quarta-feira, 11 de novembro de 2009

GUERREIROS DE CRISTO

(Quero deixar bem claro que essa história é apenas uma ficção, então, por favor, fariseus, espero que vocês não venham me atacar pedra, pois sei que vocês são bons nisso. Eu respeito as religiões dos outros, portanto, macumbeiros e budistas, não se ofendam comigo, porque não tenho nada contra vocês. Eu não sou fã do Daniel Mastral e nem acredito em lobisomens).
Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, mas o ser humano se corrompeu com o pecado se tornando igual ao Demônio. O Altíssimo se comunicou com o seu povo através dos patriarcas, juízes e profetas, mas ainda os homens estavam distantes de Deus, até que o Todo-Poderoso enviou o Rei dos reis e Senhor dos senhores para se sacrificar pelos seus servos e salvá-los.
Satanás, o Príncipe das Trevas, odiava o Criador por ter sido expulso do Céu, mas como ele não podia com Adonai, resolveu descontar a sua fúria na humanidade.
Os judeus sempre esperaram um Messias guerreiro e grande libertador, mas Jesus Cristo veio sem escudo e espada ensinar o amor e o perdão. O Filho de Deus é o rei legítimo de Israel, mas Herodes usurpou o seu trono, e até tentou matá-lo quando Ele era apenas uma criança. Jesus Cristo sofreu e morreu por amor de seu povo e resgatou os seus escolhidos da morte eterna através de seu sangue derramado na cruz. O Messias desceu até o Hades e tomou as chaves da morte e do Inferno das mãos do Diabo, decretando a derrota definitiva do Rei do Mal, e três dias depois ressuscitou.
O Cristianismo era visto como uma ramificação do Judaísmo, mas os próprios judeus não aceitavam que um simples carpinteiro pudesse ser o Messias que os libertaria da opressão.
Nos três primeiros séculos, os cristãos foram perseguidos pelo Império Romano; eles eram lançados as feras, crucificados e degolados por amarem a Deus acima de todas as coisas. Os cristãos do século I não se alistavam no Exército e nem ocupavam cargos públicos por causa da idolatria que predominava (como o culto ao imperador), mas existiram alguns militares e políticos entre eles, como o centurião Cornélio e o procônsul Sérgio Paulo.
No século IV, o imperador Constantino através do Édito de Milão deu liberdade religiosa aos cristãos para poderem buscar o seu Deus em paz. Constantino organizou o Concílio de Nicéia onde surgiu o Catolicismo e os livros da Bíblia foram reunidos.
No século V, Agostinho de Hipona, o maior de todos os Pais da Igreja, desenvolveu a teoria da guerra justa, porque ele acreditava que os cristãos têm o dever moral de guerrearem para promover a justiça. Esse grande teólogo serviu de inspiração para os reformadores do século XVI reformarem a Igreja Cristã.
Durante a Idade Média, a Igreja Católica perseguiu, torturou e assassinou inúmeras pessoas que discordaram de seus ensinamentos heréticos. As “bruxas” e os “hereges” eram queimados vivos nas fogueiras do Santo Ofício da Inquisição. Era uma época de escuridão e trevas.
Na Idade Moderna, um monge agostiniano chamado Martinho Lutero não se conformava com as vendas de indulgências, relíquias e cargos eclesiásticos, e se rebelou contra o Catolicismo reformando a Igreja Cristã. Ele ensinava que a Salvação é pela Graça e não pelas obras e defendia a separação entre Igreja e Estado.
João Calvino foi um grande teólogo que também cooperou com a Reforma Protestante e foi o que mais divulgou a Predestinação que passou a ser conhecida como Calvinismo.
Ulrico Zuínglio era capelão do Exército e foi um grande reformador, em Zurique, na Suíça. Ele morreu lutando contra a Igreja Católica e foi um dos grandes teólogos que cooperaram com a Reforma da Igreja Cristã.
Houve várias guerras entre católicos e protestantes; os luteranos na Alemanha, os huguenotes na França e os puritanos na Inglaterra empunharam armas e pelejaram ferozmente contra os seus opressores.
No século XXI, o Cristianismo era dividido em várias religiões, mas o Protestantismo era o que mais seguia as Escrituras Sagradas. O Satanismo constantemente atacava a Igreja de Cristo com a intenção de destruí-la, mas os cristãos verdadeiros permaneciam firmes no Evangelho.
As organizações secretas, Illuminati e Maçonaria, pretendiam instalar uma nova ordem mundial onde o Cristianismo seria erradicado da Terra. A mídia era usada para pregar o desarmamento civil e o sincretismo religioso, pois essas organizações secretas não queriam que houvesse resistência armada contra o seu governo e desejavam o fim da Igreja Cristã. As nações aos poucos se uniam e faltava pouco tempo para o Anticristo ascender ao poder.
No Brasil, uma organização satânica mundial conhecida como a “Irmandade” tramava expandir o Satanismo e exterminar todos os cristãos do país. Um satanista chamado Lothos, que era sumo sacerdote de Baal-Zebube, o Senhor das Moscas, almejava dar um golpe de Estado e tomar o poder, e pretendia eliminar os principais heróis que se opunham ao seu domínio.
Davi era branco, tinha cabelo preto curto e olhos castanhos, era historiador e professor de História, e tinha um vasto conhecimento teológico e filosófico. Ele praticava Sanshou (Boxe Chinês), Lei Tai Kuoshu, Estilo Integração e Jiu-Jitsu. Davi era um cristão devoto que andava segundo o coração de Deus, e amava tanto o Criador, que morreria por Ele se fosse necessário.
Apolo era negro, calvo, tinha olhos pretos, e foi babalorixá, mas se converteu através de Davi; ele era mestre de Capoeira e missionário da JOCUM (Jovens Com Uma Missão) e usava essa luta esportiva para ganhar almas para Cristo. O teatro apesar de ter a sua origem no culto a Dionísio, o deus da loucura e do vinho, era também um excelente instrumento de evangelismo, porque Deus pode tornar o que é maldito em bendito, e transformar o pecado em benção.
Shiro era japonês, tinha cabelo longo escuro e olhos castanhos, e foi budista durante vários anos de sua vida, mas se tornou cristão deixando Buda de lado para seguir Jesus Cristo. Ele era mestre de Karatê e Kenjutsu (arte da espada) e usava a sua habilidade em lutar para proteger os indefesos e ensinava os oprimidos a se defender.
Jeú era judeu, tinha cabelo preto curto e olhos verdes, e teve uma criação judaica, mas quando se tornou adulto se converteu ao Protestantismo. Ele era capitão do Exército, pois era um judeu com cidadania brasileira, e era mestre de Krav Magá (arte marcial israelense). Jeú era um militar justo e honesto, um bom exemplo a ser seguido.
Esses heróis eram amigos e constantemente atrapalhavam os planos maléficos de Lothos, o líder da Irmandade no Brasil. Esse satanista era caucasiano, tinha cabelo comprido loiro e olhos azuis, e era um dos feiticeiros mais poderosos do mundo que tinha poderes sobrenaturais concedidos pelo Inferno. Ele era protegido por quatro guerreiros especiais que já haviam matado centenas de pessoas.
Daniel, o Filho do Fogo, era branco, tinha cabelo longo escuro e olhos castanhos; ele era mestre em três estilos de Kung Fu e tinha o poder de produzir e manipular o fogo, e com o auxílio de um espírito maligno podia se transformar num lobisomem. Daniel trajava vestimentas pretas e usava uma capa vermelha, e sua personalidade era muito agressiva e ele adorava subjugar os mais fracos.
Morgan, o Guerreiro do Gelo, era caucasiano, tinha cabelo comprido negro e olhos verdes; ele era mestre de Ninjitsu e tinha o poder de congelar tudo o que desejasse apenas com o estender de suas mãos. Morgan trajava vestimentas azuis e uma capa preta. O seu coração era tão frio quanto o seu dom maldito e sua alma era corrompida pelo pecado.
Kwan Kun era chinês, tinha cabelo longo preto, olhos castanhos e usava barba grande, e era mestre de artes marciais e um perito na arte da espada. Ele trajava vestimentas coloridas e carregava em sua cintura uma Chien (espada chinesa imperial). Kwan Kun era extremamente forte e habilidoso em combate e tinha o poder de criar bolas de energia e lançá-las contra os seus adversários.
Jack da Lanterna era um psicótico que pensava ser o personagem mítico do Halloween que foi expulso do Céu e do Inferno, porque tanto Deus quanto o Diabo não suportaram as suas travessuras, então, ele foi condenado a vagar eternamente pela Terra. Essa história é somente uma lenda celta, porém, esse lunático acreditava nisso e trajava vestimentas de cores, roxa, laranja e preta, e carregava uma foice em suas mãos que ele usava para decapitar as suas vítimas. Jack da Lanterna usava uma máscara de abóbora e era sádico e impiedoso, e tinha os poderes da telecinese e do teletransporte.
Lothos, junto com os sacerdotes do deus de Ecrom, criaram um monstro terrível com corpo de homem e cabeça de animal. Eles degolaram um homem branco e costuraram a cabeça de um bode preto ao seu corpo, e um espírito maligno se apoderou do cadáver, e o batizaram de Baphomet, o deus das bruxas, conhecido também como o Bode de Mendes. Essa besta assassina tinha duas grandes asas em suas costas e todos os poderes sobrenaturais dos filhos das trevas comandados por Lothos, e sobrevoava os principais pontos da Capital de São Paulo matando quase todos os que atravessavam o seu caminho deixando rastros de destruição e morte por onde passava.
Algumas mulheres formosas foram capturadas pelos súditos de Lothos e levadas para o templo de Baal-Zebube, o Senhor das Moscas, que ficava localizado em um lugar isolado da sociedade onde poucos conheciam, para serem sacrificadas a esse falso deus.
Davi e seus companheiros se encontraram próximo ao local e decidiram invadir o templo satânico. Jeú era o único que portava arma de fogo, pois ele sabia que nesse lugar tinham inimigos perigosos e se preveniu. Os heróis invadiram cautelosamente o recinto e se dividiram para poderem procurar as moças. O templo era protegido por satanistas armados com pistolas Glock calibre 9mm, fuzis e submetralhadoras de diversos tipos de calibres.
O Herói entrou em uma sala que em seu centro tinha um pentagrama rodeado por velas acesas e foi surpreendido por três satanistas empunhando pistolas. Um dos facínoras se aproximou de Davi e foi rapidamente desarmado e nocauteado com duas coronhadas na cara. Os comparsas trocaram tiros com o Herói e foram mortos. Um foi baleado na fronte e o outro ferido mortalmente no coração. Davi não gostava de matar os seus semelhantes, mas ele mesmo sabia que às vezes não há alternativa, e apenas matava por legítima defesa. O jovem lutador guardou a arma e seguiu adiante.
De repente, um homem surgiu caminhando lentamente até o Herói e disse:
__Você deve ser Davi, não é mesmo?
__Sou eu mesmo. E quem é você?
__Eu sou Daniel, o Filho do Fogo.
__Eu e meus amigos viemos aqui para salvar as garotas que vocês seqüestraram.
__É mesmo? Então, terá que me derrotar.
__Isso não será problema.
__Eu sou um dos feiticeiros mais poderosos do Brasil, portanto, você não pode me vencer.
__Você vem contra mim com uma força descomunal e com poderes sobrenaturais concedidos pelo Inferno, mas eu venho contra você, em Nome do Senhor dos Exércitos, o Deus que você tem afrontado.
__Hahahahahahahahahaha. Você se refere a qual deus, pois existem vários?
__Ao Deus único.
Apolo foi até uma sala infestada de estátuas de deuses pagãos e se deparou com Morgan, o Guerreiro do Gelo. O vilão se aproximou dele e lhe perguntou:
__Você é Apolo, aquele que era um babalorixá?
__Sou eu mesmo.
__Eu sou Morgan, o Guerreiro do Gelo.
__Eu vim impedir o sacrifício que vocês pretendem realizar nesse templo profano.
__Você é um traidor. Antigamente você servia os orixás, mas agora serve a Jesus Cristo.
__Antes eu vivia na escuridão, mas hoje sou guiado pela luz do Salvador.
__Veremos quem é o verdadeiro deus, o Deus judaico-cristão ou Baal-Zebube, o Senhor das Moscas. Hahahahahahahahahaha.
Shiro entrou numa sala que tinha vários tipos de espadas e lanças penduradas nas paredes e foi surpreendido por Kwan Kun.
__Você deve ser Shiro, o mestre na arte da espada?
__Sim, sou eu. E você é Kwan Kun, acertei?
__Isso mesmo.
__Onde estão as garotas?
__Terá que me vencer primeiro se quiser saber a localização delas.
__Então, eu te vencerei.
Jeú estava se aproximando da sala real, onde se encontrava Lothos, quando foi barrado por Jack da Lanterna.
__Se você quiser entrar nesse recinto terá que passar por cima de mim.
__A época do Halloween já passou, então, por que você continua usando essa fantasia ridícula?
__Você é bem engraçadinho, mas eu acabarei com a sua graça agora mesmo.
O militar sacou uma pistola Colt calibre 45 e efetuou um disparo na direção de seu oponente, mas o satanista escapou da bala usando o seu teletransporte surgindo atrás do capitão. Quando o herói se virou para contra-atacar foi desarmado e arremessado contra a parede pela telecinese do feiticeiro.
Daniel assoprou as suas chamas infernais e Davi escapou da morte se jogando para o lado. O Filho do Fogo lançou várias bolas de fogo e o Herói se esquivou das magias.
__Você é bastante habilidoso, mas não poderá se esquivar para sempre.
Davi desferiu um soco uke em seu abdômen e três socos cruzados em seu rosto; o vilão se irou e o espancou brutalmente.
__Fiquei sabendo que você além de ser praticante de artes marciais também é historiador. Então, você sabe que o Diabo está no controle da História.
__Isso é mentira! Deus é o Senhor da História.
__A opressão sempre foi o alicerce das civilizações humanas. Quando os maus vencem, eles passam a ser os bons, e quando os bons perdem, eles passam a ser os maus. Por isso, os que ganham as guerras é que contam a História.
__Idiota! Deus sempre esteve no controle da situação e regeu a História da humanidade. Ele sempre ergueu heróis para castigar os maus e exaltar os bons. O bem sempre triunfará sobre o mal, porque o Messias quando morreu na cruz e ressuscitou vencendo a morte e o Inferno decretou a derrota definitiva de Satanás. Durante a História, grandes impérios considerados invencíveis nas suas épocas foram derrubados e todos os malfeitores colheram o que plantaram, pois Deus levanta reis e poderosos e os derruba quando quer, ou seja, Ele é soberano e tem o poder para fazer o que bem entende com os habitantes da Terra. Deus sempre vencerá o Diabo e isso é algo que ninguém pode mudar.
O Herói avançou com ímpeto e fúria no seu adversário e ambos trocaram socos e chutes espancando um ao outro com eficiência.
Morgan tentou congelar o capoeirista com o seu poder congelante, mas Apolo se esquivou das rajadas de gelo e desferiu um chute frontal em seu estômago, um chute faca em seu tórax e uma giratória em sua cara. O Guerreiro do Gelo se enfureceu e golpeou diversas vezes o missionário. Apolo estava decidido a ganhar essa batalha, porque ele sabia que se perdesse pessoas inocentes morreriam, e desferiu diversos tipos de chutes no abdômen e no rosto do feiticeiro o derrotando.
Kwan Kun empunhava a sua Chien e Shiro desembainhou a sua Katana (espada de samurai) e os dois duelaram ferindo um ao outro gravemente, mas o guerreiro cristão conseguiu desarmar o seu inimigo jogando a arma longe, e tentou traspassar a sua Katana no coração dele, mas o guerreiro das trevas se desviou do ataque e a espada ficou encravada num pilar. Kwan Kun juntou as suas mãos criando uma bola de energia e a lançou contra o seu adversário que se esquivou da magia que atingiu uma parede a despedaçando. Shiro avançou em seu oponente e ambos se surraram. O vilão juntou as suas mãos novamente criando outra bola de energia e a lançou contra o seu inimigo e o herói se esquivou da magia que atingiu um pilar que acabou caindo em cima de Kwan Kun e ele foi derrotado.
Jack da Lanterna paralisava Jeú e o arremessava em todos os cantos da sala usando a sua telecinese, mas Jeú com a sua força de vontade conseguiu resistir esse poder maléfico e avançou desferindo um potente soco direto na cara do satanista o derrubando. Jack da Lanterna se levantou tentando retalhá-lo com a sua foice, mas o herói se esquivou várias vezes da lâmina mortal, lhe tomou a arma e a quebrou ao meio. O feiticeiro escapava dos ataques do militar usando o seu teletransporte, mas quando Jeú conseguiu pegá-lo o espancou e o venceu.
Davi desferiu diversos tipos de socos no estômago e no rosto de Daniel o deixando zonzo e, em seguida, lhe golpeou com um potente soco gancho no queixo e o derrubou.
__Você é muito forte mesmo! Mas, eu ainda não fui vencido.
O satanista se levantou e foi possuído por um espírito maligno e se transformou num lobisomem que rugiu terrivelmente fazendo o templo estremecer. O Herói saltou desferindo um chute lateral e uma giratória em sua cara, e correu até próximo de um precipício; ele sacou a sua arma e efetuou vários disparos na besta infernal, mas de nada adiantou. Quando o monstrengo avançou com a intenção de estraçalhá-lo, Davi deu uma cambalhota entre as pernas da criatura demoníaca e o vilão caiu no abismo.
Os heróis invadiram o recinto onde as mulheres raptadas seriam sacrificadas e os satanistas fortemente armados os cercaram. Quando os guerreiros cristãos iam ser fuzilados, a polícia invadiu o local e houve troca de tiros; vários satanistas morreram e quase todos os criminosos sobreviventes foram presos e as garotas resgatadas. Lothos conseguiu escapar fugindo por uma passagem secreta.
Baphomet voltou a atacar a população e os heróis se armaram e foram ao seu encalço. O deus das bruxas se encontrava no Bairro Cidade Dutra, na Zona Sul de São Paulo, e ele resistia aos disparos efetuados pelos guerreiros cristãos. Os heróis tentaram bater nele, mas foram espancados. O Exército também tentava deter o Bode de Mendes, mas o monstro macabro parecia invencível. Jeú pegou um lança-granadas M-79 e efetuou diversos disparos em Baphomet o despedaçando. Os soldados recolheram os pedaços do deus das bruxas e agradeceram os guerreiros cristãos pela ajuda. Assim, foi à derrota do Bode de Mendes.
Davi e seus amigos cumpriram a sua missão e ficaram contentes pelo mal ter sido derrotado novamente. A Irmandade foi vencida, mas ainda pretendia dominar o país. Entretanto, os heróis sempre os impediriam fazendo a justiça prevalecer.

domingo, 1 de novembro de 2009

BIZARRICES DO CRISTIANISMO





"Religião é a busca do homem a Deus, por isso, há muitas religiões. Mas, o Evangelho é Deus buscando o homem, por isso, só há um Evangelho". (Stanley Jones)




Antes de eu começar a meter o pau nas religiões cristãs, quero deixar bem claro que admiro muito Jesus Cristo e para mim Ele é um exemplo a ser seguido, ou seja, não tenho nada contra o Filho de Deus, mas sim contra os cristãos que denigrem a imagem do Cristianismo.




Desde o primeiro século, a Igreja Cristã se envolveu com a hipocrisia e os cristãos primitivos pregavam ensinamentos que Jesus não pregou, como a demonização das autoridades constituídas e o anti-semitismo. Os cristãos e os hebreus não se davam bem e se odiavam, e a maioria dos seguidores de Cristo não se alistava no Exército e nem ocupava cargos públicos, pois acreditava que as instituições humanas eram demoníacas. O apóstolo Paulo disse que as autoridades foram instituídas por Deus e são seus ministros para castigar os malfeitores, mas os “cristãos pacifistas” ignoraram isso descaradamente. O próprio Jesus reconheceu que a autoridade que Pilatos tinha fora concedida por Deus, e Ele mesmo ensinou que é para dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.




A Igreja Primitiva se auto-intitulava “Ekklesia”, e esse nome em sua origem significava “assembléia popular”, formada por cidadãos, que se reuniam para discutir sobre política, em Atenas, na Grécia. O apóstolo Paulo constantemente usava o serviço militar como bom exemplo para a vida cristã. Então, será mesmo que as autoridades constituídas são do Diabo ou elas foram instituídas por Deus como as Escrituras Sagradas ensinam?




Agora, eu contarei os podres de alguns “santos” Pais da Igreja, homens que se diziam “ungidos de Deus”, mas que pregavam heresias.




Tertuliano no começo realmente combatia ensinamentos heréticos, e em seu livro “APOLOGÉTICA”, ele usava como bons exemplos os cristãos que eram soldados e políticos; mas, quando Tertuliano aderiu uma seita chamada Montanismo, ele passou a endiabrar as autoridades instituídas pelo próprio Deus e até escreveu um livro chamado “A COROA DOS MILITARES” em que o Exército é demonizado.




Hipólito era um encrenqueiro que caluniava todo mundo e ele criou uma lista ridícula de profissões proibidas em que certos ofícios eram endiabrados. Em sua “lista santa” os cristãos que exerciam cargos nas Forças Armadas ou na política tinham que ser expulsos das igrejas, porque exerciam profissões profanas. Eu gostaria de saber onde esse “santo” viu isso na Bíblia ou será que ele teve uma revelação extra-bíblica?




Orígenes acreditava na reencarnação e no universalismo (teoria em que até Satanás e seus demônios serão salvos). Apesar dele não concordar com as guerras que o Império Romano promovia, ele não endiabrava o serviço militar.




Cipriano falou que o Diabo é o pai dos judeus e era outro que também adorava demonizar as autoridades constituídas. Ele odiava os hebreus como muitos outros Pais da Igreja também odiavam. Se os judeus não prestam, então, Jesus não devia prestar, pois Ele também era judeu. Que incoerência!




Lactâncio era apologista do imperador Constantino, porém, foi outro que também endiabrou o Exército, algo que eu acho um tremendo absurdo, porque na sua época o culto imperial foi abolido e o próprio Constantino era simpatizante do Cristianismo, portanto, não havia mais perseguições e nem práticas idolátricas no serviço militar.




Com o Concílio de Nicéia, surgiu o Catolicismo, e no começo a Igreja Católica buscava a Deus e não se envolvia com a idolatria, entretanto, com o passar do tempo, a Igreja Cristã passou a idolatrar os santos e a Maria, pois o Paganismo foi introduzido no Cristianismo.




Durante a Idade Média, a Igreja Católica perseguiu, torturou e assassinou inúmeras pessoas inocentes, apenas, porque discordavam de seus preceitos religiosos. As supostas “bruxas” e os “hereges” eram queimados vivos nas fogueiras do Santo Ofício da Inquisição.




O Catolicismo pregava o “Evangelho do Medo” (algo que muitas igrejas evangélicas pregam hoje), e através desse falso Evangelho, o Clero explorava constantemente os homens leigos que não conheciam a Bíblia, pois as Sagradas Escrituras eram escritas em latim, e poucos sabiam essa língua. A Igreja Católica usava as imagens de Satanás e do Inferno para amedrontar os cristãos ignorantes que temiam o Príncipe das Trevas e seu reino infernal, por isso, que os católicos medievais (que eram até sinceros na sua fé) acatavam os ensinamentos do Catolicismo por temerem ir para o Inferno.




A Igreja Católica defendia a escravidão e usava inclusive versículos bíblicos para justificar essa abominação. O Clero condenava a escravização indígena, mas apoiava a escravidão dos africanos. Os teólogos católicos alegavam que os índios eram pessoas puras e alvos da evangelização, mas os negros por serem descendentes de Cam (o filho de Noé que zombou de seu pai por esse estar nu) eram amaldiçoados e, portanto, deviam ser escravizados pelos brancos. Infelizmente, existiram até protestantes que eram favoráveis a escravidão, algo que Jesus reprova, porque todos os homens têm direito a liberdade.




Hoje, os hereges têm enganado inúmeros cristãos com suas heresias e qualquer um que ouse criticá-los é perseguido por seus seguidores fanáticos que alegam que seus ídolos são “ungidos de Deus” e, por isso, é pecado criticar os seus ensinamentos heréticos.




David Miranda, o missionário fundador da Igreja Deus é Amor, é um dos maiores falsos profetas de nosso tempo, pois ele prega que suas doutrinas são mais “sagradas” que os mandamentos de Deus e esse safado também usa o Evangelho do Medo para explorar os membros de sua igreja alegando que eles irão para o Inferno se ousarem questioná-lo. Para mim, a Igreja Deus é Amor é uma seita; e conheço cristãos da Igreja Adventista do Sétimo Dia que dão mais exemplo que os membros dessa igrejinha herética.




Josué Yrion sente “tesão” quando fala mal de desenhos animados; tem mania de ver o Diabo em todo lugar, e fica procurando pêlo em ovo. Eu aprendi bons valores e princípios em vários desenhos japoneses, virtudes que é difícil de aprender na Igreja Evangélica, já que os religiosos alienados que pregam uma coisa e vivem outra, tomam conta dessa instituição religiosa. Na Bíblia ensina que devemos reter de tudo o que é bom, e eu retive muitas coisas boas em desenhos animados que o Josué Yrion adora endiabrar. Esse missionário mete o pau na Walt Disney e na Toei Animation para se autopromover.




Os hereges Neuza Itioka, Rebecca Brown e Daniel Mastral pregam heresias envolvendo “rituais místicos” de libertação e exorcismo, isto é, a Teologia da Maldição Hereditária. Há boatos que Daniel Mastral parou de pregar essas besteiras e desmentiu várias coisas que havia ensinado anteriormente, e sinceramente, espero que ele tenha se convertido de verdade.




Entre os pentecostais tem havido um tremendo sincretismo religioso, e dons do Espírito Santo têm sido confundidos com manifestações esquizofrênicas ou até mesmo demoníacas. Se alguém entrar em um terreiro de macumba e depois freqüentar determinadas igrejas pentecostais, não verá grande diferença entre uma coisa e outra. Os evangélicos pregam que os dons de línguas e profecia que se manifestam na Igreja Católica Carismática e nos terreiros de macumba são profanos, mas se são manifestados nas igrejas evangélicas são santos. As Escrituras Sagradas ensinam que os dons do Espírito Santo devem se manifestar com ordem e decência, mas o que vejo em certas igrejas pentecostais é um “espetáculo dos horrores” e não a manifestação do poder de Deus.




A heresia do momento na Igreja Evangélica tem sido a Teologia da Prosperidade, e os seus adeptos são avarentos e amam mais o dinheiro de que o próprio Deus. Eu realmente acredito que Deus pode abençoar os cristãos financeiramente, mas devemos buscar a Deus por amor, e não por interesse para termos riquezas em troca. Com Deus não se barganha.




Nesse texto mostrei as principais bizarrices do Cristianismo, e reconheço que existem cristãos que seguem verdadeiramente a Cristo, porém, existem muitos hereges que difamam a Palavra de Deus com seus ensinamentos heréticos. Não tenho nada contra Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo, mas somente não suporto as heresias que incontáveis cristãos têm pregado durante a História negando o verdadeiro Evangelho.