinha uma academia cristã de artes marciais, onde ele ensinava vários estilos de lutas para os seus alunos. Nessa academia, os alunos não reverenciavam quadros, estátuas e tatames, ou seja, eles não se envolviam com práticas idolátricas. Shiro usava as suas habilidades de combate para fazer a diferença no mundo.
Alexandre praticava boas obras para tentar compensar os erros cometidos no passado. Ele sabia que a Salvação é pela Graça, porém, ele praticava o bem para se sentir melhor. Esse ex-satanista quando se converteu, nasceu de novo se tornando numa nova criatura.
Ciro, o Mestiço, conhecido também como, o Caçador, lutava diariamente contra a sua natureza maldita que sempre o atormentava. Apesar de seu lado maligno que sempre o assombrava, esse guerreiro tinha uma boa índole e pelejava pelo que é certo.
Abadom, o Destruidor, foi criado pelos satanistas para espalhar o caos e a desordem, no entanto, ele optou pelo bem e passou a pelejar pela justiça. Abadom arranjou amigos verdadeiros que sempre andavam ao seu lado e o apoiavam o ajudando a vencer os obstáculos que surgiam. O Destruidor não queria mais propagar a destruição, mas sim estabelecer a paz sobre a Terra.
Vlad Tepes saiu do precipício e reuniu o seu exército de vampiros e foi até uma prisão de segurança máxima para libertar os monstros que poderiam ajudá-lo a realizar o seu sonho, que era dominar o Brasil e depois o mundo.
William, o Shimera, e suas aberrações malditas, estavam encarcerados, e eram vigiados de dia e de noite por agentes federais e militares altamente treinados que fariam de tudo para mantê-los trancafiados naquela prisão.
Vlad, o Empalador, junto com os seus capangas, invadiram a prisão, mataram os guardas, e libertaram William e seus mutantes assassinos.
Davi e Jeú sempre trabalhavam juntos no combate ao crime e eles formavam uma dupla perfeita. Esses heróis estavam dentro de uma floresta e conversaram um com o outro.
__Fico muito feliz por combater ao seu lado, Jeú.
__Eu também estou contente em ter um parceiro tão valente e determinado como você, Davi.
__Finalmente, eu realizei o meu sonho de ser policial. Agora, eu posso proteger os indefesos com a lei de meu lado.
__Os policiais e soldados são ministros de Deus e vingadores para castigar os malfeitores, isto é, nós estamos a serviço de Deus para o bem-estar da sociedade.
__A própria Bíblia fala que as autoridades foram instituídas por Deus e que não há autoridade que não proceda de Deus.
__Há diferença entre permitir e instituir, ou seja, as autoridades não são apenas permitidas por Deus, mas sim instituídas por Ele.
__As Testemunhas de Jeová e os crentes pacifistas ficam demonizando as autoridades constituídas por diversão, isto é, eles não têm outra coisa para fazer da vida e ficam enchendo o saco.
__E você se importa com o que esses religiosos hipócritas pensam?
__Antes, eu me importava, mas agora estou cagando e andando para esses religiosos idiotas.
__A Palavra de Deus também diz: “o Deus Altíssimo domina sobre os reinos dos homens e coloca no poder a quem Ele quer”. Isso prova que toda autoridade procede de Deus. Os religiosos pacifistas podem espernear e fazer escândalo à vontade, que Deus não deixará de nos aprovar se formos justos e honestos.
__A Bíblia é clara e somente não enxerga isso quem não quer. Se algum cristão pega do Evangelho apenas o que lhe interessa, então, ele não quer saber do Evangelho.
__Nós sofremos preconceito por parte dos cristãos pacifistas, mas o que importa, é que a Palavra de Deus está do nosso lado. Bendita seja a Carta aos Romanos!
__Eu tenho a consciência tranqüila em relação a minha profissão. Inclusive, na Bíblia está escrito: “Bem-aventurado é aquele que não se condena naquilo que aprova”.
__Nós, através dos testemunhos de nossas vidas, ganhamos inúmeros policiais e soldados para Cristo, que antes eram corruptos, mas agora são honestos.
__Nós fazemos a diferença em nossas profissões.
__No século I, o centurião Cornélio dava bom testemunho e apesar da idolatria e da corrupção que predominava naquela época, Cornélio, era um homem justo e temente a Deus que fazia a diferença.
Davi pegou a sua pistola Glock calibre ponto 40, se afastou um pouco de Jeú, olhando para o céu, e disse:
__Eu quero ser igual ao centurião Cornélio. Pretendo ser justo e honesto como ele. Ainda bem que hoje as autoridades não são obrigadas a cultuar o imperador e nem sacrificar aos deuses. Hoje, eu posso ser policial e servir a Deus tranquilamente sem correr o risco de ser morto por confessar ser cristão.
__Os tempos mudaram, mas as nossas lutas, hoje, são outras.
__Eu quero fazer a diferença nesse mundo. Eu usarei as minhas habilidades de combate e as minhas armas para defender os fracos e oprimidos, e usarei o meu caráter e os meus princípios morais para impactar as vidas das pessoas.
__Eu penso como você.
__Ainda bem que fazemos a diferença.
Drácula e Shimera se uniram para poderem exterminar os heróis que os venceram no passado. Apophis, Dagom, Moloque, Lilith e Nosferatu foram enviados por seu líder até o centro de Osasco e por onde essas criaturas maléficas passavam deixavam rastros de destruição e morte.
Jeú e Davi souberam do ataque dos mutantes e foram até o local ver o que estava acontecendo. Quando chegaram, ficaram impressionados com os corpos mutilados e a quantidade de sangue que estavam por todos os cantos da região.
__Meu Deus, que carnificina é essa?
__Pensei que nunca mais voltaríamos a enfrentar esses monstros malignos.
__Davi, eu pedirei reforços, porque acho que nós sozinhos não vamos dar conta do recado.
__William, o Shimera, deve estar por perto.
__Eu soube que foi Vlad Tepes que o libertou daquela prisão especial.
__Pensei que Abadom tivesse destruído esse demônio, mas pelo visto, o Empalador continua solto matando todos os que atravessam o seu caminho.
__Dessa vez, nós daremos um fim definitivo nesse vampiro.
Os heróis empunhavam fuzis calibre 7.62 e estavam preparados e atentos para o que viesse, pois eles eram profissionais na área de segurança.
De repente, gargalhadas sádicas tomaram conta do local, e cinco criaturas demoníacas cercaram os guerreiros cristãos. No mesmo instante em que Davi e Jeú foram cercados, os demais heróis chegaram para auxiliá-los.
Apophis caminhava até Davi e foi barrado por Apolo.
__Eu serei o seu adversário.
Dagom encarava o Herói e o escolheu para ser o seu oponente.
__Quero ver se você é tão bom quanto o seu amigo capoeirista.
Moloque empunhava um machado de combate e partiu para cima de Shiro que se defendeu com a sua Katana.
__Muito bom! Acho que terei muito prazer em pelejar contra você.
Nosferatu e Lilith avançaram em Jeú e Alexandre; o militar lutou contra o vampiro e o ex-satanista pelejou contra a vampira.
William e Drácula observavam de longe a batalha dos heróis contra os mutantes, quando foram surpreendidos por Ciro e Abadom.
__Ora, se não é Vlad, o Empalador, o ser mais medíocre que conheci em toda a minha existência.
__Tenho contas a acertar com você, Mestiço.
O Destruidor se aproximou de Shimera e falou:
__Você deve ser William, o Shimera, não é mesmo?
__Isso mesmo. Creio que você seja Abadom, o Destruidor.
__Farei você pagar por todos os inocentes que morreram essa noite por sua causa.
__Tente me matar se puder, mas saiba que sou praticamente imortal.
__Já matei muitos que se diziam invencíveis e hoje eles não estão mais vivos para contar a história.
__Você fala demais. Prove o seu valor e a sua capacidade por meio de seus atos. Quero ver se você é tão bom quanto diz.
Vlad Tepes pegou a sua lança de seu sobretudo e se posicionou para atacar o Caçador.
__Prepare-se para ser empalado! Hahahahahahahahahaha.
Ciro exibiu as suas lâminas de prata e avançou com ímpeto e fúria no vampiro determinado a derrotá-lo.
__Eu te empalarei com a sua própria lança, seu maldito.
Abadom avançou, se movimentando na velocidade da luz, e golpeou várias vezes o líder dos mutantes.
William cuspiu fogo pela sua calda, que era uma serpente, e cercou o seu adversário com as chamas, e saltou por cima do círculo flamejante desferindo uma voadora no rosto do herói que foi arremessado contra um poste que se quebrou e caiu em cima de um automóvel.
__Você não é tão bom como pensa.
__Agora, te mostrarei do que sou capaz.
O Destruidor estendeu as suas mãos e lançou vários raios de luzes em Shimera que o fez capotar diversas vezes para trás.
Apolo começou a gingar e fazendo várias acrobacias no ar conseguiu se esquivar das cuspidas de ácido de Apophis.
__Você é muito habilidoso, capoeirista! Mas, não poderá se esquivar para sempre.
O homem-serpente agarrou uma de suas pernas e o atirou com tudo no chão pisando em sua garganta.
__Agora, você nadará como um peixe na minha mão.
__Não conte com isso.
O missionário chutou o seu estômago o derrubando e se levantou com um salto dizendo:
__Não menospreze as minhas habilidades, senão, você se arrependerá amargamente.
__Digo o mesmo para você.
Apophis se levantou irado e partiu para cima do capoeirista desferindo vários socos ukes em seu abdômen e vários socos cruzados em sua cara e um soco gancho em seu queixo o fazendo cair. O missionário se levantou cambaleante determinado a vencer.
Davi descarregou a munição de seu fuzil em Dagom que ficou todo esburacado, mas apesar dos ferimentos continuava rindo e zombando do policial.
__Eu posso me regenerar de qualquer ferimento. As armas convencionais não representam nenhuma ameaça para mim.
O homem-peixe cuspiu várias bolhas de ácido na direção do Herói, que se esquivou das cuspidas fatais e sacou a sua pistola efetuando alguns disparos em seu tórax e fronte na tentativa de matá-lo.
__Você é rápido, garoto! Mas não fique convencido por causa disso, porque eu sou muito mais forte e ágil de que você.
Dagom correu até Davi, lhe tomou a arma, e lhe desferiu um soco direto no rosto que o arremessou contra a parede.
O Herói se levantou atordoado, se esquivou dos ataques seguintes e desferiu um chute lateral em seu estômago e uma giratória em sua nuca.
O homem-peixe perdeu o equilíbrio e caiu de vez quando foi golpeado por um chute faca na cara.
__Prepare-se, porque eu darei o melhor de mim nessa batalha.
Shiro se defendia com a sua espada das machadadas de Moloque e acabou levando um chute frontal no abdômen e caiu.
__Eu te cortarei em mil pedaços e depois darei os seus restos mortais para os abutres.
O espadachim cristão se levantou, duelou com o mutante assassino e lhe feriu no rosto com a lâmina de sua Katana.
__Pagará caro por essa afronta.
O homem com cabeça de touro avançou dando várias machadadas e desarmou Shiro jogando a sua espada longe.
__Agora, vamos ver se você sabe se defender sem a sua Katana.
__Além de espadachim, eu também sou mestre de Karatê.
Nosferatu corria ao redor de Jeú se esquivando das balas disparadas pelo fuzil; o militar atirou sem cessar até a munição acabar e sacou uma pistola Colt calibre 45 e quando ia disparar em seu oponente, o vampiro o desarmou e o agarrou na traquéia o suspendendo no ar.
__Você vai morrer.
__Não me darei por vencido.
O capitão chutou a sua face se libertando e ambos pelejaram surrando um ao outro com ferocidade.
Lilith lutou com Alexandre e ambos ficaram feridos, mas a vampira se regenerava rapidamente das feridas, enquanto o ex-satanista continuava machucado.
__Farei você sofrer muito, antes de morrer.
__Não deixarei você tirar a minha vida.
__Desista, e morra com dignidade.
__Para mim, morrer dignamente, é morrer lutando.
Ciro e Drácula trocaram socos e chutes espancando um ao outro com eficiência; o Mestiço tomou a lança do vampiro e traspassou o seu coração com ela.
William avançou em Abadom o golpeando com diversos golpes, mas acabou sendo arremessado longe quando foi atingido por uma cápsula de energia no estômago.
Apolo gingava e chutava todo o corpo de Apophis, que não resistiu aos chutes e caiu desfalecido no chão. O homem-serpente sucumbiu diante da força do capoeirista.
Davi foi brutalmente espancado por Dagom, mas conseguiu vencer o homem-peixe desferindo diversos tipos de socos e chutes em seu abdômen e rosto.
Shiro desarmou Moloque e lutou corpo a corpo com o mutante; o homem com cabeça de touro bateu muito no espadachim, mas Shiro o derrotou socando e chutando diversas vezes a sua cara.
Jeú conseguiu nocautear Nosferatu e quando foi auxiliar Alexandre, o ex-satanista já havia derrotado Lilith.
__Alexandre, você está bem?
__Estou sim. E você, quebrou algum osso?
__Não, ainda estou inteiro.
__Vamos ajudar os demais.
Vlad Tepes continuou lutando contra o Caçador, mas o herói prevalecia contra ele o eletrocutando, então, o vampiro decidiu recuar para poder lutar outro dia.
__Você teve sorte dessa vez, mas na nossa próxima peleja, findarei com a sua existência.
__Vai fugir como sempre, seu covarde?
__Você pode ter vencido essa batalha, mas um dia eu me vingarei de você, Mestiço.
O Destruidor encurralou o líder dos mutantes e lançou um raio de luz na sua direção, mas a criatura horrenda se jogou para o lado escapando da magia e correu até o seu aliado temendo ser trancafiado em uma prisão novamente.
Shimera e Drácula iam fugir quando foram cercados por militares e agentes federais fortemente armados que os neutralizaram com redes eletrificadas feitas de titânio. William, o Shimera, e Vlad, o Empalador, foram capturados pelas autoridades.
Apophis, Dagom, Moloque, Nosferatu e Lilith tentaram fugir, mas também foram presos e levados sob custódia.
William, Drácula, e os demais mutantes foram trancafiados em outra prisão especial mais segura que a anterior. A segurança foi triplicada para que esses monstros não mais fugissem e aterrorizassem a população. Assim, a sociedade pôde viver em paz sabendo que existiam homens que estavam dispostos a morrer para protegê-la.

sábado, 9 de outubro de 2010

OS QUARENTA LUTADORES POR CRISTO


Na época em que a paixão dominante do imperador romano Nero era exterminar os cristãos, vivia e o servia, em Roma, uma tropa de soldados conhecidos como "Lutadores pelo Imperador". Eram homens excelentes e corajosos, escolhidos entre os melhores e mais bravos da terra, e recrutados entre os grandes atletas do anfiteatro romano.

No grande anfiteatro eles erguiam as armas (como a equipe oficial representativa) do imperador contra todos os desafiadores. Antes de cada competição eles se punham de pé, ao lado do trono do imperador. Em seguida, pelas cortes de Roma, soava o grito: “Nós, lutadores por ti, ó Imperador, para ganhar para ti a vitória e de ti a coroa de vencedor”.

Quando o grande exército romano foi enviado a lutar na distante Gália, nenhum soldado foi mais bravo ou mais leal do que os dessa tropa de lutadores conduzida pelo centurião Vespasiano. Entretanto, chegaram a Nero notícias de que muitos soldados haviam aceitado a fé cristã. Ser cristão significava morrer, mesmo para os que melhor serviam Nero. Portanto, este decreto foi despachado expressamente para o centurião Vespasiano: “Se houver qualquer um dos teus soldados que tenha aderido à fé cristã, esse deve morrer”.

O decreto chegou no final do inverno. Os soldados estavam acampados na praia de um lago de gelo, no interior. O inverno havia sido cruel, porém, eles haviam suportado a dureza do mesmo, sempre unidos, e essa dureza havia servido para uni-los ainda mais. Foi com o coração aflito que Vespasiano, o centurião, leu a mensagem do imperador. Contudo, para um soldado a palavra suprema é - o dever!

Vespasiano convocou todos os soldados e fez a pergunta: “Há entre vós alguém que tenha aderido à fé cristã? Se é assim, que dê um passo à frente”. Quarenta lutadores imediatamente deram dois passos à frente, saudaram-no respeitosamente e ficaram em posição de sentido. Vespasiano fez uma pausa. Ele não havia contado com tantos e tão seletos. “O decreto veio do vosso Imperador”, disse ele, “que qualquer um que aderir à fé cristã deve morrer. Por amor ao vosso país, a vossos camaradas e aos vossos entes queridos, renunciai à fé cristã”.

Nenhum dos quarenta se moveu. Vespasiano, então, falou: “Até o anoitecer estarei aguardando uma resposta”. A noite chegou. Novamente ele fez a mesma pergunta: “Há entre vós alguém que tenha aderido à fé cristã? Se é assim, que dê um passo à frente”. Novamente os quarenta lutadores vieram à frente e ficaram em posição de sentido.

Vespasiano argumentou com eles, longa e energicamente, sem conseguir, porém, que um só deles renegasse ao seu Senhor. Finalmente ele disse: “O decreto do Imperador tem que ser obedecido, mas não quero que vocês, meus camaradas, derramem o sangue um do outro. Vou ordenar-lhes que marchem para dentro do lago de gelo e lá permaneçam à mercê dos elementos. Contudo, o calor do fogo estará pronto a dar as boas vindas a qualquer um que renunciar a Cristo”.

Os quarenta lutadores despiram-se e, em seguida, sem pronunciar palavra alguma, enfileiraram-se em colunas de quatro e marcharam para o centro do lago de gelo. À medida em que marchavam, iam cantando a canção da arena: “Quarenta lutadores por Ti, ó Cristo, para vencer por Ti e de Ti receber a coroa de vencedor”. No decorrer da longa vigília daquela noite, Vespasiano permaneceu de pé no acampamento, em observação. Enquanto esperava, naquela longa noite insone, a canção dos lutadores ia chegando cada vez mais fraca aos seus ouvidos.

Quando já ia amanhecendo, um vulto vencido pelo sofrimento se arrastou até o fogo. No ápice do sofrimento, havia renunciado ao seu Senhor. Fraca, mas claramente, vinha agora da escuridão a canção: “Trinta e nove lutadores por Ti, ó Cristo, para vencer por Ti e de Ti receber a coroa de vencedor”. Vespasiano contemplou o vulto que se achegava ao fogo e, então, de dentro do seu íntimo brotou uma canção de fé. Talvez, ele tenha visto a luz eterna brilhando, bem no centro do lago. Quem pode garantir? Então, ele retirou o seu elmo, suas vestes, e disparou sobre o lago de gelo, cantando os plenos pulmões: “Quarenta lutadores por Ti, ó Cristo, para vencer por Ti e de Ti receber a coroa de vencedor”.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

SOLDADOS DE CRISTO



“Sujeitai-vos a toda instituição humana por causa do Senhor; quer seja ao rei, como soberano; quer às autoridades como enviadas por ele, tanto para castigo dos malfeitores, como para louvor dos que praticam o bem. Porque assim é a vontade de Deus, que, pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos; como livres que sois, não usando, todavia, a liberdade por pretexto da malícia, mas vivendo como servos de Deus. Tratai a todos com honra, amai aos irmãos, temei a Deus, honrai ao rei”. (1 Pedro 2:13-17)


O apóstolo Pedro afirmou que os cristãos devem se sujeitar as autoridades constituídas e que a função das autoridades enviadas pelo rei é castigar os malfeitores e louvar os que praticam o bem. Os soldados e magistrados eram essas autoridades enviadas pelo rei para punir os culpados. No primeiro século, quase todos os cristãos primitivos não se alistavam no Exército e nem ocupavam cargos públicos, principalmente, por causa da idolatria que predominava naquela época (como o culto imperial e os sacrifícios aos deuses). Antes, eu pensava que os primeiros cristãos eram anarquistas, mas quando pesquisei mais sobre o assunto, cheguei à conclusão de que os cristãos primitivos não eram anarquistas, isto é, eles não odiavam as autoridades instituídas pelo próprio Deus (apesar de alguns Pais da Igreja terem pregado o Anarquismo e o anti-semitismo). O procônsul Sérgio Paulo e os cônsules, Flávio Clemente e Acilius Glabrio, foram autoridades cristãs do século I, mas estes servos de Deus foram exceções. Os cristãos pagavam os seus impostos e oravam em favor das autoridades constituídas, portanto, eu concluí que os cristãos não eram anarquistas, mas simplesmente não queriam cultuar o imperador e nem sacrificar aos deuses. Infelizmente, a Igreja Primitiva era anti-semita mesmo, algo contraditório para o Cristianismo, já que o próprio Jesus Cristo e os apóstolos eram judeus.


Nesse texto, eu quero mostrar aos cristãos atuais que apesar da época turbulenta que os cristãos primitivos viviam, existiram servos de Deus que foram literalmente soldados de Cristo. Muitos desses soldados foram martirizados, porque confessaram serem seguidores de Jesus, e contarei os testemunhos de alguns deles.


Cornélio era centurião da coorte italiana que orava constantemente a Deus e sempre dava esmolas aos pobres. Esse oficial romano driblava a idolatria de sua época, pois segundo a própria Palavra de Deus, Cornélio era um homem justo e temente e Deus, ou seja, ele não cultuava o imperador e nem sacrificava aos deuses. Cornélio se converteu ao Cristianismo, e provavelmente ele permaneceu em sua profissão depois de se converter, porque a Bíblia não relata que Cornélio abandonou a sua centúria.


Durante a primeira perseguição aos cristãos, o imperador Nero ordenou que todos os cristãos fossem mortos, e muitos de seus soldados se converteram ao Cristianismo. Os Quarenta Lutadores Por Cristo foram soldados cristãos do primeiro século que morreram por não negarem a Jesus. Apesar do culto imperial e dos sacrifícios aos deuses, tinham cristãos no Exército, eram poucos, mas eles existiram. Os Quarenta Lutadores Por Cristo são exemplos de coragem e ousadia para todos os cristãos que estão dispostos a morrer por sua fé.


Marino era militar, nobre e rico, que quase se tornou centurião se não tivesse que escolher entre a Palavra de Deus e a espada. Um militar rival tentou lhe tomar a patente de centurião que era sua por direito. Marino teria que sacrificar aos deuses para ser promovido e teve que escolher se queria permanecer fiel ao seu Deus ou se envolver com a idolatria. Esse militar cristão preferiu morrer de que trair o seu Deus. Marino foi apenas um dentre muitos militares que morreram por amor a Cristo.


Durante a última perseguição aos cristãos no Império Romano, o imperador Diocleciano expulsou todos os cristãos do Exército e dos cargos públicos, e nessa época, oficiais das mais altas patentes foram mortos, porque confessaram ser cristãos. Verdadeiros cristãos serviam o Exército e foram fiéis a Deus até a morte.


Marcelo era um centurião de Tingis, hoje Marrocos, e ele foi morto, porque denunciou as cerimônias pagãs planejadas para a comemoração do aniversário do imperador. Marcelo foi martirizado por confessar ser cristão e se recusar a se envolver com a idolatria. Ele foi realmente um soldado de Cristo.


Sebastião era capitão da Guarda Pretoriana e ele sempre confortava os cristãos encarcerados e não se envolvia com a idolatria que imperava no serviço militar romano. Quando o imperador descobriu que Sebastião era cristão, ordenou que ele fosse executado a flechadas. Sebastião sobreviveu à execução e foi socorrido por uma cristã chamada Irene. Mais tarde, Sebastião, foi até a presença do imperador e o criticou severamente por perseguir os cristãos. Então, Diocleciano mandou os seus soldados espancarem Sebastião até a morte. Esse militar foi espancado até morrer por não ter negado a Jesus.


Jorge era um tribuno muito importante no Império Romano e ele dava um tremendo testemunho. Geralmente, os militares romanos eram ladrões, assassinos, estupradores e idólatras; mas Jorge, assim, como outros militares cristãos, faziam a diferença no Exército. Esse tribuno cristão confessou que os deuses pagãos adorados nos templos romanos eram falsos deuses, e que o Deus judaico-cristão é o único digno de ser louvado. Por causa de sua ousadia, Jorge, foi torturado e depois decapitado.


Expedito foi comandante de uma legião conhecida como "Fulminante" nome dado em memória de uma façanha que se tornou célebre no distrito de Melitene, na Capadócia, sede de uma das províncias romanas da Armênia, no final do século III. Expedito, antes de sua conversão era um devasso, mas quando se converteu, se tornou num cristão exemplar. Por causa de seu testemunho, Expedito, provocou a ira do imperador, que ordenou que ele fosse torturado e depois degolado. Expedito foi fiel a Cristo até o último súspiro de sua vida.


Na Idade Moderna, durante a Revolução Puritana, Oliver Cromwell, liderou os puritanos na revolução que mudaria radicalmente a Inglaterra. Oliver Cromwell era um militar cristão que pelejava a favor da justiça, e esse guerreiro de Cristo, como inúmeros outros militares durante a História que serviram a Deus, testemunhava de Cristo para a sua nação dando bom testemunho.


Durante a Idade Contemporânea, Sérgio Pimenta, foi um dos principais músicos do grupo de louvor cristão “Vencedores Por Cristo”. Ele revolucionou a música gospel brasileira e com o seu testemunho de vida ganhou inúmeras almas para Cristo. Sérgio Pimenta era um oficial do Exército que servia a Deus de corpo e alma. Ele é um exemplo a ser seguido por todos os cristãos.


A História está repleta de militares cristãos que amavam tanto a Jesus que dedicavam as suas vidas ao Evangelho, e muitos deles foram até martirizados por amarem a Deus acima de todas as coisas.


Eu sempres quis ser militar, mas acho que é pouco provável que algum dia eu me torne num soldado. Então, se eu conseguir, através de meus textos, convencer os cristãos de que não há problema nenhum no serviço militar, eu já ficarei satisfeito. Eu pretendo ser historiador e teólogo e quem sabe um dia ser policial ou soldado também. Para mim, o que importa, é que a vontade de Deus prevaleça na minha vida. Mesmo que eu não me torne numa autoridade, eu sei que Deus levanta homens para serem soldados e policiais, e saber disso, traz uma imensa alegria ao meu coração. Que Deus seja louvado hoje e sempre.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

LIBERTAÇÃO


Desde criança desejo ser um herói

Sempre quis ser forte para poder defender os fracos

No entanto, eu sou um fraco incapaz de proteger os indefesos.

Não sou soldado e nem policial

Sou uma piada nas artes marciais

Não sirvo para guerrear

Os pacifistas com a sua hipocrisia fortalecem a impunidade

O que os malfeitores mais querem é que ninguém se oponha a eles

Assim, o mal prevalece.

Apesar de existirem pessoas covardes que se omitem diante da maldade

Existem homens valentes que arriscam a própria vida pelos seus ideais

Eu não suportaria viver num mundo sem heróis

Admiro muito os heróis da fé

Admiro muito os heróis dos desenhos que assisto

Admiro muito Jesus Cristo

Porém, não chego aos pés deles.

Não vejo esperança na vida

Não tenho futuro

Nunca namorei e nem soube de alguma garota que tenha se apaixonado por mim

Nunca tive sorte com as mulheres

Não tenho medo da morte, mas morro de medo de conversar com garotas bonitas.

Desde que me conheço por gente eu desejo morrer

Entretanto, eu pareço até imortal.

Sempre busquei a morte, mas ela sempre fugiu de mim.

Inúmeras vezes pedi para Deus me matar, mas o Todo-Poderoso não me destruiu.

Ultimamente tenho pensado seriamente em me suicidar

Já perdi há muito tempo o medo do Inferno

Na verdade, eu já estou no Inferno.

A minha alma está sedenta e atormentada

Gostaria que Deus molhasse a ponta de seu dedo e refrescasse a minha língua

Eu sou escravo do pecado

Sempre quis me libertar dessa escravidão, porém, nunca me libertei.

Constantemente sou mandado para o tronco quando me rebelo contra Satanás

Sinto-me como um escravo colonial

Quero liberdade

Desejo ser livre para poder fazer a diferença nesse mundo

Quero ser uma luz nas trevas

Eu sempre quis ser alguém importante

Gostaria de ser especial

Mas, infelizmente, sou um fracassado.

Nunca conquistei nada na vida

Não tenho capacidade para prosseguir

Fui ferido e estou agonizando

Os meus olhos escurecem e o meu coração apodrece

Desejo libertar a minha alma dessa prisão

Quem me dera rever os meus amigos mortos

Quero beijar a face da morte.

(Quando escrevi esse poema, eu estava extremamente deprimido, mas hoje me sinto melhor).

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

MINISTROS DE DEUS



(Esse texto é uma lembracinha que deixo para os religiosos hipócritas, Blogildo, Thompson Rogério, "irmão" Alex, e aos demais religiosos idiotas que não têm outra coisa para fazer da vida a não ser se basear na Igreja Primitiva para demonizar o serviço militar e a política. Eu prefiro dar créditos a Palavra de Deus do que dar ouvidos as heresias que alguns Pais da Igreja pregavam).




“Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas. De modo que aquele que se opõe à autoridade, resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação. Porque os magistrados não são para temor quando se faz o bem, e, sim, quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem, e terás louvor dela; visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal. É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência. Por esse motivo também pagais tributos: porque são ministros de Deus, atendendo constantemente a este serviço. Pagai a todos o que lhes é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra”. (Romanos 13:1-7)


A Bíblia afirma que as autoridades constituídas foram instituídas por Deus e que todos os homens devem se sujeitar a elas. Na Carta aos Romanos, é relatado que os agentes do Estado são ministros de Deus e vingadores para castigar os que praticam o mal. Então, quando as Testemunhas de Jeová e os crentes pacifistas pregam que as autoridades constituídas são de procedência maligna, eles estão mentindo descaradamente; porque a Palavra de Deus fala que toda autoridade procede de Deus. Portanto, os militares, policiais, magistrados e políticos são ministros de Deus que exercem as suas funções, com a aprovação divina, para manter a lei e a ordem no mundo.


“Também soldados lhe perguntaram: E nós, que faremos? E ele lhes disse: A ninguém maltrateis, não deis denúncia falsa, e contentai-vos com o vosso soldo”. (Lucas 3:14)


João Batista era o precursor do Messias e ele preparava o povo para a vinda de Jesus Cristo quando batizou alguns soldados. Esse profeta em nenhum momento recriminou os militares, pelo contrário, ele lhes disse para exercerem a sua função com honestidade. O apóstolo Paulo vivia comparando a vida cristã com o serviço militar e com certeza ele não usaria algo profano como comparação, ou seja, o Exército procede de Deus como toda autoridade constituída.


O centurião Cornélio era um homem justo e temente a Deus, isto é, ele era um oficial romano que guerreava e não se envolvia com a idolatria que predominava na época. Cornélio servia em Cesaréia e a sua missão era manter a paz. Não está escrito na Bíblia que o apóstolo Pedro obrigou Cornélio a abandonar a sua centúria, e se o serviço militar fosse algo realmente diabólico, tenho certeza que a Palavra de Deus alertaria os cristãos sobre isso, no entanto, não existe sequer um versículo da Bíblia que proíba os cristãos de serem soldados. Todos os centuriões mencionados no Novo Testamento tinham bom caráter e eram honestos.


Há muitas provas arqueológicas sobre o procônsul Sérgio Paulo que relatam que ele governou Chipre durante três anos e depois se tornou curador de um banco em Roma. Apesar da maioria dos cristãos primitivos ter implicado com o serviço militar e a política, existiram autoridades que eram cristãs, como, por exemplo, o procônsul Sérgio Paulo.


O carcereiro de Filipos portava uma espada e a própria Palavra de Deus relata que ele permaneceu em sua profissão depois de sua conversão, pois ele libertou Paulo e Silas no dia seguinte e a Bíblia se refere a ele ainda como carcereiro nessa ocasião.


Na Carta aos Filipenses, o apóstolo Paulo comentou que evangelizou os guardas pretorianos que o vigiavam e afirmou que existiam santos no palácio de César, e a Palavra de Deus indica que esses santos eram os soldados evangelizados pelo apóstolo Paulo. Provavelmente, existiam cristãos na Guarda Pretoriana.


Existiu um cônsul cristão, no primeiro século, chamado Acilius Glabrio, que foi martirizado por não negar a sua fé. A História relata que Acilius Glabrio continuou sendo cônsul depois que se converteu.


Os religiosos pacifistas se baseiam em versículos bíblicos fora de contexto e deturpam a História para propagar o pacifismo, mas nesse texto, eu mostro a verdade contida na Bíblia. Eu devo praticar as coisas certas que a Palavra de Deus ensina e não cometer os mesmos erros que a Igreja Primitiva cometeu.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

SAUDADES DA MINHA INFÂNCIA


(Nesse texto, eu comento que fui espancado quando era criança, e quero deixar bem claro que a minha mãe e a minha avó nunca me espancaram, pois quem me espancava era o meu antigo padrasto. Nesse texto, eu expressei os meus sentimentos e fui bem sincero em tudo o que escrevi).


Sinto saudades de quando eu era criança, pois naquela época eu era feliz. Apesar de eu ter sido espancado e humilhado diversas vezes, a minha infância teve o seu lado bom. Sinto falta da Rede Manchete, porque quando eu era criança sempre assistia os desenhos japoneses e as séries tokusatsus que passavam nessa maravilhosa emissora. O SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) também marcou a minha infância, pois eu sempre assistia Chapolim e Chaves e vários desenhos legais nesse canal. Eu também me divertia vendo os documentários e programas educativos da TV Cultura, que na minha opinião é a única emissora da atualidade que presta. Hoje, a televisão é um lixo que passa todas as baixarias que se pode imaginar para ganhar audiência. A minha vida era a televisão, mas ultimamente dá até desgosto de assisti-la; porque somente passa programas, desenhos, novelas e séries de péssima qualidade. Quem me dera voltar no tempo e rever os desenhos e séries que me fizeram tanto feliz. A geração de hoje é muito fútil e medíocre, por isso, que a mídia passa apenas porcarias, para poder conseguir o ibope desses tolos que têm um péssimo gosto. O meu sonho é que um dia a televisão volte a ser como era antes, mas acho que isso é impossível; pois a geração de hoje é completamente diferente da geração de minha época. Infelizmente, eu somente posso lamentar.

Eu sou apaixonado pelas artes marciais desde que eu tinha cinco anos de idade, e desde aquela época eu desejava praticar alguma luta esportiva. Entretanto, a minha família na época, e mais um bando de crentes idiotas, ficavam endiabrando as artes marciais, e me proibiram de praticá-las, e isso gerou sérios traumas em minha alma. Depois que me tornei num homem, eu tentei praticar Kung Fu e Jiu-Jitsu, mas fracassei como lutador. Não tenho flexibilidade o suficiente para lutar com eficiência e se eu praticasse desde criança, hoje, eu seria um lutador profissional. Eu desisti das lutas esportivas, porque cansei de testificar o meu fracasso e de ser acusado e condenado pelos fãs fanáticos de Rebecca Brown e Daniel Mastral. Infelizmente, esses hereges são idolatrados por pentecostais alienados que os seguem cegamente.

Eu sempre admirei a polícia e as Forças Armadas e desde criança desejo ser policial ou soldado. Mas, infelizmente, se eu entrasse na polícia ou no Exército, com certeza as Testemunhas de Jeová e os menonitas iriam me acusar e me condenar até não poderem mais. O pior de tudo, é que mesmo com a Bíblia falando que as autoridades constituídas foram instituídas por Deus, eles insistem em pregar o Anarquismo e demonizar o Estado. Os policiais e os soldados são ministros de Deus, que exercem a sua função com a aprovação divina para castigar os malfeitores, e os religiosos pacifistas podem espernear e fazer escândalo a vontade que a Palavra de Deus não deixará de aprovar que os cristãos se envolvam com o serviço militar ou ingressem na polícia. Na Carta aos Filipenses, o apóstolo Paulo comentou que evangelizou a Guarda Pretoriana e afirmou que existiam santos no palácio de César, e a minha esperança é que esses santos sejam mesmo os guardas pretorianos evangelizados pelo apóstolo Paulo como a própria Bíblia indica. O que os cristãos primitivos faziam ou deixavam de fazer não me interessa. Se os primeiros cristãos não se alistavam no Exército e odiavam os judeus o problema era deles e não meu. A Igreja Primitiva era anti-militarista e anti-semita, ou seja, ela era anti-bíblica mesmo. Eu devo obedecer a Palavra de Deus e não dar ouvidos as heresias que alguns Pais da Igreja pregaram. Um dos meus maiores sonhos é conseguir uma prova histórica concreta de que o centurião Cornélio permaneceu em sua centúria depois de sua conversão, porque assim eu calaria de uma vez por todas esses pacifistas hipócritas que não têm outro assunto a não ser endiabrar as autoridades constituídas. Não suporto hipocrisia religiosa.

Durante anos, eu carrego as lembranças e os traumas de minha infância e espero um dia poder esquecer as coisas ruins e ter de volta as coisas boas. Eu cresci, e não me tornei policial e nem soldado. Não sou um lutador e nem tenho uma namorada, isto é, eu não conquistei nada na vida. A minha vontade é pegar uma arma e atirar na minha cabeça, mas algo dentro de mim diz que ainda há esperança. Todos os dias eu pergunto para Deus o porquê d’Ele insistir em me manter vivo, já que eu pedi inúmeras vezes para Ele me matar. Não sei qual é o propósito de Deus na minha vida, e aguardo ansiosamente por respostas. Não sei até quando suportarei viver, e espero que o Todo-Poderoso me socorra a tempo, antes que seja tarde demais. Que Deus tenha piedade de minha alma.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O QUARTO PODER


Os três poderes são: Executivo, Legislativo e Judiciário. O quarto poder é a mídia. A televisão é uma grande arma que pode ser usada tanto para o bem quanto para o mal.

A qualidade da TV aberta caiu muito e a TV a cabo está indo pelo mesmo caminho. Estou muito decepcionado com a televisão atual, porque quando eu era criança me divertia assistindo desenhos animados (na verdade, assisto desenhos até hoje). A Rede Manchete, o SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) e a TV Cultura me fizeram uma criança feliz. Apesar de eu ter tido sérios problemas na infância (fui vítima da violência doméstica), ficava feliz quando assistia os desenhos japoneses e as séries tokusatsus da Rede Manchete, e também me divertia assistindo os programas educativos da TV Cultura, e vi muito Chapolim e Chaves no SBT.

Eu nasci, em 1984, portanto, não pude conhecer a TV Tupi, pois ela faliu, em 1980. Mas, fiquei sabendo que a TV Tupi foi uma excelente emissora que passava inúmeros programas e novelas legais. Que pena, que eu não cheguei a conhecê-la. Mas, conheci a saudosa Rede Manchete (que na minha opinião foi a melhor emissora de televisão que já existiu) e ainda me lembro da emoção que sentia quando assistia “Saint Seiya”, conhecido também como “Os Cavaleiros do Zodíaco”. A televisão era mágica antigamente, mas hoje é um monte de estrume. Nunca vi tanta baixaria, desenhos e séries ridículas como na atualidade. Eu sempre soube que a televisão é manipuladora, (como a Rede Globo, que apoiou a Ditadura Militar e fazia manipulação psicológica, distorcendo a verdade, para desarmar a população, baseada em interesses políticos, e não porque queria acabar com a violência) e atualmente está insuportável assistir a TV aberta, pois as programações são de péssima qualidade.

A Rede Record tenta competir com a Rede Globo através de suas novelas. Algumas de suas novelas são até boas, mas “Caminhos do Coração” e “Os Mutantes” foram às piores novelas que assisti em toda a minha vida, e até hoje não entendo como essas porcarias fizeram tanto sucesso.

A Rede Bandeirantes voltou a passar o desenho Saint Seiya duas vezes; na primeira vez, o desenho passou todo retalhado e, na segunda vez, esse lixo de emissora, que não respeita os telespectadores, tirou o desenho do horário da tarde para passá-lo somente de manhã. Eu estudo de manhã e não posso mais assistir o desenho e isso me deixa muito triste. Antigamente, essa emissora tinha uma programação de ótima qualidade, que passava durante a tarde, chamada “Band Kids” que tiraram do ar sem justificativa nenhuma.

O SBT antigamente era uma emissora excelente, pois passava o palhaço “Bozo” e também o Chapolim. Hoje, essa emissora decadente passa os mesmos episódios repetidos de sempre do Chaves (têm mais episódios, mas o SBT não passa) e Chapolim foi tirado da programação. Sinto falta do antigo SBT, que me fez muito feliz em minha infância.

A Rede Globo é o sistema de comunicação que forma a opinião pública no Brasil. Essa maldita emissora vivia babando o ovo do Regime Militar e colocou o Fernando Collor no poder. A Rede Globo também é outra que adora estragar os animes, pois o Rurouni Kenshin (Samurai X) que conta a história de Battousai, o Retalhador, foi todo picotado. A Rede Globo retalhou o Retalhador. O documentário “MUITO ALÉM DO CIDADÃO KANE” conta os podres da Rede Globo, no entanto, esse vídeo foi proibido de passar no Brasil. Graças a Deus, que existe a Internet, porque no mundo virtual a Rede Globo não manda em nada, e muitas pessoas já viram esse documentário e já sabem dos segredos da emissora de televisão que acha que está acima do bem e do mal e sempre dominou o Brasil.

A TV a cabo decai a cada dia que passa, pois o Cartoon Network e o Nickelodeon estão competindo com o Discovery Kids para ver quem é pior. O Animax passava muitos animes legais, entretanto, hoje, fica passando séries ridículas e ainda a produção do canal ameaça tirar os desenhos japoneses da programação para somente ficar passando esses lixos de séries da atualidade. O Cartoon Network passava vários animes no Toonami e o Nickelodeon passava vários seriados legais na Nick at Nite, mas hoje esses canais apenas passam desenhos e séries sem graça alguma.

A mídia, o quarto poder, não se importa em educar as pessoas e ensiná-las a cidadania, porque a mídia somente se preocupa em ter ibope, mesmo que ela tenha que passar porcarias todos os dias para conseguir isso. A minha esperança é que um dia a televisão melhore.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

A ESQUERDA ARMADA


“Nenhum soldado em serviço se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra”. (2 Timóteo 2:4)

O apóstolo Paulo vivia comparando a vida cristã com o serviço militar e tenho certeza de que ele não usaria algo profano como comparação, isto é, o Exército procede de Deus como toda autoridade constituída.

A Bíblia nos ensina que devemos nos submeter às autoridades constituídas, porque elas foram instituídas por Deus. As autoridades governamentais estão a serviço de Deus para o bem-estar da sociedade, ou seja, as autoridades são seus ministros para castigar os que praticam o mal. Entretanto, quando o Estado não cumpre o seu papel (que é castigar os malfeitores) e passa a ser opressor, então, ele não está agindo segundo a vontade de Deus. O Todo-Poderoso instituiu as autoridades governamentais para que a lei e a ordem prevaleçam sobre a Terra. A obrigação das autoridades é servir os cidadãos, porém, nem sempre elas cumprem com o seu dever como deveriam.

Sempre houve revoltas populares contra os governos e na maioria das vezes a população acabou sendo massacrada. Em países orientais, como a China e o Japão, os camponeses foram proibidos de portar armas (para que eles não se rebelassem contra o Estado), então, eles transformaram os seus próprios corpos em armas. Assim, surgiram as artes marciais. O termo “marcial” significa literalmente “militar”, isto é, “artes marciais” significam “artes militares” (não tem nada haver com o culto pagão ao deus romano Marte, até porque, as artes marciais são orientais, e Marte é um deus ocidental).

João Calvino falou sobre o direito que os cidadãos têm de se rebelar contra o governo quando este é injusto e repressor. Muitos dos primeiros protestantes foram guerrilheiros que empunharam armas para combater a Igreja Católica que os perseguia implacavelmente. Na Revolução Puritana, na Inglaterra, os puritanos pelejaram ferozmente contra o Estado conseguindo a sua liberdade. O Antigo Testamento relata sobre Jeú, um capitão do Exército que se rebelou contra o rei Jorão. Jeú tinha sido ungido como rei de Israel e através de uma revolução ele alcançou o poder.

Aqui no Brasil, durante a Ditadura Militar, o povo foi massacrado sem piedade e todos os que questionavam o governo eram chamados de comunistas. Vários grupos guerrilheiros de esquerda surgiram para combater o Regime Militar, e muitas pessoas valentes e idealistas se destacaram na luta armada contra o Estado opressor, como, por exemplo, Carlos Lamarca, Dilma Rousseff, Carlos Marighella e Osvaldo Orlando da Costa, o Osvaldão. Os grupos de resistência como a VPR (Vanguarda Popular Revolucionária), COLINA (Comando de Libertação Nacional), VAR-Palmares (Vanguarda Armada Revolucionária Palmares), ALN (Ação Libertadora Nacional), MR8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro) e a Guerrilha do Araguaia lutaram bravamente contra os militares acreditando que assim tornariam o Brasil num país livre.

Os Estados Unidos financiaram as ditaduras da América Latina, e a União Soviética apoiou as ditaduras da Ásia. Na América Latina, a esquerda foi à vítima e a direita a repressora; já na Ásia, a esquerda foi à repressora e a direita a vítima.

Eu sou esquerdista e não condeno todos os políticos de direita, pois alguns deles são bons e honestos. Mas, eu prefiro os políticos de esquerda, porque eles são os que se preocupam mais com os pobres; já os políticos de direita se importam mais com os ricos. Eu não sou comunista, mas admito que sou a favor da causa operária e também da igualdade social. Realmente, eu acredito que o Estado é necessário para o bem-estar da sociedade, mas quando o governo se torna opressor, então, a revolução é necessária. Ainda bem que eu vivo num país democrático.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A JÓIA MAIS PRECIOSA


As flores e os pássaros ainda vagam em meus pensamentos

Os rios dão vida as árvores do campo

As bestas e alimárias do campo refletem o seu poder

A mulher foi a maior de todas as suas criações

São como estrelas que caíram do céu

Os seus olhos me prendem

Os seus lábios são doces como o favo de mel

Os seus cabelos longos e escuros contemplam a sua beleza

A sua pele é clara e macia

O seu sorriso encantado é como o feitiço dos magos do Oriente

A sua boca atrai a minha boca

Fui enfeitiçado pelos seus olhos

Os seus lábios são doces como o açúcar refinado

Os seus olhos brilham como a luz do luar

Seu sorriso mágico me hipnotizou

Me apaixonei pelo seu olhar

Ela é a mais valiosa jóia de todos os tesouros

O rubi mais brilhante e precioso do Oriente

Nem os tesouros do rei Salomão chegam a grandeza de sua beleza

Humildade e compaixão são o seu coração

Virtude e honra a fazem uma grande mulher

A mulher dos meus sonhos mais ocultos

A minha guerra termina em paz

A minha tristeza se torna em felicidade

O meu coração palpita pelo seu amor

Seu nome ecoa nas profundezas dos meus pensamentos

A enchente da paixão inundou o meu coração

O fogo da emoção queima o meu interior

A saudade me perturba todos os dias

As lágrimas dos meus olhos são como o rio Jordão

A paixão me dividiu ao meio

Fui despedaçado em mil pedaços, e cada pedaço meu, ainda continuou te amando.

As sombras do passado me acusavam por não poder ter ajudado

Uma espada de dois gumes me retalhava por dentro

Um dardo inflamado havia encravado em meu peito

A minha valentia havia se acabado

A coragem havia me abandonado

A morte havia chegado

Mas o meu Deus me resgatou do fundo do poço, e fiquei livre.

A culpa nunca foi minha

Tentei ajudar as pessoas, mas não consegui.

Mesmo assim, meu coração ainda sofre por ela.


(Escrevi esse poema em homenagem a Dayany, uma garota por quem eu era apaixonado).

terça-feira, 24 de agosto de 2010

GUERRA SEM LIMITES

(Essa história é a continuação de Terra de Ninguém e, particularmente, eu acho as minhas histórias enfadonhas e repetitivas, portanto, decidi encerrar as minhas histórias por aqui. Se algum dia acontecer o milagre de eu me tornar realmente criativo, então, eu voltarei a escrever histórias. Pelo menos, nesse ano, eu não pretendo escrever mais nenhuma história).
Abadom, o Destruidor, foi derrotado e passou a lutar a favor da justiça, e com esse novo aliado, os heróis alcançariam muitas vitórias. Abadom decidiu pelejar pelo que é certo e abandonou a maldade.
O Brasil passava por uma situação difícil, pois o crime organizado, o Terrorismo e o Satanismo amedrontavam a população e desafiavam as autoridades constituídas.
O TC (Terceiro Comando) e o CV (Comando Vermelho) disputavam pelo domínio das favelas no Rio de Janeiro. Enquanto isso, em São Paulo, o PCC (Primeiro Comando da Capital) tinha todo o poder. A polícia tentava o crime combater, mas o Narcotráfico prevalecia a cada dia.
A rede terrorista, Al-Qaeda, planejava cometer vários atentados terroristas no país e dois árabes a lideravam no Brasil. Mohammed era o comandante das operações e Hassan era o segundo no comando.
As organizações satânicas tentavam de todas as formas extinguir o Cristianismo da Terra, mas os cristãos eram persistentes e não desistiam de sua fé.
Davi se preocupava com o futuro de sua nação e do mundo. Ele não entendia o porquê de tantas injustiças e sofrimentos afligirem as pessoas boas; e ficava indignado em ver os maus prosperarem e prevalecerem. O Herói não se conformava com as coisas erradas e queria fazer a diferença. Davi praticava artes marciais e aprendeu a manusear armas de fogo, porque assim ele acreditava que poderia proteger os indefesos e socorrer os necessitados. O Herói conversava diariamente com Deus e sabia que era por causa do pecado que o mal prevalecia no mundo, mas mesmo assim ele não aceitava essa situação. Davi pretendia se casar e ter filhos, porém, ele temia não ser um bom marido e falhar como pai. O Herói desejava ardentemente ter uma companheira para poder compartilhar os seus sentimentos, no entanto, Davi duvidava que a certa para ele realmente existisse. O Herói entregou os seus sonhos nas mãos de Deus e o seu maior desejo era ser uma pessoa melhor que fosse capaz de amar as pessoas sem distinção e de perdoar as falhas dos seres humanos que viviam ao seu redor. Davi queria ser igual a Jesus Cristo, mas ele sabia que não era digno nem de desatar as sandálias do Salvador. O Herói tinha uma boa índole e estava disposto a morrer lutando por seus ideais.
Apolo se preocupava com as almas perdidas que iam para o Inferno, por causa do pecado, e queria através da pregação do Evangelho libertar os ímpios da escuridão e levá-los para a luz.
Jeú treinava soldados para a guerra que tanto assolava o país e pretendia, através das armas, estabelecer a lei e a ordem. Ele era um militar justo e temente a Deus que combatia em favor dos fracos e oprimidos.
Shiro vivia em uma floresta isolada e treinava arduamente para aperfeiçoar as suas técnicas para assim estar preparado para os confrontos que viriam. Ele era um exímio espadachim e um excelente lutador.
Alexandre foi um satanista cruel e vil que cometeu vários crimes no passado, entretanto, Davi o derrotou num combate leal e lhe mostrou que o caminho do bem era o melhor para se trilhar. O ex-satanista sabia que Deus o havia perdoado, mas ele mesmo não se perdoava pelos crimes cometidos e praticava o bem tentando se redimir de seus erros.
Ciro pelejava constantemente contra o seu lado obscuro, pois a sua natureza assassina sempre tentava dominá-lo, mas ele lutava contra o seu impulso homicida e se esforçava para praticar o bem. O Caçador desejava usar a sua força descomunal para defender os indefesos e estava disposto a se sacrificar para que a justiça prevalecesse.
Mohammed e Hassan tramavam eliminar o máximo de pessoas possível para poder chamar a atenção das autoridades governamentais e pretendiam, através de uma arma nuclear, varrer o Estado de São Paulo do mapa.
Um jovem tenente da Polícia Militar chamado Rogério era amigo de Davi e combatia bravamente os criminosos da Capital de São Paulo. Ele era um policial honesto determinado a combater o crime para tornar a cidade num lugar seguro para se viver.
Lopan estava em sua base, que era protegida por satanistas fortemente armados, e quatro poderosos feiticeiros eram os seus guarda-costas.
Naga era caucasiano, tinha cabelo loiro curto e olhos azuis. Ele era revestido por uma armadura feita de diamante e tinha o poder de congelar os seus adversários os matando com o seu frio intenso. Naga trajava vestimentas brancas
Scarface era negro, usava cabelo rastafári e tinha olhos castanhos. Ele era mestre de Capoeira e tinha o poder de criar ilusões para confundir os seus oponentes. Scarface trajava roupas douradas.
Cipriano era branco, calvo, e tinha olhos negros. Ele era mestre no ocultismo e conhecia os segredos da magia negra sendo um feiticeiro muito respeitado no Satanismo. Cipriano trajava vestimentas e uma capa pretas.
Josias era um jovem formoso caucasiano de cabelo curto negro e olhos castanhos. Ele carregava uma foice e tinha o poder de contaminar os seus inimigos com terríveis doenças. Josias também trajava roupas pretas.
As seitas satânicas, Irmandade e Caveiras e Ossos, se enfrentavam constantemente disputando por territórios, porém, o principal objetivo dessas organizações era exterminar os guerreiros cristãos que sempre estragavam os seus planos macabros.
A Al-Qaeda provocou vários atentados terroristas em cinemas, shoppings, aeroportos e supermercados, dizimando dezenas de pessoas, e Jeú foi designado para resolver essa situação e sua missão era capturar os terroristas vivos ou mortos.
Davi caminhava pela Represa Guarapiranga quando viu um casal sendo cercado por alguns motoqueiros e um homem veio em sua direção dizendo:
__Fuja se não quiser ser morto também.
__Aquele casal precisa de ajuda.
__Isso não é problema seu.
__Não é problema meu o cassete! Eu vou ajudar.
__Faça o que quiser, mas eu não quero morrer.
O homem covarde correu o máximo que pôde desaparecendo do local e o jovem lutador sacou uma pistola Taurus calibre 765 e foi até onde estavam os bandidos e o casal.
Os motoqueiros eram assassinos estupradores e pretendiam matar o rapaz e estuprar a moça e depois roubar tudo o que eles tinham. O rapaz entrou na frente de sua companheira para protegê-la e estava disposto a morrer para salvá-la. Um dos marginais apontou um revólver Magnum calibre 44 para o rapaz e disse:
__Você vai morrer.
Quando o delinqüente ia atirar, um tiro certeiro atingiu a sua fronte e ele caiu morto da moto.
Um de seus comparsas tentou atirar no agressor e foi baleado no coração e também tombou sem vida no chão.
O Herói se aproximou do casal, mirando para os rostos dos bandidos restantes, e falou:
__Saiam daqui! Senão todos vocês morrerão.
Os marginais ficaram assustados, e mesmo estando em maior número, não ousaram desafiar Davi e fugiram amedrontados.
O casal caminhou até o Herói e o rapaz disse:
__Muito obrigado por vim aqui nos salvar! Todas as outras pessoas fingiram que não viram nada ou simplesmente saíram correndo, mas você foi o único que teve coragem de vir aqui nos ajudar. Obrigado mesmo!
__Eu não me omito diante da maldade, e sempre que posso ajudo os meus semelhantes. A pessoa que sabe que pode fazer o bem e não o faz, nisso está pecando. Os pecados de omissão são tão graves quanto os pecados de comissão.
A moça beijou a face do jovem lutador e falou:
__Você é uma pessoa maravilhosa!
__Que pena que somente as mulheres casadas acham isso, porque as solteiras não estão nem aí para mim, mas essa é outra história. Vão em paz e se cuidem.
O casal foi embora e Davi guardou a sua arma e continuou a sua caminhada preocupado com as batalhas que ele ainda enfrentaria para proteger os fracos.
Jeú, junto com os seus soldados, foram ao encalço dos terroristas e descobriram que uma bomba atômica e algumas armas químicas foram colocadas nos principais pontos da Capital e que se eles não as encontrassem a tempo, milhões de pessoas morreriam.
Mohammed e Hassan estavam na Avenida Paulista e os seus capangas armados com fuzis AK-47 e pistolas Glock calibre 9mm os escoltavam. A polícia tentou detê-los, mas os policiais foram vencidos. Rogério estava entre os policiais, conseguiu sobreviver, e foi buscar mais reforços para poder vencer o mal que ameaçava a estabilidade da nação.
__Hassan, já está tudo pronto?
__Sim, Mohammed. Não falta muito para a festa começar.
__Hoje, será um dia glorioso para a nossa organização.
__Nesse dia, o mundo saberá que estamos falando sério.
Horas depois, o Herói foi até próximo de onde estavam os terroristas e viu Jeú cercado por seus soldados e se aproximou falando:
__Capitão Jeú! Sou eu, o Davi.
Os militares o barraram, mas Jeú lhes disse:
__Podem deixá-lo vir, pois ele é meu amigo.
O jovem lutador caminhou até o capitão e lhe perguntou:
__O que o senhor faz aqui?
__Eu soube que os terroristas estão por perto.
__Eu posso ajudá-los se quiser.
__Você é um civil, mas a sua ajuda será muito bem-vinda.
Enquanto Davi e Jeú se preparavam para combater os terroristas, os outros heróis foram até a base de Lopan, porque eles pretendiam acabar de uma vez por todas com a seita satânica Caveiras e Ossos.
Lopan soube da presença dos intrusos e ordenou aos seus guarda-costas que eliminassem os invasores.
Os satanistas que vigiavam a base tentaram deter os heróis, mas o Destruidor e o Caçador os derrotaram facilmente.
__Fico feliz em ter um aliado tão poderoso como você, Abadom.
__Também fico contente em lutar ao seu lado, Ciro.
De repente, um frio intenso tomou conta do local e Naga apareceu gargalhando sadicamente.
__Vocês são loucos inconseqüentes ou simplesmente são suicidas mesmo?
Ciro avançou exibindo as suas lâminas de prata e Naga se esquivou de sua trajetória congelando a sua perna direita com uma rajada de gelo.
__Podem continuar! Deixem-no por minha conta.
__Você é muito valente em querer ficar aqui para lutar sozinho comigo.
O Mestiço ficou para lutar com Naga e os demais heróis prosseguiram determinados a derrotar Lopan e seus subordinados. Os guerreiros cristãos foram até um recinto onde as vítimas dos satanistas eram sacrificadas e foram cercados pelos outros feiticeiros. Apolo foi surpreendido por Scarface; Shiro tentou ajudá-lo e foi detido por Josias; e Alexandre foi desafiado por Cipriano. O Destruidor, se movendo na velocidade da luz, conseguiu prosseguir tranquilamente até a sala onde se encontrava Lopan.
__Eu tenho poder suficiente para congelar até o Inferno. Você acha mesmo que pode me vencer?
__Darei o melhor de mim para derrotá-lo.
__Ponha-se no seu lugar, Ciro! Eu sou muito mais poderoso do que você.
__Naga, não me subestime, porque você pode pagar com a vida por essa imprudência.
__Uma de suas pernas está congelada, você não poderá lutar com eficiência.
O Caçador tocou em sua perna congelada e com o seu poder elétrico derreteu o gelo e ficou em posição de combate.
__Agora, eu estou pronto para lutar.
Apolo e Scarface começaram a gingar e desferiram vários tipos de chutes um no outro. O feiticeiro criou uma ilusão em que vários outros homens iguais a ele surgiram e estenderam as suas mãos. O capoeirista cristão pensou que por serem ilusões nenhum dano poderiam causar nele, porém, ele estava enganado. Vários raios atingiram Apolo em cheio e ele caiu.
Josias invocou o seu poder maligno para contaminar Shiro com alguma doença, mas nenhum mal lhe aconteceu.
__Mas como você não está morrendo?
__O seu feitiço não funciona em mim.
__Droga! Não seja por isso. Eu usarei a minha foice para te decapitar.
O espadachim desembainhou a sua Katana e duelou com Josias determinado a vencê-lo e continuar a sua jornada.
Cipriano lançou várias bolas de energia e Alexandre com a sua agilidade se esquivou das magias e avançou em seu inimigo. O feiticeiro levitou escapando da investida do ex-satanista e voltou para o chão lançando uma bola de energia em suas costas o arremessando contra um pilar.
__Você não tem nenhuma chance contra mim. Por que você não aceita a sua derrota e morre com dignidade?
__Não sou covarde para me entregar assim tão facilmente. Eu lutarei até o fim, mesmo que eu tenha que me sacrificar para te vencer.
__Admiro a sua valentia! Lhe aplicarei o meu melhor golpe para que você morra rapidamente e sem dor.
__Obrigado pela consideração! Mas, eu prefiro que você lute para valer comigo, porque quanto mais difícil for à batalha, mais saborosa será a vitória.
Abadom encontrou Lopan e eles trocaram socos e chutes surrando um ao outro com ferocidade. O Destruidor e o feiticeiro se feriram lançando as suas magias um no outro e ambos ficaram gravemente feridos.
__Seu traidor! Eu te libertei daquele abismo e é assim que você retribui a minha generosidade?
__Você é igual ao homem que me aprisionou. Você apenas me libertou, porque queria me usar para os seus propósitos maléficos.
__Já que você não está de meu lado, então, eu mesmo te aprisionarei naquele abismo. Você será encarcerado novamente.
__Eu não me importo de ser aprisionado de novo, mas antes irei te derrotar.
Jeú e Davi foram surpreendidos pelos terroristas e houve troca de tiros. O capitão trocou tiros com Mohammed e o feriu no braço esquerdo.
__Desista, Mohammed! Você está cercado!
__Eu nunca desistirei! Mesmo que você me mate, outros ocuparão o meu lugar.
__Admiro a sua coragem e determinação, mas matar pessoas inocentes não tornará o mundo melhor.
__Vocês, ocidentais, não são capazes de nos compreender mesmo.
__Se entregue! Não me obrigue a te matar!
__Eu morrerei, mas levarei você junto comigo.
__A próxima bala será na sua cabeça.
__Prepare-se para morrer.
O terrorista acionou uma bomba que estava presa ao seu corpo e o militar correu o máximo que pôde conseguindo escapar da explosão quando Mohammed se explodiu.
O Herói se deparou com Hassan e a munição de ambos havia acabado. O terrorista desferiu um chute frontal em seu estômago e um soco direto em sua cara. O jovem lutador lhe desferiu um chute lateral e uma giratória no rosto.
__Você é bom, garoto! Mas, não é páreo para mim.
__Você ainda não viu nada.
__Ninguém poderá nos impedir.
__Nós os impediremos.
__Nós não tememos a morte e nem ninguém.
__Vocês não são os únicos que estão dispostos a morrer pelejando pelo que acreditam.
Hassan socou diversas vezes o seu abdômen e sua cara, mas o Herói desferiu um soco uke em seu estômago, vários socos cruzados em seu rosto e um soco gancho em seu queixo. O terrorista tentou revidar e foi nocauteado por um chute faca que atingiu em cheio a sua cara.
__Eu também não tenho medo de morrer, porque eu também estou disposto a sacrificar a minha vida lutando pelo que acredito.
O Exército conseguiu vencer os terroristas, matando vários deles e prendendo o restante. A arma nuclear e as armas químicas foram encontradas e desativadas. Os militares se sentiram realizados por terem cumprido o seu dever com sucesso e voltaram para o quartel.
Ciro se esquivou das rajadas de gelo lançadas por Naga e soltou várias descargas elétricas em seu oponente o derrotando e continuou prosseguindo.
Apolo se levantou e Scarface usou novamente a sua ilusão, porém, dessa vez o capoeirista cristão conhecia a sua técnica e o venceu chutando várias vezes todo o seu corpo.
Shiro foi ferido no estômago, mas conseguiu desarmar Josias o ferindo no ombro direito. O espadachim poupou a sua vida, pois ele não era um assassino, (Shiro somente matava para se defender quando não tinha alternativa) e foi atrás de Lopan.
Alexandre, usando toda a sua força e habilidade de luta, pelejou contra Cipriano e o derrotou o deixando estirado no chão.
Abadom concentrou o seu poder e lançou uma cápsula de energia no tórax de Lopan o arremessando contra a parede. O feiticeiro, muito ferido, jurou que se vingaria futuramente e foi coberto por uma névoa desaparecendo.
Por causa da pressão das autoridades constituídas, Lopan e Eric, fugiram do Brasil, e suas organizações satânicas perdiam o seu poder a cada dia que passava. Os heróis se alegraram por terem triunfado novamente e voltaram felizes para as suas casas. Assim, o mal foi derrotado.