quarta-feira, 2 de setembro de 2009

IDOLATRIA EVANGÉLICA


“Qualquer ensinamento que não se enquadre nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias”. (Martinho Lutero)

Os escritores Rebecca Julia Brown (Ruth Irene Bailey) e Eduardo Daniel Mastral (Marcelo Agostinho Ferreira) têm ludibriado inúmeros cristãos com suas heresias, e qualquer um que ouse questioná-los é perseguido por seus fãs fanáticos que os idolatram.

Durante anos, eu odiei esses dois hereges, mas hoje sinto pena deles, porque realmente eles precisam se converter e parar de ficar exaltando o poder de Satanás. No passado, eu fui muito perseguido por evangélicos que demonizam as artes marciais e que leram o livro “ELE VEIO PARA LIBERTAR OS CATIVOS”, e o impressionante é que esses crentes que me perseguiram são violentos e idólatras, pois eles batem em crianças e idolatram falsos profetas. Eu cresci ouvindo que as lutas esportivas são do Diabo e que se eu ousasse praticá-las iria para o Inferno quando morresse. Mas, os religiosos hipócritas que me disseram isso me agrediram fisicamente e verbalmente me causando sérios traumas. Na verdade, esses falsos cristãos (que são violentos e idólatras) endiabram as artes marciais, porque eles não querem que crianças, adolescentes e jovens aprendam a se defender deles.

Rebecca Brown e Daniel Mastral pregam doutrinas espíritas (como projeção astral e rituais místicos), e vários crentes ignorantes seguem fielmente os seus ensinamentos heréticos. Esses “ungidos de Deus” caluniam todos os cristãos que praticam lutas esportivas alegando que eles são idólatras e adoradores do Demônio. Já pratiquei Kung Fu, e os dois mestres que me ensinaram essa arte milenar, Braulio Estevam e Karlton Koga, são cristãos. A academia do Karlton é cristã, e lá os lutadores não reverenciam tatames, quadros e estátuas, ou seja, eles não se envolvem com práticas idolátricas. Eu me envolvi com as artes marciais para aprender a me defender e proteger os indefesos e não fui excluído da Graça de Deus por causa disso. Para Rebecca Brown e Daniel Mastral, Budismo e Satanismo são a mesma coisa, e Buda e Satanás são a mesma pessoa. Eles confundem e deturpam tudo, ou seja, esses tolos não entendem tanto sobre o assunto como dizem entender.

Eu pesquisei mais sobre o Daniel Mastral e descobri que o cara não é tão ruim como eu imaginava; por exemplo, ele não condena tatuagens e piercings e nem cristãos que se envolvem com a política e isso achei legal. Esse escritor tem a mente aberta para algumas coisas, porém, ele fica implicando com as lutas esportivas.

Os religiosos alienados pregam que os cristãos não podem praticar artes marciais por causa de sua natureza violenta, entretanto, eles espancam crianças indefesas. Que hipocrisia!

“A única coisa necessária para que o mal triunfe é os homens de bem não fazerem absolutamente nada”. (Edmund Burke)

A minha intenção em praticar lutas esportivas é defender os fracos e oprimidos, porque não quero me omitir diante da maldade. Eu somente adoro o Senhor dos Exércitos e não os deuses pagãos como muitos falam.

O centurião Cornélio era militar, portanto, ele guerreava. O apóstolo Pedro em nenhum momento o recriminou por causa disso, e Cornélio não cultuava o imperador, pois ele era um homem justo e temente a Deus. Então, temos um exemplo bíblico do Novo Testamento de alguém que lutava e não se envolvia com a idolatria.

Quem são realmente os idólatras, os cristãos praticantes de artes marciais ou os fãs fanáticos de Rebecca Brown e Daniel Mastral?

As igrejas, Renascer em Cristo e Bola de Neve, e a JOCUM (Jovens Com Uma Missão) usam lutas esportivas como instrumentos de evangelismo. Será que todos os membros dessas organizações evangélicas são satanistas? Creio que não.

Os falsos profetas têm enganado inúmeras pessoas com suas heresias, e muitos evangélicos, que adoram acusar os católicos de idolatria, idolatram esses lobos disfarçados de ovelhas que se levantam contra a Igreja de Cristo.

A maioria dos cristãos não conhece a Bíblia, e essa é a brecha de que o Diabo precisa para contaminar o Cristianismo com ensinamentos heréticos, mas ainda acredito que Deus está no controle dessa situação e de que o bem triunfará sobre o mal.


(Infelizmente, o Braulio Estevam não é mais cristão, mas o Karlton Koga continua firme no Evangelho ganhando almas para Cristo através do Kung Fu).