sábado, 12 de dezembro de 2009

O SENHOR DA HISTÓRIA


(Através desse artigo pretendo alertar as pessoas sobre as mentiras do evolucionismo e os perigos do fanatismo religioso e provar que Deus é o Senhor da História).


A minha intenção em escrever esse texto é tentar convencer os incrédulos de que Deus existe e que a Bíblia é realmente sua Palavra. Também pretendo provar através da História que esse papo de que tudo o que tem origem pagã não presta é mentira do Diabo, porque Deus pode tornar o que é maldito em bendito e transformar o pecado em benção.

Como é complicado provar cientificamente que Deus existe, tentarei, pelo menos, desmascarar a teoria mais aceita pelos ateus, o evolucionismo. A teoria da evolução é cheia de fraudes criadas por cientistas céticos desesperados querendo provar que Deus não existe. O que eu acho mais interessante nos ateus é que eles odeiam e falam mal de alguém que não existe, ou seja, de Deus. Charles Darwin é o criador do evolucionismo e há até uma história (que pode ser verdadeira ou não) de que uma mulher chamada Lady Hope evangelizou esse naturalista e de que ele se converteu antes morrer. Particularmente, eu espero que Charles Darwin tenha se convertido mesmo, mas se isso realmente aconteceu somente Deus sabe.

Agora, contarei algumas das fraudes elaboradas por cientistas ateus para enganar o povo ensinando que a teoria da evolução é a verdade absoluta sendo que ela não passa de uma simples teoria.

O Homem de Nebraska foi apresentado como evidência da evolução humana. Em 1925, com o aparecimento de outros fósseis, verificou-se que, afinal, aquele dente pertencia a um porco extinto. O Homem de Nebraska foi despromovido de ancestral humano a porco.

O Homem de Piltdown foi a fraude criada por Charles Dawson; esse indivíduo juntou um crânio humano com o maxilar de um macaco para convencer os trouxas de que o evolucionismo era verdadeiro, porém, a fraude foi descoberta quarenta anos mais tarde.

O Homem de Neanderthal foi reconstituído a partir de um crânio quase completo descoberto, em 1848, e um esqueleto parcial, em 1856. Muitos estudiosos dizem que o Neanderthal era tão humano quanto qualquer um de nós. As diferenças do esqueleto são atribuídas ao fato de pertencer a um homem velho que sofria de raquitismo. Esse detalhe foi comprovado com novos achados fósseis, pois os Neanderthais sepultavam seus mortos.


O Homem de Java foi imaginado a partir de um fêmur, uma caixa craniana e três dentes molares. O mais interessante é que esses itens não foram encontrados no mesmo local e ao mesmo tempo. O fêmur foi encontrado a quinze metros da caixa craniana. Um dos dentes foi encontrado a três quilômetros do fêmur e do crânio. E, para completar o quadro, o doutor Dubois, que descobriu o material, esqueceu de mencionar em seu relatório que também encontrou restos mortais humanos na mesma camada de escavação. Ele se lembrou deste fato após ter se passado trinta anos. Acho que esse cara devia sofrer de amnésia.

Eu apenas mostrei as principais fraudes evolucionistas, mas existem outras. Muitos cientistas são criacionistas e até um famoso ateu aderiu o criacionismo.

Antony Flew é um grande filósofo e foi um dos maiores defensores do ateísmo no século XX, e durante cinqüenta anos ele combateu a teoria da criação, mas Antony Flew acabou se convencendo de que Deus existe e hoje ele defende o criacionismo.

Agora, contarei sobre a origem da Bíblia, isto é, o Concílio de Nicéia, que, em 325, inúmeros bispos cristãos reuniram as Escrituras Sagradas. Esses bispos juntaram apenas os livros inspirados pelo Espírito Santo, ou seja, os livros que se completam e não se contradizem.

Dois ensinamentos sobre a natureza divina de Jesus Cristo foram debatidos nesse concílio. Atanásio defendia a divindade de Jesus, e Ário defendia que Cristo era uma criatura criada por Deus e não divino como seu Pai. Graças a Deus, que o ensinamento de Atanásio prevaleceu e essa verdade bíblica foi confirmada, em 381, no Concílio de Constantinopla.

Eu conheço a Bíblia e posso afirmar que ela é realmente a Palavra de Deus e que seus livros foram inspirados pelo Espírito Santo e se completam em perfeita harmonia.

Agora, pretendo desmascarar o “mito” que predomina entre os cristãos durante séculos, a mentira demoníaca de que tudo o que tem origem pagã pertence a Satanás, sendo que todos os talentos são dados por Deus.

O Kung Fu é uma arte marcial chinesa tão antiga a ponto de se desconhecer sua origem. Lendas chinesas contadas por volta de mais de 4.000 anos atrás, mais escritos e desenhos encontrados em construções antigas datadas dessa mesma época, mencionam uma arte marcial conhecida como Wushu, que expressava algo como poderio da dinastia "Wu" e esse é o nome original do Kung Fu.

O Templo Shaolin, a Meca dos praticantes de Wushu, somente apareceu no século V da era cristã e foi nesse mosteiro que se desenvolveram os principais e mais famosos estilos de Kung Fu praticados hoje. Influenciados pela filosofia budista, os alunos de Wushu não se distinguem por faixas e suas regras são muito rígidas. O nome atual surgiu a partir do contato com o Ocidente, porque para explicar aos estrangeiros o segredo dessa arte milenar, os chineses diziam "Kung Fu", devido à dificuldade dos estrangeiros de pronunciarem corretamente "Wushu" e o nome popularizou-se sendo aceito até mesmo na China. Na década de 70, o Kung Fu ganhou projeção mundial graças aos filmes estrelados por Bruce Lee e à série de TV Kung Fu com David Carradine.

O Wushu não tem origem no Budismo, pois essa arte marcial provavelmente surgiu 1.500 anos antes de Siddhartha Gautama nascer. O monge budista, Bodhidharma, não criou o Kung Fu, ele supostamente apenas o decodificou, e muitos historiadores duvidam que Bodhidharma tenha realmente existido. As artes marciais somente se envolveram com o Taoísmo e o Budismo depois, portanto, elas não tiveram origem religiosa, mas sim militar.

Os crentes hipócritas condenam as lutas esportivas por causa de sua natureza violenta; mas, o próprio Novo Testamento relata sobre servos de Deus que lutavam como os soldados batizados pelo João Batista e o centurião Cornélio.

A saudação tradicional do Wushu é denominada “Kin Lai”, devendo ser executada com ambas as mãos, sendo a direita fechada (representando o Sol) e a esquerda aberta (representando a Lua) por cima da outra mão. O "Sol" e a "Lua" formam um novo caractere denominado Ming significando clareza ou esclarecimento. Principalmente nas escolas do sul da China, isso denominava que os artistas marciais eram contra a opressão imperialista da época. Se formos condenar essa saudação do Kung Fu teremos que parar de apertar as mãos dos outros, porque isso se originou na idolatria egípcia. O ato de bater palmas tem origem idólatra, pois os antigos pagãos batiam palmas para com o barulho atraírem os deuses. A dança se originou na adoração aos deuses, porque os pagãos dançavam para cultuá-los e também para agradecê-los pelas boas colheitas. Hoje, a saudação Kin Lai é o mesmo que bater continência, isto é, respeito pelos companheiros de treino. A origem não quer dizer nada.

A Capoeira surgiu na África e chegou ao Brasil por volta de 1538, trazida pelos escravos, que a praticavam como diversão e dança. Já no Brasil, serviu também com algumas adaptações como forma de defesa pessoal contra as agressões sofridas pelos brancos. Consiste em movimentos habilidosos de mãos e pés, considerada uma dança ou jogo, ao som de instrumentos como o berimbau, atabaque, pandeiro e outros, e cantigas. Infelizmente, muitos capoeiristas se envolvem com a macumba, entretanto, a igreja Renascer em Cristo e o ministério JOCUM (Jovens Com Uma Missão) conseguiram abolir sua influência idolátrica (pelo menos, dentro das igrejas cristãs) e essa luta esportiva é usada por essas organizações evangélicas para ganhar almas para Cristo, por isso, é possível os cristãos praticarem Capoeira sem se envolverem com a macumba.

A origem da astronomia se baseia na antiga astrologia, praticada desde tempos remotos. Todos os povos desenvolveram, ao observar o céu, um ou outro tipo de calendário, para medir as variações do clima no decorrer do ano. Eu conheço uma astronoma da NASA chamada Gladys Kober que usa seu conhecimento astronômico para glorificar a Deus.

O teatro surgiu como um culto a Dionísio, conhecido também como Baco, o deus do bacanal. Hoje, o teatro é um excelente instrumento de evangelismo e não tem mais nada haver com sua origem idólatra e pervertida, portanto, não vejo problema algum em usar esse talento dado por Deus para abençoar as vidas das pessoas. Deus já falou comigo através de peças teatrais e fui muito abençoado por cristãos que usam essa arte cênica para pregarem o Evangelho resgatando inúmeras vidas do Reino das Trevas. Os filmes bíblicos são feitos graças aos atores que vieram do teatro.

A comemoração do Natal no dia 25 de dezembro tem sua origem no culto a Mitra, o Sol Invencível, onde os pagãos se embriagavam e aconteciam orgias (algo muito parecido com a origem do teatro), no entanto, hoje, os cristãos verdadeiros realmente comemoram o nascimento de Jesus, e sinceramente, não vejo mal algum nisso. Eu comemoro o Natal e não cultuo a Mitra, mas sim a Cristo.

A árvore de Natal tem sua origem no culto a Odin, o maior de todos os deuses nórdicos, e ainda tem evangélicos incoerentes que comemoram o Natal e demonizam a árvore de Natal, como se a comemoração não tivesse origem pagã também. No Carvalho Sagrado de Odin, eram colocados presentes para que as crianças pegassem. O que a maioria dos crentes não sabe é que quem criou o hábito de enfeitar as árvores de Natal na Igreja Cristã foi Martinho Lutero, o causador da Reforma Protestante, e ele incentivava os cristãos a comemorarem o Natal. Martinho Lutero era doutor em Teologia, então, eu acho que ele sabia o que estava fazendo quando enfeitou aquela árvore.

Os vários costumes de celebração de aniversários natalícios das pessoas hoje em dia têm uma longa história. Suas origens acham-se no domínio da magia e das religiões pagãs. Os costumes de dar parabéns, dar presentes e de celebração com o requinte de velas acesas nos tempos antigos eram para proteger o aniversariante de demônios e garantir sua segurança no ano vindouro. Apesar da comemoração do aniversário ter sua origem no Paganismo, nem por causa disso o próprio Jesus deixou de comemorar o “Bar Mitzvá” (13º aniversário judaico). Jó também comemorava aniversários junto com seus filhos.

Muitos crentes radicais endiabram o Rock alegando que é uma música do Diabo, entretanto, o Rock é apenas uma evolução musical misturada com vários estilos musicais como, por exemplo, Jazz, Blues, Country e até mesmo a música Gospel, ou seja, o Rock tem origem boa.

A aliança que simboliza a união de um casal teve origem na religião hindu, que tinham o costume de simbolizar a união através de um anel. Mais tarde esse costume foi proliferado entre os gregos e romanos, sendo este posto no quarto dedo da mão esquerda por onde se passa a veia que tem ligação com o coração (veia d'amore).

A monarquia, a república e a democracia têm origens pagãs, mas nem por isso Deus deixou de instituir reis e políticos no mundo. As autoridades foram instituídas por Deus e o Todo-Poderoso ungia os reis de Israel no Antigo Testamento.

A Bíblia conta sobre três descendentes de Caim que eram muito talentosos; Jubal, que criou a harpa e a flauta; Jabal, que domesticou o gado e criou as tendas; e Tubalcaim, que criou os primeiros instrumentos de bronze e de ferro. Quem conhece as Sagradas Escrituras sabe que a descendência de Caim foi amaldiçoada, então, se formos radicalizar, teremos que afirmar que os músicos, os fazendeiros e os guerreiros são amaldiçoados (Somente os imbecis pensariam assim). Todos os talentos são concedidos por Deus, e se tudo o que Satanás usa é dele, então, a Bíblia pertence a ele também, porque essa é sua maior arma para destruir as vidas dos outros semeando heresias.

Infelizmente, inúmeros cristãos desde o primeiro século são cegos espiritualmente e ficam entregando os talentos dados por Deus para o Diabo usufruir deles. Satanás não sente pena e nem remorso e ele usa tudo o que está ao seu alcance para destruir os homens, portanto, ficar pregando que as coisas são dele apenas aumenta seu domínio sobre a Terra e seus habitantes. Deus tem o mundo em suas mãos e Ele nunca perdeu o controle da situação. Deus sempre regerá a humanidade, porque Ele é soberano. Deus é o Senhor da História.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

A HIPOCRISIA DO PACIFISMO


(Essa crônica eu escrevi em meados de 2007 e penso hoje exatamente como naquela época)

“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do Diabo; porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mal e havendo feito tudo, ficar firme”.

O apóstolo Paulo em toda a Carta aos Efésios fala muito sobre unidade na fé e comunhão, provavelmente porque os cristãos de Éfeso não eram unidos e brigavam por motivos fúteis, por isso, que ele lhes disse para não lutarem contra si mesmos, mas sim contra os espíritos malignos. O contexto desse capítulo é sobre guerra espiritual e em nenhum momento revoga a guerra física, mas apenas incentiva a união entre os cristãos na Igreja.

“Porque as armas de nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus, para destruição das fortalezas; destruindo os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus e levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo, e estando prontos para vingar toda desobediência, quando for cumprida a vossa obediência”.

Por isso, as armas carnais e humanas, tais como argúcia, habilidade, riqueza, capacidade organizacional, eloqüência, persuasão, influência e personalidade são em si mesmas inadequadas para destruir as fortalezas de Satanás, porque as únicas armas adequadas para desmantelar os arraiais do Diabo, as injustiças e os falsos ensinos são as armas que Deus nos dá. Esse trecho não se refere às armas bélicas, mas sim a capacidade humana, e para combater o Inferno precisamos das armas espirituais dadas por Deus, pois somos incapazes de vencermos Satanás e seus demônios sozinhos.

“Ouvistes que foi dito: olho por olho e dente por dente. Eu, porém, vos digo: não resistais ao perverso, mas a qualquer que te ferir na face direita, volta-lhe também a outra; e ao que quer demandar contigo e tirar-te a túnica, deixa-lhe também a capa. Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas. Dá a quem te pede e não voltes às costas ao que deseja que lhe emprestes”.

Os fariseus deturpavam as leis do Antigo Testamento para incentivar as pessoas ao ódio e a retaliação, porque olho por olho e dente por dente eram na verdade as punições aplicadas pelas autoridades nos malfeitores e não um incentivo a represália do indivíduo. Jesus condenou a vingança pessoal e não a legítima defesa, pois Ele usa muito simbolismo nas coisas em que ensina; Cristo em outra parte da Bíblia ensinou que se a sua mão e o seu olho te fizerem pecar, se deve cortá-la e arrancá-lo fora, mas tudo isso é simbólico e não se deve fazer no sentido literal.

“Então, Jesus lhe disse: Embainha a tua espada, pois todos os que lançam mão da espada, à espada perecerão”.

Cristo não fez apologia ao pacifismo, mas simplesmente falou que os violentos sofrerão violência. Se Pedro tivesse matado Malco, ele seria punido com a morte pelo Estado Romano e Jesus quis impedir que isso acontecesse.

Os crentes pacifistas costumam deturpar o contexto de alguns versículos para poderem alegar que é pecado os cristãos se defenderem de agressores injustos, mas esses hipócritas não vivem nada do que pregam e ainda impõem um padrão de falsa santidade aos outros que nem eles mesmos conseguem viver. Já estou farto desses religiosos legalistas e dedicarei a minha vida para provar que eles estão errados.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

GUERREIROS DE CRISTO

(Quero deixar bem claro que essa história é apenas uma ficção, então, por favor, fariseus, espero que vocês não venham me atacar pedra, pois sei que vocês são bons nisso. Eu respeito as religiões dos outros, portanto, macumbeiros e budistas, não se ofendam comigo, porque não tenho nada contra vocês. Eu não sou fã do Daniel Mastral e nem acredito em lobisomens).
Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, mas o ser humano se corrompeu com o pecado se tornando igual ao Demônio. O Altíssimo se comunicou com o seu povo através dos patriarcas, juízes e profetas, mas ainda os homens estavam distantes de Deus, até que o Todo-Poderoso enviou o Rei dos reis e Senhor dos senhores para se sacrificar pelos seus servos e salvá-los.
Satanás, o Príncipe das Trevas, odiava o Criador por ter sido expulso do Céu, mas como ele não podia com Adonai, resolveu descontar a sua fúria na humanidade.
Os judeus sempre esperaram um Messias guerreiro e grande libertador, mas Jesus Cristo veio sem escudo e espada ensinar o amor e o perdão. O Filho de Deus é o rei legítimo de Israel, mas Herodes usurpou o seu trono, e até tentou matá-lo quando Ele era apenas uma criança. Jesus Cristo sofreu e morreu por amor de seu povo e resgatou os seus escolhidos da morte eterna através de seu sangue derramado na cruz. O Messias desceu até o Hades e tomou as chaves da morte e do Inferno das mãos do Diabo, decretando a derrota definitiva do Rei do Mal, e três dias depois ressuscitou.
O Cristianismo era visto como uma ramificação do Judaísmo, mas os próprios judeus não aceitavam que um simples carpinteiro pudesse ser o Messias que os libertaria da opressão.
Nos três primeiros séculos, os cristãos foram perseguidos pelo Império Romano; eles eram lançados as feras, crucificados e degolados por amarem a Deus acima de todas as coisas. Os cristãos do século I não se alistavam no Exército e nem ocupavam cargos públicos por causa da idolatria que predominava (como o culto ao imperador), mas existiram alguns militares e políticos entre eles, como o centurião Cornélio e o procônsul Sérgio Paulo.
No século IV, o imperador Constantino através do Édito de Milão deu liberdade religiosa aos cristãos para poderem buscar o seu Deus em paz. Constantino organizou o Concílio de Nicéia onde surgiu o Catolicismo e os livros da Bíblia foram reunidos.
No século V, Agostinho de Hipona, o maior de todos os Pais da Igreja, desenvolveu a teoria da guerra justa, porque ele acreditava que os cristãos têm o dever moral de guerrearem para promover a justiça. Esse grande teólogo serviu de inspiração para os reformadores do século XVI reformarem a Igreja Cristã.
Durante a Idade Média, a Igreja Católica perseguiu, torturou e assassinou inúmeras pessoas que discordaram de seus ensinamentos heréticos. As “bruxas” e os “hereges” eram queimados vivos nas fogueiras do Santo Ofício da Inquisição. Era uma época de escuridão e trevas.
Na Idade Moderna, um monge agostiniano chamado Martinho Lutero não se conformava com as vendas de indulgências, relíquias e cargos eclesiásticos, e se rebelou contra o Catolicismo reformando a Igreja Cristã. Ele ensinava que a Salvação é pela Graça e não pelas obras e defendia a separação entre Igreja e Estado.
João Calvino foi um grande teólogo que também cooperou com a Reforma Protestante e foi o que mais divulgou a Predestinação que passou a ser conhecida como Calvinismo.
Ulrico Zuínglio era capelão do Exército e foi um grande reformador, em Zurique, na Suíça. Ele morreu lutando contra a Igreja Católica e foi um dos grandes teólogos que cooperaram com a Reforma da Igreja Cristã.
Houve várias guerras entre católicos e protestantes; os luteranos na Alemanha, os huguenotes na França e os puritanos na Inglaterra empunharam armas e pelejaram ferozmente contra os seus opressores.
No século XXI, o Cristianismo era dividido em várias religiões, mas o Protestantismo era o que mais seguia as Escrituras Sagradas. O Satanismo constantemente atacava a Igreja de Cristo com a intenção de destruí-la, mas os cristãos verdadeiros permaneciam firmes no Evangelho.
As organizações secretas, Illuminati e Maçonaria, pretendiam instalar uma nova ordem mundial onde o Cristianismo seria erradicado da Terra. A mídia era usada para pregar o desarmamento civil e o sincretismo religioso, pois essas organizações secretas não queriam que houvesse resistência armada contra o seu governo e desejavam o fim da Igreja Cristã. As nações aos poucos se uniam e faltava pouco tempo para o Anticristo ascender ao poder.
No Brasil, uma organização satânica mundial conhecida como a “Irmandade” tramava expandir o Satanismo e exterminar todos os cristãos do país. Um satanista chamado Lothos, que era sumo sacerdote de Baal-Zebube, o Senhor das Moscas, almejava dar um golpe de Estado e tomar o poder, e pretendia eliminar os principais heróis que se opunham ao seu domínio.
Davi era branco, tinha cabelo preto curto e olhos castanhos, era historiador e professor de História, e tinha um vasto conhecimento teológico e filosófico. Ele praticava Sanshou (Boxe Chinês), Lei Tai Kuoshu, Estilo Integração e Jiu-Jitsu. Davi era um cristão devoto que andava segundo o coração de Deus, e amava tanto o Criador, que morreria por Ele se fosse necessário.
Apolo era negro, calvo, tinha olhos pretos, e foi babalorixá, mas se converteu através de Davi; ele era mestre de Capoeira e missionário da JOCUM (Jovens Com Uma Missão) e usava essa luta esportiva para ganhar almas para Cristo. O teatro apesar de ter a sua origem no culto a Dionísio, o deus da loucura e do vinho, era também um excelente instrumento de evangelismo, porque Deus pode tornar o que é maldito em bendito, e transformar o pecado em benção.
Shiro era japonês, tinha cabelo longo escuro e olhos castanhos, e foi budista durante vários anos de sua vida, mas se tornou cristão deixando Buda de lado para seguir Jesus Cristo. Ele era mestre de Karatê e Kenjutsu (arte da espada) e usava a sua habilidade em lutar para proteger os indefesos e ensinava os oprimidos a se defender.
Jeú era judeu, tinha cabelo preto curto e olhos verdes, e teve uma criação judaica, mas quando se tornou adulto se converteu ao Protestantismo. Ele era capitão do Exército, pois era um judeu com cidadania brasileira, e era mestre de Krav Magá (arte marcial israelense). Jeú era um militar justo e honesto, um bom exemplo a ser seguido.
Esses heróis eram amigos e constantemente atrapalhavam os planos maléficos de Lothos, o líder da Irmandade no Brasil. Esse satanista era caucasiano, tinha cabelo comprido loiro e olhos azuis, e era um dos feiticeiros mais poderosos do mundo que tinha poderes sobrenaturais concedidos pelo Inferno. Ele era protegido por quatro guerreiros especiais que já haviam matado centenas de pessoas.
Daniel, o Filho do Fogo, era branco, tinha cabelo longo escuro e olhos castanhos; ele era mestre em três estilos de Kung Fu e tinha o poder de produzir e manipular o fogo, e com o auxílio de um espírito maligno podia se transformar num lobisomem. Daniel trajava vestimentas pretas e usava uma capa vermelha, e sua personalidade era muito agressiva e ele adorava subjugar os mais fracos.
Morgan, o Guerreiro do Gelo, era caucasiano, tinha cabelo comprido negro e olhos verdes; ele era mestre de Ninjitsu e tinha o poder de congelar tudo o que desejasse apenas com o estender de suas mãos. Morgan trajava vestimentas azuis e uma capa preta. O seu coração era tão frio quanto o seu dom maldito e sua alma era corrompida pelo pecado.
Kwan Kun era chinês, tinha cabelo longo preto, olhos castanhos e usava barba grande, e era mestre de artes marciais e um perito na arte da espada. Ele trajava vestimentas coloridas e carregava em sua cintura uma Chien (espada chinesa imperial). Kwan Kun era extremamente forte e habilidoso em combate e tinha o poder de criar bolas de energia e lançá-las contra os seus adversários.
Jack da Lanterna era um psicótico que pensava ser o personagem mítico do Halloween que foi expulso do Céu e do Inferno, porque tanto Deus quanto o Diabo não suportaram as suas travessuras, então, ele foi condenado a vagar eternamente pela Terra. Essa história é somente uma lenda celta, porém, esse lunático acreditava nisso e trajava vestimentas de cores, roxa, laranja e preta, e carregava uma foice em suas mãos que ele usava para decapitar as suas vítimas. Jack da Lanterna usava uma máscara de abóbora e era sádico e impiedoso, e tinha os poderes da telecinese e do teletransporte.
Lothos, junto com os sacerdotes do deus de Ecrom, criaram um monstro terrível com corpo de homem e cabeça de animal. Eles degolaram um homem branco e costuraram a cabeça de um bode preto ao seu corpo, e um espírito maligno se apoderou do cadáver, e o batizaram de Baphomet, o deus das bruxas, conhecido também como o Bode de Mendes. Essa besta assassina tinha duas grandes asas em suas costas e todos os poderes sobrenaturais dos filhos das trevas comandados por Lothos, e sobrevoava os principais pontos da Capital de São Paulo matando quase todos os que atravessavam o seu caminho deixando rastros de destruição e morte por onde passava.
Algumas mulheres formosas foram capturadas pelos súditos de Lothos e levadas para o templo de Baal-Zebube, o Senhor das Moscas, que ficava localizado em um lugar isolado da sociedade onde poucos conheciam, para serem sacrificadas a esse falso deus.
Davi e seus companheiros se encontraram próximo ao local e decidiram invadir o templo satânico. Jeú era o único que portava arma de fogo, pois ele sabia que nesse lugar tinham inimigos perigosos e se preveniu. Os heróis invadiram cautelosamente o recinto e se dividiram para poderem procurar as moças. O templo era protegido por satanistas armados com pistolas Glock calibre 9mm, fuzis e submetralhadoras de diversos tipos de calibres.
O Herói entrou em uma sala que em seu centro tinha um pentagrama rodeado por velas acesas e foi surpreendido por três satanistas empunhando pistolas. Um dos facínoras se aproximou de Davi e foi rapidamente desarmado e nocauteado com duas coronhadas na cara. Os comparsas trocaram tiros com o Herói e foram mortos. Um foi baleado na fronte e o outro ferido mortalmente no coração. Davi não gostava de matar os seus semelhantes, mas ele mesmo sabia que às vezes não há alternativa, e apenas matava por legítima defesa. O jovem lutador guardou a arma e seguiu adiante.
De repente, um homem surgiu caminhando lentamente até o Herói e disse:
__Você deve ser Davi, não é mesmo?
__Sou eu mesmo. E quem é você?
__Eu sou Daniel, o Filho do Fogo.
__Eu e meus amigos viemos aqui para salvar as garotas que vocês seqüestraram.
__É mesmo? Então, terá que me derrotar.
__Isso não será problema.
__Eu sou um dos feiticeiros mais poderosos do Brasil, portanto, você não pode me vencer.
__Você vem contra mim com uma força descomunal e com poderes sobrenaturais concedidos pelo Inferno, mas eu venho contra você, em Nome do Senhor dos Exércitos, o Deus que você tem afrontado.
__Hahahahahahahahahaha. Você se refere a qual deus, pois existem vários?
__Ao Deus único.
Apolo foi até uma sala infestada de estátuas de deuses pagãos e se deparou com Morgan, o Guerreiro do Gelo. O vilão se aproximou dele e lhe perguntou:
__Você é Apolo, aquele que era um babalorixá?
__Sou eu mesmo.
__Eu sou Morgan, o Guerreiro do Gelo.
__Eu vim impedir o sacrifício que vocês pretendem realizar nesse templo profano.
__Você é um traidor. Antigamente você servia os orixás, mas agora serve a Jesus Cristo.
__Antes eu vivia na escuridão, mas hoje sou guiado pela luz do Salvador.
__Veremos quem é o verdadeiro deus, o Deus judaico-cristão ou Baal-Zebube, o Senhor das Moscas. Hahahahahahahahahaha.
Shiro entrou numa sala que tinha vários tipos de espadas e lanças penduradas nas paredes e foi surpreendido por Kwan Kun.
__Você deve ser Shiro, o mestre na arte da espada?
__Sim, sou eu. E você é Kwan Kun, acertei?
__Isso mesmo.
__Onde estão as garotas?
__Terá que me vencer primeiro se quiser saber a localização delas.
__Então, eu te vencerei.
Jeú estava se aproximando da sala real, onde se encontrava Lothos, quando foi barrado por Jack da Lanterna.
__Se você quiser entrar nesse recinto terá que passar por cima de mim.
__A época do Halloween já passou, então, por que você continua usando essa fantasia ridícula?
__Você é bem engraçadinho, mas eu acabarei com a sua graça agora mesmo.
O militar sacou uma pistola Colt calibre 45 e efetuou um disparo na direção de seu oponente, mas o satanista escapou da bala usando o seu teletransporte surgindo atrás do capitão. Quando o herói se virou para contra-atacar foi desarmado e arremessado contra a parede pela telecinese do feiticeiro.
Daniel assoprou as suas chamas infernais e Davi escapou da morte se jogando para o lado. O Filho do Fogo lançou várias bolas de fogo e o Herói se esquivou das magias.
__Você é bastante habilidoso, mas não poderá se esquivar para sempre.
Davi desferiu um soco uke em seu abdômen e três socos cruzados em seu rosto; o vilão se irou e o espancou brutalmente.
__Fiquei sabendo que você além de ser praticante de artes marciais também é historiador. Então, você sabe que o Diabo está no controle da História.
__Isso é mentira! Deus é o Senhor da História.
__A opressão sempre foi o alicerce das civilizações humanas. Quando os maus vencem, eles passam a ser os bons, e quando os bons perdem, eles passam a ser os maus. Por isso, os que ganham as guerras é que contam a História.
__Idiota! Deus sempre esteve no controle da situação e regeu a História da humanidade. Ele sempre ergueu heróis para castigar os maus e exaltar os bons. O bem sempre triunfará sobre o mal, porque o Messias quando morreu na cruz e ressuscitou vencendo a morte e o Inferno decretou a derrota definitiva de Satanás. Durante a História, grandes impérios considerados invencíveis nas suas épocas foram derrubados e todos os malfeitores colheram o que plantaram, pois Deus levanta reis e poderosos e os derruba quando quer, ou seja, Ele é soberano e tem o poder para fazer o que bem entende com os habitantes da Terra. Deus sempre vencerá o Diabo e isso é algo que ninguém pode mudar.
O Herói avançou com ímpeto e fúria no seu adversário e ambos trocaram socos e chutes espancando um ao outro com eficiência.
Morgan tentou congelar o capoeirista com o seu poder congelante, mas Apolo se esquivou das rajadas de gelo e desferiu um chute frontal em seu estômago, um chute faca em seu tórax e uma giratória em sua cara. O Guerreiro do Gelo se enfureceu e golpeou diversas vezes o missionário. Apolo estava decidido a ganhar essa batalha, porque ele sabia que se perdesse pessoas inocentes morreriam, e desferiu diversos tipos de chutes no abdômen e no rosto do feiticeiro o derrotando.
Kwan Kun empunhava a sua Chien e Shiro desembainhou a sua Katana (espada de samurai) e os dois duelaram ferindo um ao outro gravemente, mas o guerreiro cristão conseguiu desarmar o seu inimigo jogando a arma longe, e tentou traspassar a sua Katana no coração dele, mas o guerreiro das trevas se desviou do ataque e a espada ficou encravada num pilar. Kwan Kun juntou as suas mãos criando uma bola de energia e a lançou contra o seu adversário que se esquivou da magia que atingiu uma parede a despedaçando. Shiro avançou em seu oponente e ambos se surraram. O vilão juntou as suas mãos novamente criando outra bola de energia e a lançou contra o seu inimigo e o herói se esquivou da magia que atingiu um pilar que acabou caindo em cima de Kwan Kun e ele foi derrotado.
Jack da Lanterna paralisava Jeú e o arremessava em todos os cantos da sala usando a sua telecinese, mas Jeú com a sua força de vontade conseguiu resistir esse poder maléfico e avançou desferindo um potente soco direto na cara do satanista o derrubando. Jack da Lanterna se levantou tentando retalhá-lo com a sua foice, mas o herói se esquivou várias vezes da lâmina mortal, lhe tomou a arma e a quebrou ao meio. O feiticeiro escapava dos ataques do militar usando o seu teletransporte, mas quando Jeú conseguiu pegá-lo o espancou e o venceu.
Davi desferiu diversos tipos de socos no estômago e no rosto de Daniel o deixando zonzo e, em seguida, lhe golpeou com um potente soco gancho no queixo e o derrubou.
__Você é muito forte mesmo! Mas, eu ainda não fui vencido.
O satanista se levantou e foi possuído por um espírito maligno e se transformou num lobisomem que rugiu terrivelmente fazendo o templo estremecer. O Herói saltou desferindo um chute lateral e uma giratória em sua cara, e correu até próximo de um precipício; ele sacou a sua arma e efetuou vários disparos na besta infernal, mas de nada adiantou. Quando o monstrengo avançou com a intenção de estraçalhá-lo, Davi deu uma cambalhota entre as pernas da criatura demoníaca e o vilão caiu no abismo.
Os heróis invadiram o recinto onde as mulheres raptadas seriam sacrificadas e os satanistas fortemente armados os cercaram. Quando os guerreiros cristãos iam ser fuzilados, a polícia invadiu o local e houve troca de tiros; vários satanistas morreram e quase todos os criminosos sobreviventes foram presos e as garotas resgatadas. Lothos conseguiu escapar fugindo por uma passagem secreta.
Baphomet voltou a atacar a população e os heróis se armaram e foram ao seu encalço. O deus das bruxas se encontrava no Bairro Cidade Dutra, na Zona Sul de São Paulo, e ele resistia aos disparos efetuados pelos guerreiros cristãos. Os heróis tentaram bater nele, mas foram espancados. O Exército também tentava deter o Bode de Mendes, mas o monstro macabro parecia invencível. Jeú pegou um lança-granadas M-79 e efetuou diversos disparos em Baphomet o despedaçando. Os soldados recolheram os pedaços do deus das bruxas e agradeceram os guerreiros cristãos pela ajuda. Assim, foi à derrota do Bode de Mendes.
Davi e seus amigos cumpriram a sua missão e ficaram contentes pelo mal ter sido derrotado novamente. A Irmandade foi vencida, mas ainda pretendia dominar o país. Entretanto, os heróis sempre os impediriam fazendo a justiça prevalecer.

domingo, 1 de novembro de 2009

BIZARRICES DO CRISTIANISMO





"Religião é a busca do homem a Deus, por isso, há muitas religiões. Mas, o Evangelho é Deus buscando o homem, por isso, só há um Evangelho". (Stanley Jones)




Antes de eu começar a meter o pau nas religiões cristãs, quero deixar bem claro que admiro muito Jesus Cristo e para mim Ele é um exemplo a ser seguido, ou seja, não tenho nada contra o Filho de Deus, mas sim contra os cristãos que denigrem a imagem do Cristianismo.




Desde o primeiro século, a Igreja Cristã se envolveu com a hipocrisia e os cristãos primitivos pregavam ensinamentos que Jesus não pregou, como a demonização das autoridades constituídas e o anti-semitismo. Os cristãos e os hebreus não se davam bem e se odiavam, e a maioria dos seguidores de Cristo não se alistava no Exército e nem ocupava cargos públicos, pois acreditava que as instituições humanas eram demoníacas. O apóstolo Paulo disse que as autoridades foram instituídas por Deus e são seus ministros para castigar os malfeitores, mas os “cristãos pacifistas” ignoraram isso descaradamente. O próprio Jesus reconheceu que a autoridade que Pilatos tinha fora concedida por Deus, e Ele mesmo ensinou que é para dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.




A Igreja Primitiva se auto-intitulava “Ekklesia”, e esse nome em sua origem significava “assembléia popular”, formada por cidadãos, que se reuniam para discutir sobre política, em Atenas, na Grécia. O apóstolo Paulo constantemente usava o serviço militar como bom exemplo para a vida cristã. Então, será mesmo que as autoridades constituídas são do Diabo ou elas foram instituídas por Deus como as Escrituras Sagradas ensinam?




Agora, eu contarei os podres de alguns “santos” Pais da Igreja, homens que se diziam “ungidos de Deus”, mas que pregavam heresias.




Tertuliano no começo realmente combatia ensinamentos heréticos, e em seu livro “APOLOGÉTICA”, ele usava como bons exemplos os cristãos que eram soldados e políticos; mas, quando Tertuliano aderiu uma seita chamada Montanismo, ele passou a endiabrar as autoridades instituídas pelo próprio Deus e até escreveu um livro chamado “A COROA DOS MILITARES” em que o Exército é demonizado.




Hipólito era um encrenqueiro que caluniava todo mundo e ele criou uma lista ridícula de profissões proibidas em que certos ofícios eram endiabrados. Em sua “lista santa” os cristãos que exerciam cargos nas Forças Armadas ou na política tinham que ser expulsos das igrejas, porque exerciam profissões profanas. Eu gostaria de saber onde esse “santo” viu isso na Bíblia ou será que ele teve uma revelação extra-bíblica?




Orígenes acreditava na reencarnação e no universalismo (teoria em que até Satanás e seus demônios serão salvos). Apesar dele não concordar com as guerras que o Império Romano promovia, ele não endiabrava o serviço militar.




Cipriano falou que o Diabo é o pai dos judeus e era outro que também adorava demonizar as autoridades constituídas. Ele odiava os hebreus como muitos outros Pais da Igreja também odiavam. Se os judeus não prestam, então, Jesus não devia prestar, pois Ele também era judeu. Que incoerência!




Lactâncio era apologista do imperador Constantino, porém, foi outro que também endiabrou o Exército, algo que eu acho um tremendo absurdo, porque na sua época o culto imperial foi abolido e o próprio Constantino era simpatizante do Cristianismo, portanto, não havia mais perseguições e nem práticas idolátricas no serviço militar.




Com o Concílio de Nicéia, surgiu o Catolicismo, e no começo a Igreja Católica buscava a Deus e não se envolvia com a idolatria, entretanto, com o passar do tempo, a Igreja Cristã passou a idolatrar os santos e a Maria, pois o Paganismo foi introduzido no Cristianismo.




Durante a Idade Média, a Igreja Católica perseguiu, torturou e assassinou inúmeras pessoas inocentes, apenas, porque discordavam de seus preceitos religiosos. As supostas “bruxas” e os “hereges” eram queimados vivos nas fogueiras do Santo Ofício da Inquisição.




O Catolicismo pregava o “Evangelho do Medo” (algo que muitas igrejas evangélicas pregam hoje), e através desse falso Evangelho, o Clero explorava constantemente os homens leigos que não conheciam a Bíblia, pois as Sagradas Escrituras eram escritas em latim, e poucos sabiam essa língua. A Igreja Católica usava as imagens de Satanás e do Inferno para amedrontar os cristãos ignorantes que temiam o Príncipe das Trevas e seu reino infernal, por isso, que os católicos medievais (que eram até sinceros na sua fé) acatavam os ensinamentos do Catolicismo por temerem ir para o Inferno.




A Igreja Católica defendia a escravidão e usava inclusive versículos bíblicos para justificar essa abominação. O Clero condenava a escravização indígena, mas apoiava a escravidão dos africanos. Os teólogos católicos alegavam que os índios eram pessoas puras e alvos da evangelização, mas os negros por serem descendentes de Cam (o filho de Noé que zombou de seu pai por esse estar nu) eram amaldiçoados e, portanto, deviam ser escravizados pelos brancos. Infelizmente, existiram até protestantes que eram favoráveis a escravidão, algo que Jesus reprova, porque todos os homens têm direito a liberdade.




Hoje, os hereges têm enganado inúmeros cristãos com suas heresias e qualquer um que ouse criticá-los é perseguido por seus seguidores fanáticos que alegam que seus ídolos são “ungidos de Deus” e, por isso, é pecado criticar os seus ensinamentos heréticos.




David Miranda, o missionário fundador da Igreja Deus é Amor, é um dos maiores falsos profetas de nosso tempo, pois ele prega que suas doutrinas são mais “sagradas” que os mandamentos de Deus e esse safado também usa o Evangelho do Medo para explorar os membros de sua igreja alegando que eles irão para o Inferno se ousarem questioná-lo. Para mim, a Igreja Deus é Amor é uma seita; e conheço cristãos da Igreja Adventista do Sétimo Dia que dão mais exemplo que os membros dessa igrejinha herética.




Josué Yrion sente “tesão” quando fala mal de desenhos animados; tem mania de ver o Diabo em todo lugar, e fica procurando pêlo em ovo. Eu aprendi bons valores e princípios em vários desenhos japoneses, virtudes que é difícil de aprender na Igreja Evangélica, já que os religiosos alienados que pregam uma coisa e vivem outra, tomam conta dessa instituição religiosa. Na Bíblia ensina que devemos reter de tudo o que é bom, e eu retive muitas coisas boas em desenhos animados que o Josué Yrion adora endiabrar. Esse missionário mete o pau na Walt Disney e na Toei Animation para se autopromover.




Os hereges Neuza Itioka, Rebecca Brown e Daniel Mastral pregam heresias envolvendo “rituais místicos” de libertação e exorcismo, isto é, a Teologia da Maldição Hereditária. Há boatos que Daniel Mastral parou de pregar essas besteiras e desmentiu várias coisas que havia ensinado anteriormente, e sinceramente, espero que ele tenha se convertido de verdade.




Entre os pentecostais tem havido um tremendo sincretismo religioso, e dons do Espírito Santo têm sido confundidos com manifestações esquizofrênicas ou até mesmo demoníacas. Se alguém entrar em um terreiro de macumba e depois freqüentar determinadas igrejas pentecostais, não verá grande diferença entre uma coisa e outra. Os evangélicos pregam que os dons de línguas e profecia que se manifestam na Igreja Católica Carismática e nos terreiros de macumba são profanos, mas se são manifestados nas igrejas evangélicas são santos. As Escrituras Sagradas ensinam que os dons do Espírito Santo devem se manifestar com ordem e decência, mas o que vejo em certas igrejas pentecostais é um “espetáculo dos horrores” e não a manifestação do poder de Deus.




A heresia do momento na Igreja Evangélica tem sido a Teologia da Prosperidade, e os seus adeptos são avarentos e amam mais o dinheiro de que o próprio Deus. Eu realmente acredito que Deus pode abençoar os cristãos financeiramente, mas devemos buscar a Deus por amor, e não por interesse para termos riquezas em troca. Com Deus não se barganha.




Nesse texto mostrei as principais bizarrices do Cristianismo, e reconheço que existem cristãos que seguem verdadeiramente a Cristo, porém, existem muitos hereges que difamam a Palavra de Deus com seus ensinamentos heréticos. Não tenho nada contra Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo, mas somente não suporto as heresias que incontáveis cristãos têm pregado durante a História negando o verdadeiro Evangelho.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

A SOBERANIA DE DEUS


“Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?Por que te alongas das palavras do meu bramido e não me auxilias?Deus meu, eu clamo de dia e tu não me ouves; de noite e não tenho sossego. Porém, tu és santo, o que habitas entre os louvores de Israel. Em ti confiaram os nossos pais; confiaram e tu os livraste. A ti clamaram e escaparam; em ti confiaram e não foram confundidos; mas eu sou verme e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo”.

Por favor, Deus, atenda o meu clamor e escute a minha oração, pois estou sendo assolado pelas minhas dúvidas e me sinto desamparado diante de tanta confusão; a Igreja Evangélica está dividida por causa das falsas doutrinas pregadas pelos religiosos tendenciosos que somente enxergam na Bíblia o que convém a eles. Estou muito confuso e não sei mais o que fazer para encontrar as respostas para as minhas perguntas, a não ser esperar até que o Senhor me responda.

Descobri que Deus é imutável e que Ele não mudou de personalidade no Novo Testamento, porque Jesus não veio anular a Lei, mas sim cumpri-la. Moisés já ensinara no Antigo Testamento que a vingança pessoal é errada e que devemos amar os nossos inimigos. Davi era um guerreiro e não era vingativo, pois ele teve duas oportunidades para se vingar de Saul e o poupou. Deus nunca condenou a legítima defesa em uma guerra e nem as punições aplicadas pelo Estado nos malfeitores, até porque, seria muita incoerência Deus instituir as autoridades para proteção dos bons e castigo dos maus se Ele próprio não concordasse com isso.

A falta de conhecimento teológico nas igrejas é lamentável e os falsos profetas se aproveitando da ignorância dos crentes se levantam para enganá-los com seus ensinamentos heréticos, mas apesar dessa circunstância caótica, Deus nunca perdeu o controle da situação; durante toda a História, o Criador do Universo teve o domínio sobre o mundo e seus habitantes, pois nem um fio de cabelo cai de nossas cabeças sem que Ele permita.

“Não te indignes por causa dos malfeitores e nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade, porque cedo serão ceifados como a erva e murcharão como a verdura. Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra e verdadeiramente serás alimentado. Deleita-te também no Senhor e Ele te concederá o que deseja o teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia Nele e Ele tudo fará. Deus fará sobressair a tua justiça como a luz e o teu juízo como o meio dia”.

Perdi tanto tempo de minha vida odiando quando poderia ter amado e Deus me ensinou através das Sagradas Escrituras que o ódio não vale a pena, porque as suas conseqüências são amargas, e aprendi que os grandes heróis bíblicos e históricos não lutavam baseados na vingança, mas sim na justiça. Durante anos, odiei as pessoas e desejei sujar as minhas mãos de sangue, mas Deus em sua infinita misericórdia me mostrou que o perdão é mais forte do que a raiva e de que o amor é superior ao ódio. O Justo Juiz me fará justiça, então, não preciso mais me preocupar com os perversos, pois o Senhor dos Exércitos se encarregará deles.

Deus é soberano e sempre esteve no comando da História, até mesmo quando os cristãos primitivos foram perseguidos pelo Império Romano; apesar de toda a tribulação, o Cristianismo chegou até o Palácio de César através dos guardas pretorianos que vigiavam o apóstolo Paulo e a perseguição cooperou para a expansão do Evangelho pelo mundo. Creio que Deus está tomando conta de minha vida e que Ele não me desamparará, mas responderá as minhas perguntas na hora certa e até lá, aguardarei ansiosamente pelas respostas.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

IDOLATRIA EVANGÉLICA


“Qualquer ensinamento que não se enquadre nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias”. (Martinho Lutero)

Os escritores Rebecca Julia Brown (Ruth Irene Bailey) e Eduardo Daniel Mastral (Marcelo Agostinho Ferreira) têm ludibriado inúmeros cristãos com suas heresias, e qualquer um que ouse questioná-los é perseguido por seus fãs fanáticos que os idolatram.

Durante anos, eu odiei esses dois hereges, mas hoje sinto pena deles, porque realmente eles precisam se converter e parar de ficar exaltando o poder de Satanás. No passado, eu fui muito perseguido por evangélicos que demonizam as artes marciais e que leram o livro “ELE VEIO PARA LIBERTAR OS CATIVOS”, e o impressionante é que esses crentes que me perseguiram são violentos e idólatras, pois eles batem em crianças e idolatram falsos profetas. Eu cresci ouvindo que as lutas esportivas são do Diabo e que se eu ousasse praticá-las iria para o Inferno quando morresse. Mas, os religiosos hipócritas que me disseram isso me agrediram fisicamente e verbalmente me causando sérios traumas. Na verdade, esses falsos cristãos (que são violentos e idólatras) endiabram as artes marciais, porque eles não querem que crianças, adolescentes e jovens aprendam a se defender deles.

Rebecca Brown e Daniel Mastral pregam doutrinas espíritas (como projeção astral e rituais místicos), e vários crentes ignorantes seguem fielmente os seus ensinamentos heréticos. Esses “ungidos de Deus” caluniam todos os cristãos que praticam lutas esportivas alegando que eles são idólatras e adoradores do Demônio. Já pratiquei Kung Fu, e os dois mestres que me ensinaram essa arte milenar, Braulio Estevam e Karlton Koga, são cristãos. A academia do Karlton é cristã, e lá os lutadores não reverenciam tatames, quadros e estátuas, ou seja, eles não se envolvem com práticas idolátricas. Eu me envolvi com as artes marciais para aprender a me defender e proteger os indefesos e não fui excluído da Graça de Deus por causa disso. Para Rebecca Brown e Daniel Mastral, Budismo e Satanismo são a mesma coisa, e Buda e Satanás são a mesma pessoa. Eles confundem e deturpam tudo, ou seja, esses tolos não entendem tanto sobre o assunto como dizem entender.

Eu pesquisei mais sobre o Daniel Mastral e descobri que o cara não é tão ruim como eu imaginava; por exemplo, ele não condena tatuagens e piercings e nem cristãos que se envolvem com a política e isso achei legal. Esse escritor tem a mente aberta para algumas coisas, porém, ele fica implicando com as lutas esportivas.

Os religiosos alienados pregam que os cristãos não podem praticar artes marciais por causa de sua natureza violenta, entretanto, eles espancam crianças indefesas. Que hipocrisia!

“A única coisa necessária para que o mal triunfe é os homens de bem não fazerem absolutamente nada”. (Edmund Burke)

A minha intenção em praticar lutas esportivas é defender os fracos e oprimidos, porque não quero me omitir diante da maldade. Eu somente adoro o Senhor dos Exércitos e não os deuses pagãos como muitos falam.

O centurião Cornélio era militar, portanto, ele guerreava. O apóstolo Pedro em nenhum momento o recriminou por causa disso, e Cornélio não cultuava o imperador, pois ele era um homem justo e temente a Deus. Então, temos um exemplo bíblico do Novo Testamento de alguém que lutava e não se envolvia com a idolatria.

Quem são realmente os idólatras, os cristãos praticantes de artes marciais ou os fãs fanáticos de Rebecca Brown e Daniel Mastral?

As igrejas, Renascer em Cristo e Bola de Neve, e a JOCUM (Jovens Com Uma Missão) usam lutas esportivas como instrumentos de evangelismo. Será que todos os membros dessas organizações evangélicas são satanistas? Creio que não.

Os falsos profetas têm enganado inúmeras pessoas com suas heresias, e muitos evangélicos, que adoram acusar os católicos de idolatria, idolatram esses lobos disfarçados de ovelhas que se levantam contra a Igreja de Cristo.

A maioria dos cristãos não conhece a Bíblia, e essa é a brecha de que o Diabo precisa para contaminar o Cristianismo com ensinamentos heréticos, mas ainda acredito que Deus está no controle dessa situação e de que o bem triunfará sobre o mal.


(Infelizmente, o Braulio Estevam não é mais cristão, mas o Karlton Koga continua firme no Evangelho ganhando almas para Cristo através do Kung Fu).

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

ÉTICA CRISTÃ


O Cristianismo é polêmico desde a sua origem, pois os cristãos sempre interpretaram a Bíblia de diversas maneiras. Pentecostais, tradicionais, arminianos, calvinistas, ativistas, pacifistas e seletivistas; ambos são cristãos, mas cada um tem a sua opinião sobre determinado assunto. A pena de morte e a guerra são assuntos éticos que geram muita polêmica no meio evangélico, porque cada cristão tem o seu ponto de vista. Antes de o imperador Constantino dar liberdade religiosa aos seguidores de Cristo, alguns Pais da Igreja endiabravam as autoridades instituídas pelo próprio Deus, e julgavam injustamente os cristãos que se alistavam no Exército ou que se envolviam com a política, e os expulsavam das igrejas baseados apenas em seu preconceito religioso. Existiram poucos seguidores de Cristo que foram militares e políticos antes do século II, pois a sua grande maioria era formada por cidadãos comuns que não se envolviam com a administração civil e defesa militar do Império Romano. Com o Édito de Milão, no século IV, os Pais da Igreja passaram a enxergar o Estado com bons olhos e já não viam mal algum em cristãos servirem o seu país.

Basear-se no fato de os cristãos primitivos não terem guerreado para propagar o pacifismo é uma tremenda hipocrisia, porque existiam problemas sérios que impediam os primeiros cristãos de participarem das guerras que o Império Romano promovia. O culto imperial era obrigatório para todos os militares e políticos, e se esses indivíduos não adorassem o imperador, eram condenados a morte. Os legionários romanos guerreavam para conquistar e escravizar os outros povos e não para defender a sua nação de uma invasão inimiga, por isso, não era aconselhável os seguidores de Cristo se envolverem com o serviço militar. Existiram alguns funcionários públicos cristãos no século I, como o centurião Cornélio, o procônsul Sérgio Paulo e o carcereiro de Filipos, que mesmo depois de se converterem, permaneceram em suas profissões, mas eles foram exceções. Na minha humilde opinião, eu acho que se os cristãos primitivos tivessem se envolvido mais em todos os setores da sociedade para fazer a diferença, eles não seriam tão perseguidos, e o Império Romano poderia ter sido uma benção para o mundo e o derramamento de sangue inocente teria sido evitado.

Muitos dos grandes teólogos que participaram da história da Igreja de Cristo eram favoráveis a pena capital e não viam problema algum em cristãos ingressarem nas Forças Armadas ou ocuparem cargos públicos.

Agostinho de Hipona desenvolveu a teoria da guerra justa, pois ele acreditava que os cristãos têm o dever moral de participar de guerras justas para promover a justiça. Agostinho é considerado por muitos cristãos, o maior de todos os Pais da Igreja, e ele escreveu muitas obras que beneficiaram a Cristandade. Esse grande teólogo era a favor da pena de morte e os reformadores do século XVI se inspirariam nele para reformar a Igreja Cristã.

Tomás de Aquino foi um dos maiores teólogos que já existiu e falava positivamente sobre a legítima defesa e achava necessária a execução de criminosos perigosos para o bem-estar da sociedade.

Martinho Lutero era um monge agostiniano e acreditava que a pena capital era indispensável em casos de crimes bárbaros; inclusive, ele incentivou os príncipes alemães a exterminarem os camponeses que se rebelaram contra as autoridades constituídas, e os anabatistas, que se diziam pacifistas, participaram dessa rebelião.

João Calvino foi um grande teólogo francês e era favorável a pena de morte até nos casos de heresias; ele condenou o médico, Miguel Serveto, que blasfemou contra a Trindade, a morrer na fogueira. Entretanto, João Calvino, se arrependeu de ter mandado matar, Miguel Serveto, mas ele nunca mudou a sua opinião em relação a executar malfeitores.

Ulrico Zuínglio era capelão do Exército e morreu em combate lutando contra os cantões católicos. Ele foi um dos principais responsáveis pela Reforma da Igreja na Suíça, e como João Calvino, Ulrico Zuínglio era também a favor da pena capital em caso de heresia.

Eu não concordo com a execução de hereges, mas sou totalmente favorável a pena de morte em casos de crimes hediondos e de que nós, cristãos, temos a obrigação moral de guerrear para promover a justiça, porque Deus não se agrada da omissão diante do mal. Portanto, devemos pelejar em favor dos fracos e oprimidos.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

O ESTATUTO DO DESARMAMENTO



Nos últimos anos, a violência tem aumentado assustadoramente e muitas pessoas culpam as armas de fogo por isso.


Bandidos não compram armas legalizadas, mas sim contrabandeadas, e jogar a culpa em seres inanimados não diminuirá a violência.


O principal problema da violência no Brasil é social e o Governo Federal usa a mídia para encobrir isso, fazendo lavagem cerebral para desarmar a população.


Desde o principio dos tempos, existem bandidos, e os antigos assassinos usavam espadas para derramar o sangue dos inocentes.


O impressionante dos grupos anti-armas e da Rede Globo é que eles pregam que os bandidos são semideuses e que ninguém pode contra eles.


A maioria dos bandidos aprende a atirar em latas de refrigerante e em garrafas de pinga e alguns deles por incrível que pareça não sabem atirar.


Existem cidadãos de bem que fazem curso de tiro semanalmente e que atiram tão bem quanto policiais.


Houve vários casos em cidades do interior em que cidadãos e bandidos se confrontaram e os marginais levaram a pior. Por que será que a Rede Globo não divulga isso?


Gostaria de ser imparcial sobre este assunto, mas não escondo a minha opinião contrária a esse estatuto ridículo.


Antes das armas de fogo surgirem o mundo era melhor, mas não podemos jogar a culpa nas armas, sendo que o culpado é o homem.


Muitas espécies de animais foram extintas através das armas de fogo e esses instrumentos são bem mais potentes que as armas brancas.


Acontecem acidentes domésticos com armas de fogo, mas com pessoas irresponsáveis que não têm o preparo adequado para portar uma arma.


Balas não distinguem amigos de inimigos, armas são armas, tanto nas mãos de civis como nas mãos de militares.


Os bandidos estão se lixando para o Desarmamento, sendo que eles jamais entregarão as suas armas (contrabandeadas) e quase todas as armas entregues são antigas e não funcionam.


Viajar na maionese e viver em um mundo cor de rosa não resolverá o problema da violência no Brasil.


Não sou a favor da pena de morte, mas sou a favor da legítima defesa e de leis mais rígidas neste país.


Suponhamos que um bandido invada a sua casa e estupre a sua mulher e suas filhas, te espanque e se você ainda achar ruim, ele te mate. Sem uma arma fica difícil evitar tal tragédia e há diferença entre ser pacífico e ser idiota.


Não prego a justiça com as próprias mãos, mas prego a defesa pessoal.


A maioria das pessoas critica muito a polícia, mas todos quando precisam vão chamá-la. Existem policiais corruptos, mas também existem policiais honestos.


Muitos evangélicos me condenam pelas coisas que escrevo, mas a própria Bíblia, o livro inspirado pelo Espírito Santo, conta sobre centuriões cristãos e afirma que as autoridades foram instituídas por Deus.


O povo brasileiro tem que lutar pelos seus direitos e pressionar o Governo Federal a tomar uma providência séria e eficaz contra a violência que vêm dizimando milhares de inocentes todos os anos.


(Criei essa crônica em 2005 para contar a farsa que é o Desarmamento).

quarta-feira, 3 de junho de 2009

A NOVA REFORMA



No dia 31 de Outubro de 1517 surgiu a Igreja Protestante, a igreja reformada pelo monge agostiniano Martinho Lutero e que oficialmente representa a Igreja de Cristo.

Durante séculos, a Igreja Católica dominou através de opressão e tirania quase toda a civilização e continua sendo a instituição mais rica do mundo.

Hoje, o Protestantismo não passa de mais uma religião e ultimamente a maioria dos protestantes se esqueceu o que é protestar.

No Brasil, uma nação de terceiro mundo, onde o governo é extremamente corrupto, o Crime Organizado dita as regras e a mídia tem o poder absoluto, a Rede Globo com sua soberba e arrogância comanda acima de todas as emissoras o país, apesar de que nos últimos anos, o seu poder diminuiu consideravelmente.

O ibope é muito duvidoso atualmente, porque o Datafolha prega que a maioria da população brasileira é a favor do Desarmamento, mas não é o que tenho visto e ouvido na internet e em conversas populares.

Infelizmente, neste país a vontade do povo é insignificante, pois o que prevalece é a vontade da mídia, o Quarto Poder.

Por que será que a Rede Globo quer tanto o Desarmamento?Com certeza ela tem algum interesse político nisso.

Muitas emissoras de televisão durante anos têm caluniado cães domésticos e armas de fogo, falando que o Pit Bull é mal e tem muita maldade em seu coração e que armas com vida própria disparam sozinhas.

Primeiro, se o Pit Bull for tratado com amor e carinho é quase impossível ele se tornar em um cão violento.

Segundo, quem mata não é a espada e nem a arma, mas o homem. Desde o principio dos tempos, existem guerras e assassinatos e os antigos guerreiros portavam armas brancas (espadas, machados, lanças e outras).

Existem muitas pessoas que querem castrar os cães Pit Bull, então, por que não castramos os homens também?Quem fere e mata mais, o homem ou o Pit Bull?

Desarmar cidadãos de bem não diminuirá a violência, porque bandidos não compram armas em lojas, mas sim em mercados negros (contrabandos).

Geralmente os movimentos anti-armas omitem fatos, manipulam dados e destorcem a verdade, e o Governo Federal se aproveita da boa vontade de muitos cidadãos que participam desses movimentos para impor a sua ideologia ditatorial legalista.

O Desarmamento é uma arma de ditadores e o Brasil corre o risco de enfrentar uma nova Ditadura Militar.

A Igreja de Cristo tem perdido a sua identidade a cada dia que passa, porque os cristãos se distanciam do foco do verdadeiro Cristianismo e valorizam mais as doutrinas que são preceitos de homens de que os mandamentos de Deus.

O Brasil é uma vergonha mundial, pois as autoridades não respeitam os bons cidadãos. Os Direitos Humanos se preocupam mais em proteger os bandidos de que os humanos direitos e a mídia explora a miséria e a ignorância do povo.

Tanto a Igreja Cristã como a nação brasileira precisam de uma Nova Reforma, a Igreja e o Brasil precisam restituir a moral e a justiça.

“Feliz a nação cujo Deus é o Senhor”.

O Cristianismo precisa impactar a sociedade e fazer a diferença. Se o Brasil abandonar a idolatria e se converter de seus maus caminhos, com certeza as coisas melhorarão e Deus sarará a nossa terra.


(Escrevi essa crônica com o intuito de alertar o povo brasileiro sobre a manipulação psicológica da mídia e também tentei alertar a Igreja de Cristo sobre sua real situação).

terça-feira, 19 de maio de 2009

LANÇADO NO ESCURO


Durante a minha vida inteira presenciei a injustiça prevalecer, porque os malfeitores aproveitam-se da impunidade para praticar as suas maldades, sabendo que não arcarão com as conseqüências de seus atos, por isso, vivo em agonia desde a minha infância.

Quando eu era criança fui humilhado e espancado; as feridas físicas cicatrizaram-se, mas as feridas de minha alma estão abertas até hoje.

Tenho sérios problemas psiquiátricos e psicológicos e tomo diariamente remédios controlados para poder conter o meu impulso homicida, pois não quero machucar pessoas inocentes.

Conheço religiosos hipócritas que endiabram as artes marciais e tratam com brutalidade os seus filhos, sobrinhos e netos. Esses indivíduos pregam a paz e o amor, mas praticam a violência e a estupidez contra crianças indefesas, então, eles não têm moral para condenar as lutas esportivas. Sempre desejei ser forte e habilidoso em combate para poder defender os fracos e oprimidos, mas fracassei no Kung Fu, e estou fracassando no Jiu-Jitsu também. Infelizmente, sou um fraco e oprimido destinado à derrota, portanto, não posso proteger os indefesos.

Antigamente, eu era magro e bonito, mas atualmente sou gordo e feio, e isso acaba com a minha auto-estima. Como eu gostaria de ser forte e formoso, mas por falta de dinheiro, continuarei sendo essa coisa horrível.

Vejo pessoas boas que poderiam defender-se de seus algozes, porém, elas lambem as botas de seus opressores e regozijam-se com a opressão.

Será que Deus realmente castiga os facínoras que vivem na pratica do pecado ou é apenas mais um que finge que nada está acontecendo?

A omissão de Deus diante do mal sempre me incomodou, porque Ele é quem deveria castigar os perversos e não os justiceiros, mas infelizmente são os esquadrões da morte que têm tentado punir os culpados.

Eu somente quero justiça, mas parece que Deus não está nem aí para mim. A Bíblia diz que a vingança pertence a Deus, mas o Todo-Poderoso não me vinga e nem sei se algum dia me vingará.

Observo todos os dias os malfeitores zombando da justiça de Deus, pois eles têm a certeza de que ficarão impunes. Quando os maus serão castigados?

Fui lançado no escuro, onde as trevas prevalecem, porque nesse lugar não há justiça e os facínoras fazem o que bem entendem com inocentes que não podem se proteger.

Eu invejo os arrogantes, ao ver a prosperidade dos perversos, pois para eles não há preocupações e os seus corpos são sadios e fortes. Os malvados não partilham das canseiras dos mortais e nem são afligidos como os outros homens; daí a soberba que os cinge como um colar e a violência que os envolve como manto.

Converso diariamente com Deus, entretanto, não sei se Ele presta atenção nas coisas que falo. Quero muito ser um cristão verdadeiro e servir a Deus, mas infelizmente sou um pecador imundo. Tentei libertar-me inúmeras vezes do pecado, porém, nunca consegui.

A minha alma está abatida por causa da crueldade das pessoas ruins que oprimem os indefesos, tendo a certeza de que jamais pagarão por seus crimes, e eu apenas posso lamentar sobre isso.

O maior desejo de meu coração é que a justiça prevaleça, ou seja, que os culpados sejam punidos, porque somente quero que Deus cumpra com a sua obrigação, que é castigar os maus e abençoar os bons.


(Quando escrevi essa crônica eu estava muito revoltado com Deus, mas hoje, sei que Ele sabe o que faz e tem o controle sobre todas as coisas).

sábado, 25 de abril de 2009

SONHO DE LIBERDADE


“Entre as inúmeras arbitrariedades do domínio britânico na Índia, a História mostrará que a pior foi privar uma nação inteira de armas”. (Mahatma Gandhi)

No Canadá, Taiwan, Jamaica, Austrália e em muitos outros países o Desarmamento foi um desastre.

O bandido sabendo que ninguém porta arma de fogo, se sente mais à vontade, para roubar, matar e destruir.

O Desarmamento, a falta de verbas para o Exército, o aumento da violência, o crescimento do desemprego e a incompetência do Governo Federal, deixam o palco armado para um golpe militar.

Dizem que 30% das armas nas mãos dos bandidos pertenciam a cidadãos, mas isso é mentira. Armas com numeração raspada não têm como saber a sua origem e por coincidência os calibres dessas armas são os mesmos das armas usadas pelos policiais e militares.

A maior parte das armas legalizadas do Brasil se encontra no Rio Grande do Sul, o estado com o menor índice de violência do país; já o estado do Rio de Janeiro, que não têm lojas de armas, se encontra em uma situação de guerra civil.

Cerca de 17 milhões de armas de fogo circulam pelo Brasil e apenas 25% dessas armas estão nas mãos dos cidadãos de bem. Como que armas registradas nas mãos de cidadãos poderiam gerar tanta violência, sendo que quem estupra e mata gente inocente por diversão é o bandido?

Acidentes domésticos ocorrem com policiais e militares também. Muitos filhos desses funcionários públicos pegam as armas dos pais, para se vingarem de alguém ou simplesmente por curiosidade. Então, por que não desarmar a polícia e as Forças Armadas também?

A maioria dos artistas adora endiabrar as armas de fogo, se as armas realmente não prestam, por que esses artistas não dispensam os seus seguranças armados?

Zumbi dos Palmares e seus quilombolas empunharam armas para pelejarem contra a escravidão; Carlos Lamarca e seus guerrilheiros empunharam armas para combaterem a Ditadura Militar e muitos cidadãos de bem em regiões rurais sabem manusear armas e matam bandidos por legítima defesa.

O problema não está na arma de fogo, sendo que os crimes mais bárbaros são praticados com armas brancas, mas sim no coração corrompido e maldoso do homem.

Esses hipócritas que deturpam o conceito de paz e amor, mentem, caluniam e se omitem diante da maldade. Quem se omite diante da maldade é tão culpado quanto o que a pratica e o pacifista é moralmente delinqüente e insensível ao sofrimento dos inocentes. Falam que cidadãos armados podem matar inocentes por engano, mas a polícia mata inocentes por engano todos os dias.

O único país em que o Desarmamento deu certo foi o Japão, mas a polícia japonesa é a melhor do mundo e lá não tem tanta desigualdade social como aqui no Brasil.

Quero que a justiça prevaleça em meu país e usufruir de meus direitos de cidadão, esse é o meu sonho de liberdade.


(Através dessa crônica eu desmascarei a hipocrisia do Desarmamento).

quarta-feira, 4 de março de 2009

SANGUE NAS MÃOS


O Bem vencerá no final, mas antes disso, o Mal já venceu inúmeras vezes. A cada dia que passa, acabo me convencendo de que o Inferno é aqui e bem sei que a cadeia ou o necrotério é o meu destino.

Por que Deus permitiu que Lúcifer se rebelasse e fosse expulso do Reino dos Céus?Por que o Todo-Poderoso criou a árvore da Ciência do Bem e do Mal e a colocou no Jardim do Éden, sabendo que resultaria na queda do homem?

Descobri que é melhor ser temido de que ser amado, pois o amor é uma ilusão, mas o temor é eterno.

“O caráter se forja no fogo da adversidade”. Na minha aprovação percebi que não sou tão bonzinho quanto imaginava.

“Quem quiser pode seguir os meus pedaços pelo chão e juntando cada um, achará a solidão”.

Já pensei em me tornar sodomita, mas a minha essência é heterossexual. Não quero mais gostar de mulheres, pois elas somente me trouxeram dor e sofrimento.

Sempre desejei a morte, mas a vaca ainda não veio me buscar. O meu coração está podre e o fedor é insuportável.

Os ímpios não se acham em trabalhos como outros homens e nem são afligidos como outros homens. Por isso, a soberba os cerca como um colar e vestem-se de violência como de adorno.

Desde criança tenho curiosidade em saber como é matar alguém e qual será a sensação?Como é ter sangue nas mãos?

A carnificina é absoluta e observo atentamente os corvos se alimentarem dos cadáveres no campo de batalha.

Admiro os terroristas do Oriente Médio, pois eles são idealistas dispostos a morrer pelo que acreditam. Claro que não concordo com todos os seus métodos sórdidos, mas alguns são bem eficazes.

Vlad Tepes, o Drácula, costumava empalar turcos por diversão; eu adoraria fazer o mesmo com os estupradores e ver o sangue escorrer pela lança.

Nero, o imperador de Roma, pregava prisioneiros em cruzes e os queimava vivos e também se divertia jogando escravos em um poço cheio de moréias famintas.

Adolf Hitler, o chanceler da Alemanha, o principal responsável pela morte de mais de seis milhões de judeus, foi um homem talentoso e grandioso, porém, também idiota em descontar a sua fúria em inocentes que não tinham nada a ver com a sua infeliz infância.

Todos esses personagens notáveis impactaram a sociedade e marcaram a história da humanidade. Quero também ser um personagem notável, tanto para o Bem como para o Mal.

Madrugada sem sono e agonia incessante, fogo impagável e coração consumido, a dor é aguda e o tormento implacável. Satanás, o Diabo, tem estado mais presente em minha vida de que o próprio Deus. Já pedi muitas vezes para Jesus Cristo ser o Senhor de minha vida, mas nunca obtive resposta.

Por que os inocentes morrem e os criminosos continuam vivos?Será que a morte sempre fugirá de mim e quando a justiça prevalecerá?Enquanto não obtenho as respostas, tramarei em como punir os culpados.


(Quando escrevi essa crônica eu estava revoltado com Deus e com a vida, mas hoje sou um homem justo e temente a Deus, ou seja, sou uma pessoa diferente).

sábado, 7 de fevereiro de 2009

DESTRUIÇÃO


“Sob as patas do cavalo, jaz um combatente, os olhos deslocados na morte; uma das mãos segura uma espada quebrada e uma flor, a outra está espalmada e impotente”.

A escuridão encobre toda a região, que está banhada em sangue por causa do massacre, e o meu coração está machucado e cheio de pus, ele apodrece de tal forma que já cheira até mal.

“Peso do deserto do mar, como os tufões de vento do sul que tudo assolam, ele virá do deserto da terra horrível”.

Uma mulher volta à cabeça para o alto, gritando a sua agonia; nos braços, uma criança morta, e o seu rosto distorcido é uma máscara de dor, um lancinante uivo de desespero que se tornou visível.

“Visão dura se me manifesta: o Pérfido trata perfidamente e o Destruidor anda destruindo”.

As sombras de meu passado me atormentam por causa das pessoas que vi perecer e não pude ajudar.

Rogério era meu amigo e foi morto em um acidente de trânsito, o seu corpo foi mutilado e seus pedaços espalhados pela rua. Ele era um policial militar honesto que cumpria o seu dever.

Dayany e Kelly eram duas irmãs que conheci há alguns anos e tentei ajudá-las inutilmente. Elas freqüentavam uma Igreja Assembléia de Deus e se desviaram do Verdadeiro Caminho por culpa do pai, um homem cujo coração era endurecido e não enxergava mais.

Tatiane era uma adorável amiga que sofreu muito na vida, devido aos maus tratos da madrasta e ao desprezo do pai. Suas irmãs, Michele e Bruna, eram mulheres honradas que sofreram muito com o assassinato da mãe. Josefa acompanhou o seu marido até o portão e depois que ele saiu, dois bandidos se aproximaram e anunciaram o assalto; a dona-de-casa começou a gritar por socorro e foi executada a tiros e os marginais fugiram sem levar nada.

A cada dia que passa, uma besta assassina cresce dentro de mim, o meu lado obscuro quer despertar e saciar a sua sede por sangue. A bondade se tornou abominável e a maldade aceitável, o Mal tenta desativar a minha consciência e se apoderar de minha alma.

Você não pode ver o Inimigo, mas ele sabe onde você está. Cuidado!O Destruidor está solto e a sua fúria é implacável.

A Igreja de Cristo tem se dispersado, mas muitos cristãos ainda persistem determinados a vencerem o Império das Trevas.

“Seguiremos em busca do conhecimento e da harmonia e treinaremos firmemente para termos um espírito inabalável”.

A maior parte de minha depressão provém de uma disfunção cerebral e o restante devido a espancamentos e humilhações.

O meu coração está tomado pelo horror, a ansiedade tem me roubado as noites de sono e a agonia tem sido a minha companheira nas madrugadas.

Sempre me apaixono pelas mulheres erradas, por mulheres que desdenham os meus sentimentos e desprezam a minha lealdade. O amor em meu coração se esfria cada vez mais e os meus ideais morrem a cada dia. Meu Deus, o que farei para evitar este terrível destino?Não posso impedir o inevitável.


(Nessa crônica de 2005, eu desabafei falando sobre a minha depressão, mas atualmente não sofro mais desse mal).

sábado, 17 de janeiro de 2009

LADO OBSCURO


Sinto uma faca rasgando o meu coração e o sangue me subir pela garganta, a dor é aguda e quase insuportável. Devo escolher a vida e o bem ou a morte e o mal?

Durante anos, caminho pelo Vale da Sombra da Morte, o que era verde aqui não existe mais e quase toda forma de vida foi extinta. Ruínas estão ao meu redor e a guerra transformou a floresta em um deserto.

Vagas lembranças atormentam a minha mente, mas não consigo me lembrar de nada com clareza, porque talvez, eu não deva me lembrar.

Uma vez me contaram, de que os anjos invejam os homens, pois eles gostariam de serem humanos para saberem o que é amar. Gostaria muito de amar alguma mulher e de ser amado por ela, mas infelizmente a falta de amor em meu interior, tem me levado para um caminho de solidão.

A minha alma está esburacada, o meu corpo está enfraquecido e o meu coração está em chamas. Sentimentos puros e bonitos guerreiam contra a minha natureza homicida. O ódio tenta me cegar todos os dias e a amargura seca os meus ossos.

Muitos loucos se olham no espelho e se acham normais, como eu; embora no mundo dos homens eu seja tido como um desequilibrado.

Há diferença entre valentia e estupidez, e há diferença entre coragem e loucura.

Muitos fantasmas de meu passado me atormentavam até eu mesmo me tornar em um deles. Hoje, sou apenas a sombra do homem que desejei ser um dia.

Num mundo de falsidades e hipocrisias, onde quase todos usam máscaras para esconderem as suas verdadeiras faces, o conhecimento é uma dádiva ou uma maldição?Ser bom é ser sensato ou ser otário?

Dois cães ferozes pelejam dentro mim, um cão mal e um cão bom, quem ganhará essa peleja? Tenho dupla personalidade, o Bem e o Mal estão dentro de mim e são inimigos mortais.

Lembro-me de Lord Byron, o Poeta do Mal, um inglês gótico que morreu lutando pela libertação da Grécia, ele era um poeta triste como eu.

Sou um poeta que tem medo de amar, não temo a morte, mas tenho pavor de qualquer pessoa que possa machucar o meu pobre e tosco coração.

Diversas vezes, pedi para o próprio Deus, o Todo-Poderoso, me matar, mas Ele, por alguma razão, ainda não atendeu esta minha oração.

Vejo tantas famílias e vidas destruídas pelas Forças do Mal e sou obrigado a assistir tudo de braços cruzados, pois sozinho, não posso fazer muita coisa, um simples beija-flor não pode apagar um incêndio na floresta.

Quem me dera se Deus regenerasse a minha alma por completo e me desse capacidade para resgatar as vidas escravizadas por Satanás, o Diabo.

Gostaria muito de ser amigo de Deus e de ser usado como os heróis do passado para combater a maldade neste mundo tenebroso.

Qual será o meu destino? Conseguirei eu, trilhar o Verdadeiro Caminho? O meu futuro, somente o tempo dirá.

“Deleita-te no Senhor e Ele te concederá o que deseja o teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n’Ele e Ele tudo fará”.


(Quando escrevi essa crônica eu estava perdidamente apaixonado e preocupado com as pessoas que caminham em direção ao Inferno).